10 motivos para você conhecer Galápagos

Depois que o jovem Charles Darwin desembarcou naquelas terras isoladas, a mil km da costa do Equador, em 1835, a história da Humanidade nunca mais seria a mesma.

Mas em Galápagos tudo continua na igual, seguindo as regras da Teoria da Evolução: animais seguem a vida em seus complexos processos de adaptação ao meio ambiente, a bicharada segue seu calendário de migrações até esse destino isolado no oceano Pacífico e suas ilhas de origem vulcânica ainda servem como um verdadeiro laboratório natural para cientistas e visitantes curiosos.

E não são poucos os títulos relacionados ao arquipélago.

Esse Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera da Unesco é conhecido também como Ilhas Encantadas, abriga uma Reserva Marinha equivalente à metade da superfície terrestre do Equador, considerada a segunda maior do mundo, e tem animais únicos que você só encontra por lá.

Saiba quais são os 10 motivos para você conhecer o arquipélago de Galápagos, no Equador.

LEIA TAMBÉM: “Cartões postais imperdíveis da América do Sul”

10. TOLERÂNCIA ANIMAL À APROXIMAÇÃO HUMANA

Animais marinhos podem ser encontrados na plataforma de desembarque da Ilha San Cristóbal, em Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)
Animais marinhos podem ser encontrados na plataforma de desembarque da Ilha San Cristóbal, em Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)

A colonização tardia do arquipélago é responsável por uma preservação única da biodiversidade e, consequentemente, uma tolerância maior à presença humana. Por isso prepare-se para ver uma natureza exibida que se mostra não só em áreas mais isoladas como também em centros urbanos, como os leões marinhos que repousam nas plataformas de desembarque, calçadões e praias de Puerto Baquerizo Moreno, na Ilha San Cristóbal.

9. ANIMAIS ÚNICOS NO PLANETA

Iguana marinha saindo do mar, na Baía Tortuga, na Ilha Santa Cruz, Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)
Iguana marinha saindo do mar, na Baía Tortuga, na Ilha Santa Cruz, Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)

Iguanas marinhas únicas no planeta, centenárias tartarugas gigantes da Ilha Santa Cruz e gansos patolas de patas azuis. Estas são algumas das espécies exclusivas de Galápagos, cujo desenvolvimento se deve ao isolamento daquelas terras, a mil km da costa do Equador.

8. PRAIAS ESPETACULARES

Galápagos (foto: Divulgação)
Galápagos (foto: Divulgação)

Muita das praias de Galápagos são frias e com mar agitado pouco convidativo para banhos.

Porém o destino abriga faixas de areias de tons impressionantes que, em dias de céu claro, valem ser visitadas (sobretudo quando a bicharada alheia à presença humana faz parte da composição do cenário). Uma das faixas de areia mais populares é a Baía Tortuga, próximo ao centro urbano de Puerto Ayora, na ilha Santa Cruz, cujo acesso se dá por uma trilha demarcada de 2,5 km de extensão.

7. ANIMAIS EM VIA DE EXTINÇÃO

Iguana terrestre, em Galápagos (foto: Divulgação)
Iguana terrestre, em Galápagos (foto: Divulgação)

As iguanas terrestres de Galápagos, espécies extremamente vulneráveis ao Homem, estiveram a beira da extinção e, atualmente, não totalizam mais do que 100 exemplares. Em Santa Cruz, é possível observá-las nos cativeiros da Fundação Charles Darwin, próximo ao centro da ilha.

6. CACTOS GIGANTES

Opuntias gigantes em Puerto Ayora, na Ilha Santa Cruz (foto: Eduardo Vessoni)
Opuntias gigantes em Puerto Ayora, na Ilha Santa Cruz (foto: Eduardo Vessoni)

Santa Cruz, uma das ilhas que formam o arquipélago de Galápagos, abriga atrações como as opuntias gigantes, espécie de cactus com tamanhos avantajados devido ao desenvolvimento para se defender do ataque de tartarugas locais.

5. TERRA DE VULCÕES

Trilha de acesso ao vulcão Sierra Negra, na ilha Isabela, em Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)
Trilha de acesso ao vulcão Sierra Negra, na ilha Isabela, em Galápagos (foto: Eduardo Vessoni)

De origem vulcânica, Galápagos abriga diversos vulcões, alguns ainda em atividade, que podem ser visitados a partir de trilhas que exigem preparo do visitante. Na foto, visitante observa o Volcán Chico, uma das formações vulcânicas que podem ser vistas na trilha em direção ao vulcão Sierra Negra.

O destino também abriga endereços impressionantes como o Muro de las Lágrimas, uma antiga colônia penal feita com lava vulcânica, na ilha Isabela; e os impactantes túneis subterrâneos de lava vulcânica, em Santa Cruz.

4. PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE

Desde 1978, o arquipélago de Galápagos é considerado Patrimônio Natural da Humanidade, cuja formação recente é originada de diferentes erupções vulcânicas que fizeram surgir picos de até 5.600 metros de altitude.

Sua origem é considerada jovem, uma que aquelas ilhas surgiram há apenas 3 milhões de anos. O destino é formado por 13 ilhas maiores, seis pequenas, além de ilhotas e rochas.

3. RESERVA MARINHA

(foto: Ecuador Ttravel/Divulgação)
(foto: Ecuador Ttravel/Divulgação)

A Reserva Marinha de Galápagos possui uma área equivalente à metade da superfície terrestre do Equador e é considerada a segunda maior do mundo. É ali que chega, anualmente, um incontável número de visitantes (e não estamos falando de turistas), como aves domésticas e lobos marinhos.

2. APENAS 3% É HABITADO

Bom, a gente não precisa dizer mais nada, né?

Mas sempre vale lembrar que você corre o (fantástico) risco de ser o único ser humano a explorar certas áreas do arquipélago, sobretudo em destinos menos conhecidos como Isabela, a maior ilha do arquipélago, onde moram mais de dois mil habitantes, aproximadamete.

1. FICA NA AMÉRICA DO SUL

Filhote de leão-marinho em praia da Ilha de Seymour Norte, em Galápagos (foto: A.Davey/Flickr-Creative Commons)
Filhote de leão-marinho em praia da Ilha de Seymour Norte, em Galápagos (foto: A.Davey/Flickr-Creative Commons)

Chegar em Galápagos não é tarefa fácil e exige uma longa viagem até o Equador, cujas companhias aéreas que partem do Brasil sempre fazem uma parada em capitais sul-americanas como Lima, Bogotá ou Quito.

Uma vez em solo equatoriano, o viajante deve tomar alguma das opções de voos que saem de Quito (3h) ou Quayaquil (1h30) até Baltra, na ilha Santa Cruz.

Mas a boa notícia é que o destino fica na América do Sul, em um dos 9 países para viajar apenas com RG.

SAIBA MAIS
Site oficial do turismo do Equador
www.ecuador.travel

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*