Conheça Puente del Inca, na Argentina

Diz a lenda quéchua que, anos antes da chegada dos espanhóis, o herdeiro do trono do Império Inca se encontrava muito doente.

Sem esperanças de cura, o garoto foi levado pelos melhores guerreiros de Qosqo para ser curado em águas termais em terras do sul. A travessia duraria meses e seria interrompida por uma quebrada profunda cortada por um rio furioso.

Aqueles homens então se abraçaram para formar uma ponte humana que permitisse a passagem do pai desesperado e seu filho enfermo. Mas quando o primeiro se virou para agradecê-los, os guerreiros tinham se petrificado, dando origem à impressionante ponte de pedra.

Localizado a 183 km de Mendoza, encravado na Ruta 7 e entre os imensos paredões rochosos dos Andes, Puente del Inca é um dos endereços mais inusitados de toda a Argentina, quase na fronteira com o Chile.

Puente del Inca, Mendoza, Argentina (foto: Eduardo Vessoni)
Puente del Inca, Mendoza, Argentina (foto: Eduardo Vessoni)

Mais do que cenário para belas lendas indígenas, essa Área Natural Protegida é formada por uma ponte natural sobre o rio Las Cuevas, a noroeste da província de Mendoza, e já abrigou um famoso hotel de banhos termais.

Localizada a 2.700 metros de altitude, próximo à entrada principal do Parque Provincial Aconcagua, essa formação geomorfológica possui 48 metros de comprimento, 28 de largura e 8 de espessura, suspensa a 27 metros sobre o rio e decoradas com estalactites.

Os sais minerais da região são responsáveis pelos tons de laranja, amarelo e ocre que tingem qualquer objeto que seja colocado em suas águas.

A aparência petrificada pode ser encontrada nos souvenirs turísticos que são comercializados em uma feira de artesanato que acontece no povoado.

Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)

Com algumas poucas de dezenas de habitantes, que ainda esperam o pãozinho chegar em caminhão todos os dias às 11 da manhã, Puente del Inca é uma das paradas de viajantes que realizam o clássico Tour de Altas Montañas que passa por Potrerillos, pela estação de esqui Penitentes e pelo Aconcágua, o “teto das Américas”.

O povoado se encontra a um quilômetro do Cementerio de los Andinistas em homenagem aos montanhistas mortos em escaladas no Aconcágua e Las Cuevas, último povoado argentino, antes do Paso Internacional Cristo Redentor, onde se encontra o Monumento Histórico Binacional Cristo Redentor, uma escultura de bronze que marca a fronteira entre a Argentina e o Chile.

Experimente passar, ao menos, uma noite nesse povoado que abriga hospedagens rústicas, e terá diante dos olhos um dos céus estrelados mais impactantes da América do Sul.

Viajantes (e incas desesperados) agradecem.

SAIBA MAIS

Turismo de Mendoza
www.turismo.mendoza.gov.ar

Conheça o roteiro de vinhos de Mendoza no link

Confira fotos da região

Puente del Inca, Mendoza (foto: Divulgação/Ministerio de Turismo - Gobierno de Mendoza)
Puente del Inca, Mendoza
(foto: Divulgação/Ministerio de Turismo – Gobierno de Mendoza)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Feira de artesanato de Puente del Inca (foto: Eduardo Vessoni)
Cementerio de los Andinistas (foto: Eduardo Vessoni)
Cementerio de los Andinistas (foto: Eduardo Vessoni)

 

 

Parque Provincial Aconcagua (foto: Divulgação/Ministerio de Turismo - Gobierno de Mendoza)
Parque Provincial Aconcagua (foto: Divulgação/Ministerio de Turismo – Gobierno de Mendoza)
Mendoza (foto: Divulgação/Ministerio de Turismo - Gobierno de Mendoza)
Mendoza (foto: Divulgação/Ministerio de Turismo – Gobierno de Mendoza)
  • por Eduardo Vessoni

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*