Restaurantes de batatas fritas belgas são declarados Patrimônio Imaterial da Humanidade

fonte: agência EFE

Como o Viagem em Pauta adiantou no post de dezembro, a Bélgica declarou, no último dia 10 de janeiro, os friteries como Patrimônio Cultural Imaterial.

A expressão é usada para se referir aos tradicionais restaurantes especializados na produção e comercialização das clássicas batatas fritas belgas, conhecidas por seu preparo com gordura animal.

O título foi declarado pelo governo de Flandres, região do norte da Bélgica. Com este reconhecimento, as autoridades flamengas finalizam o pedido das associações de fritadores belgas que haviam reivindicado tão título, após, uma campanha iniciada, em novembro, pela Navefri-Unifri, a União Nacional de Fritadores belgas.

Conheça o Friet Museum, museu localizado em Bruges dedicado ao produto, onde é possível ver o acervo com mais de 400 objetos que contam a história da batata desde seu uso, há mais de 10 mil anos, em países como Peru e Bolívia, até sua popularização na Bélgica.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*