José Ignacio: a versão relaxada de Punta del Este

Para o artista plástico Marcelo Legrand, “elegância é ter o justo”.

E é assim, entre praias desertas e paisagens rurais, que José Ignacio se tornou um dos destinos litorâneos mais alternativos e exclusivos do Uruguai, nos últimos anos. E nem parece que a lotada Punta del Este fica a apenas 45 km dali.

A vizinha rica e famosa, que no verão vira endereço manjado de viajantes com gosto exagerado pelo hedonismo, é a porta de entrada para essa antiga vila de pescadores frequentada sobretudo por descolados do Uruguai e da Argentina que não se impressionam com o agito exagerado dos cassinos e das casas noturnas de Punta del Este.

Playa Mansa, em José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)
Playa Mansa, em José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)

Como dizem por ali, em José Ignacio “só o vento tem pressa”.

Formado por duas baias naturais, o destino abriga duas praias: a Mansa e a Brava, nos setores leste e oeste da península, respectivamente.

Playa Mansa, em José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)
Playa Mansa, em José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)

Recortadas por casarões de arquitetura contemporânea que, de longe, destoam da paisagem local, as praias servem de pretexto para testemunhar finais de tarde inspiradores ou sentar em um dos bares pé-na-areia da região.

Outro símbolo dessa península minúscula com apenas 2 km de extensão é o Farol de José Ignacio, construção náutica erguida em 1877 para evitar os famosos naufrágios na região.

A construção tem 26 metros de altura e 121 degraus até à plataforma de observação, de onde se tem vista panorâmica do oceano Atlântico e da zona rural de José Ignacio.

Farol de José Ignacio, no Uruguai (foto: Eduardo Vessoni)
Farol de José Ignacio, no Uruguai (foto: Eduardo Vessoni)

A poucos quilômetros da costa, José Ignacio recebe forasteiros com campos cortados por bosques de árvores nativas alimentados pelas lagoas Garzón e José Ignacio, onde barcos a remo singram aquelas águas quase estáticas.

E outra vez, menos é mais naquelas bandas uruguaias.

Área rural de José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)
Área rural de José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)
Área rural de José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)
Área rural de José Ignacio (foto: Eduardo Vessoni)

Hotel com arte

Em José Ignacio, não só a arte imita a vida, mas o contrário também acontece.

O conceito de exatidão a que se referia o uruguaio Legrand no início do texto parece mesmo ultrapassar os limites de suas telas e pode ser visto em um improvável encontro de paisagens, não só no cenário do lado de fora, mas no interior de hotéis da região.

O destino abriga projetos arquitetônicos ousados em que natureza e arte parecem uma peça única.

Hotel Playa Vik (foto: Divulgação)
Hotel Playa Vik (foto: Divulgação)

Lançados em 2009 e 2010, respectivamente, os hotéis Estancia Vik e Playa Vik contam com decoração marcada por obras de 20 artistas uruguaios que criam ambientes artísticos nas áreas do estabelecimento como as suítes, jardins e pátios internos.

O Estancia Vik está localizado em um terreno de 1.600 hectares e abriga um casarão de estilo espanhol colonial com paredes brancas de adobe e telhado de estanho vermelho.

Estancia Vik, em José Ignacio (foto: Divulgação)
Estancia Vik, em José Ignacio (foto: Divulgação)

Cada um dos quartos e as áreas comuns foram pintadas por um artista diferente como Enrique Badaró, Álvaro Amengual e Carlos Barea.

Interior da suíte Carlos Barea, trabalho que reúne elementos pré-colombianos, personagens mitológicos e a de José Ignácio (foto: Eduardo Vessoni)
Interior da suíte Carlos Barea, trabalho que reúne elementos pré-colombianos, personagens mitológicos e a de José Ignácio (foto: Eduardo Vessoni)

Na área social, um barracão de zinco com as paredes pintadas por Marcelo Legrand abriga a sala de churrasco com móveis reciclados e um forno à lenha no centro.

‘Quncho’ do hotel Estancia Vik (foto: Eduardo Vessoni)

 


SITE OFICIAL DE TURISMO DO URUGUAI
www.turismo.gub.uy

Hotéis Estancia e Playa Vik
www.estanciavikjoseignacio.com

Como chegar
José Ignacio se localiza na Ruta Nacional 10, km 182.
Quem vem de Montevidéu, a capital uruguaia, deve tomar os ônibus para José Ignacio que saem do Terminal Tres Cruces e são operados pelas empresas COT e COPSA.

* por Eduardo Vessoni

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*