Conheça a versão espiritualizada de Foz de Iguaçu

Em junho, Foz do Iguaçu completou 100 anos.

Ninguém soube, ninguém viu.

Mas Foz de Iguaçu não se apega a comemorações e parece seguir com espírito elevado para receber forasteiros, neste que é um dos destinos turísticos brasileiros mais cobiçados, entre 10 de cada 10 estrangeiros que desembarcam por aqui.

E eles são de todo estilo. Aventureiros, alternativos, familiares, radicais e até clássicos.

Confira abaixo as atrações espirituais no destino:

⇒ MESQUITA MUÇULMANA

Considerada um dos maiores templos muçulmanos da América Latina, a mesquita Omar Ibn Al-Khatab foi inaugurada em 1983 com recurso da população árabe de Foz.

Mesquita Muçulmana de Foz do Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)
Mesquita Muçulmana de Foz do Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)

Localizada no Jardim Central, o bairro árabe da cidade, a mesquita possui 600 m² e 18 metros de altura. Destaque para a sala oval azulada de 400 m² decorada com arabescos e figuras geométricas, cujo interior pode ser visto apenas do lado de fora e por pessoas com trajes adequados para o ambiente (mulheres de shorts não são aceitas no local).

Interior da Mesquita Muçulmana de Foz do Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)
Interior da Mesquita Muçulmana de Foz do Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)

As visitas gratuitas podem ser feitas de segunda a sexta das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30; aos sábados, das 9h às 11h30

⇒ TEMPLO BUDISTA

O destaque desse belo templo na parte alta de Foz, inaugurado em 1996, é o seu jardim externo que abriga 120 estátuas com cerca de dois metros de altura cada uma, colocadas uma ao lado da outra e que dão as boas-vindas aos visitantes.

Detalhe das estátuas do Templo Budista de Foz, no Paraná (foto: Eduardo Vessoni)
Detalhe das estátuas do Templo Budista de Foz, no Paraná (foto: Eduardo Vessoni)

É ali que se encontra também o Buda sentado Mi La Pu-San com cerca de 7 metros de altura e posicionado de costas para o templo.

ONDE: Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99 (Jd. Califórnia)
O local está aberto de terça a domingo e a entrada é gratuita

⇒ MACUCO SAFÁRI

E quem foi que disse que um mergulho de cabeça, literalmente, naquelas quedas d’água também não tem efeitos espirituais?

O Macuco Safári é uma das atividades mais radicais do Parque Nacional do Iguaçu. Após um percurso de 3 km a bordo de um carro elétrico e uma trilha curta pelo interior do parque, o visitante embarca em um bimotor em direção às quedas d’água próximas à Garganta do Diabo.

Macuco Safári (foto: Macuco Safári/Divulgação)
Macuco Safári (foto: Macuco Safári/Divulgação)

O ponto alto do passeio é a parada nas cachoeiras “Três Mosqueteiros”, cujo batismo dos aventureiros é feito sob aquelas quedas de até 80 metros de altura.

A experiência é uma mistura entre medo e fascínio de ficar, literalmente, debaixo de uma das quedas d’água mais impressionantes do planeta.

Cataratas vista durante Macuco Safári (foto: Eduardo Vessoni)
Cataratas vista durante Macuco Safári (foto: Eduardo Vessoni)

O passeio completo dura, em média, duas horas e acontece, diariamente, das 9h às 17h30, com saídas a cada 10 minutos sem a necessidade de fazer reservas.
Valor por pessoa: R$ 170 (adultos) e R$ 85 (crianças). Saiba mais: www.macucosafari.com.br

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*