Roteiros astronômicos do Chile permitem a observação de um dos céus mais nítidos do mundo

Percorrer o Chile de norte a sul é como visitar mais de um país em uma única viagem.

Dos canais estreitos e gelados dos fiordes, na Patagônia, ao cenário árido do Atacama, no norte do país, o viajante encontra uma das mais variadas geografias em um mesmo destino da América do Sul.

Mas não é só em terra que forasteiros são recebidos com uma das mais impressionantes paisagens da América do Sul. Com condições climáticas que garantem mais de 300 noites de céu aberto por ano, os céus do Chile são conhecidos, mundialmente, por sua nitidez.

Conheça observatórios turísticos do Chile que estão abertos para visitas:

Santiago

Relógio de Sol do Observatorio Astronómico Andino, próximo a Santigo, no Chile (foto: Divulgação)
Relógio de Sol do Observatorio Astronómico Andino, próximo a Santigo, no Chile (foto: Divulgação)

O Observatório Astronômico Andino se localiza a 20 minutos da capital chilena e está a 1.240 metros sobre o nível do mar.

A visita noturna aberto ao público acontece em uma cúpula com três telescópios e um terraço de observação. O local oferece também observação diurna em três telescópios solares com filtro de Hidrogeno Alfa, o que permite apreciar detalhes do sol. SAIBA MAIS

San Pedro de Atacama

Vista da área de observação astronômica no Atacama, no norte do Chile (foto: Eduardo Vessoni)
Vista da área de observação astronômica no Atacama, no norte do Chile (foto: Eduardo Vessoni)

Com tours de 2h30 de duração, o Space ensina os astrônomos de primeira viagem a observarem o céu a olho nu e até a lerem um mapa.

Dividido em duas etapas que incluem até chocolate quente no final da visita, na sala da casa do astrônomo responsável pela experiência, o passeio permite também o uso de um dos 10 telescópios disponíveis. SAIBA MAIS

Paranal (Antofagasta)

Foto feita em alta exposição registra rotação das estrelas, no Paranal, um dos observatórios do Chile que estão abertos para visita (foto: ESO/Stéphane Guisard)
Foto feita em alta exposição registra rotação das estrelas, no Paranal, um dos observatórios do Chile que estão abertos para visita (foto: ESO/Stéphane Guisard)

Localizado a 2.635 metros sobre o nível do mar, em Taltal, sul de Antofagasta, o Observatorio Paranal conta com o Very Large Telescope Project (VLT, sigla em inglês para “Telescópio Muito Grande”), um sistema de 4 telescópios ópticos de 8,2 metros de diâmetro, considerado o mais avançado do mundo.

El Observatorio Paranal está a 130 km ao sul de Antofagasta e oferece duas visitas gratuitas, aos sábados. SAIBA MAIS

Cerro Tololo

Vista aérea do Cerro Tololo Inter-American Observatory, em Serena, no Chile (foto: Divulgação)
Vista aérea do Cerro Tololo Inter-American Observatory, em Serena, no Chile (foto: Divulgação)


As visitas guiadas de duas horas, aos sábados, permitem o uso dos telescópios desse observatório de alto nível científico, a 87 km ao leste de La Serena e a 2.200 mt sobre o nível do mar. SAIBA MAIS

Combarbalá

Observatório Cruz del Sur, no Chile (foto: Gerzo Gallardo/ Flickr-Creative Commons)
Observatório Cruz del Sur, no Chile (foto: Gerzo Gallardo/ Flickr-Creative Commons)

A 355 km de Santiago e a 293 km dde Viña del Mar, o Observatorio Cruz del Sur é considerado um dos maiores centros de astro-turismo da América do Sul e abriga quatro cúpulas de observação com telescópio de 16 polegadas e salas de exposição. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: Chile em 27 imagens

(*fonte: Chile Travel)

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*