10 motivos para conhecer a Ilha de Páscoa

Localizada a 3.700 km da costa sul-americana, no meio do nada, a Ilha de Páscoa é daqueles destinos obrigatórios para quem procura experiências inusitadas.

As atrações mais famosas desse território de origem polinésia com mais de 3 milhões de anos são os moais, as estátuas gigantes feitas em homenagem aos chefes de tribos locais.

Mas o destino, que pertence ao Chile, surpreende com trilhas em fábrica de moais, mergulhos em águas, exageradamente, azuladas e caminhadas sobre vulcões.

Confira a galeria de imagens

1) MERGULHAR: Seja com cilindro ou snorkel, os mergulhos nas águas azuladas da Ilha de Páscoa, como em Motu Nui, são algumas das experiências mais marcantes do destino (foto: Eduardo Vessoni)
1) MERGULHAR: Seja com cilindro ou snorkel, os mergulhos nas águas azuladas da Ilha de Páscoa, como em Motu Nui, são algumas das experiências mais marcantes do destino (foto: Eduardo Vessoni)
2) FAZER UM TREKKING: A caminhada até Terevaka, o ponto mais alto da ilha, é uma das opções de trekking na Ilha de Páscoa (foto: Eduardo Vessoni)
2) FAZER UM TREKKING: A caminhada até Terevaka, o ponto mais alto da ilha, é uma das opções de trekking na Ilha de Páscoa (foto: Eduardo Vessoni)
3) CAMINHAR ENTRE MOAIS GIGANTES: Na Ilha de Páscoa, trilhas levam a lugares sagrados como Ara O Te Moai, onde podem ser vistos moais em diferentes etapas de fabricação, abandonados durante o período de declínio da cultura rapa nui (foto: Eduardo Vessoni)
3) CAMINHAR ENTRE MOAIS GIGANTES: Na Ilha de Páscoa, trilhas levam a lugares sagrados como Ara O Te Moai, onde podem ser vistos moais em diferentes etapas de fabricação, abandonados durante o período de declínio da cultura rapa nui (foto: Eduardo Vessoni)
4) VER O SHOW TÍPICO: No centro da Ilha de Páscoa, conhecido como Hanga Roa, é possível ver apresentações de dança polinésia (foto: Eduardo Vessoni)
4) VER O SHOW TÍPICO: No centro da Ilha de Páscoa, conhecido como Hanga Roa, é possível ver apresentações de dança polinésia (foto: Eduardo Vessoni)
5) NADAR NO PACÍFICO: Uma das praias mais populares da Ilha de Páscoa é a Anakena, faixa de areia no norte da ilha marcada por águas tranquilas, a 18 km de Hanga Roa (foto: Eduardo Vessoni)
5) NADAR NO PACÍFICO: Uma das praias mais populares da Ilha de Páscoa é a Anakena, faixa de areia no norte da ilha marcada por águas tranquilas, a 18 km de Hanga Roa (foto: Eduardo Vessoni)

 

6) CONHECER SUA GENTE: Simpática e de sorriso fácil, a população local da Ilha de Páscoa é um dos destaques desse destino (foto: Eduardo Vessoni)
6) CONHECER SUA GENTE: Simpática e de sorriso fácil, a população local da Ilha de Páscoa é um dos destaques desse destino (foto: Eduardo Vessoni)
Vulcão Rano Kau, na Ilha de Páscoa (foto: Eduardo Vessoni)
Vulcão Rano Kau, na Ilha de Páscoa (foto: Eduardo Vessoni)

 

8) VISTAR CAVERNAS: A Ilha de Páscoa guarda tesouros escondidos como as cavernas de origem vulcânica com impressionantes salões internos com janelas naturais que podem ser visitados. Na foto, vista da Caverna Ana Kakenga (foto: Eduardo Vessoni)
8) VISTAR CAVERNAS: A Ilha de Páscoa guarda tesouros escondidos como as cavernas de origem vulcânica com impressionantes salões internos com janelas naturais que podem ser visitados. Na foto, vista da Caverna Ana Kakenga (foto: Eduardo Vessoni)

 

9) VER O PÔR DO SOL NO PACÍFICO: O setor cerimonial de Ahu Tahai, próximo a Hanga Roa, é famoso pelos concorridos finais de tarde (foto: Eduardo Vessoni)
9) VER O PÔR DO SOL NO PACÍFICO: O setor cerimonial de Ahu Tahai, próximo a Hanga Roa, é famoso pelos concorridos finais de tarde (foto: Eduardo Vessoni)
10) VER OS CENTROS CERIMONIAIS: Tongariki, na baía Haga Nui, é a maior plataforma funerária de Rapa Nui e abriga uma sequência de 15 moais (foto: Eduardo Vessoni)
10) VER OS CENTROS CERIMONIAIS: Tongariki, na baía Haga Nui, é a maior plataforma funerária de Rapa Nui e abriga uma sequência de 15 moais (foto: Eduardo Vessoni)

 

COMO CHEGAR
O destino é considerado o povoado mais remoto do mundo, a 3.700 km da costa da América do Sul e a 4.100 km do Taiti, na Polinésia Francesa.

Os voos saem de Santiago e têm duração de 5h30.

www.lan.com

(*por Eduardo Vessoni)

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*