3 cervejarias artesanais que valem a pena conhecer, na Serra Gaúcha

Leia o post atualizado: “Serra Gaúcha lança ‘Rota Cervejeira’”

Entre chocolates, panelinhas fumegantes de fondue e vinhos produzidos em terras vizinhas, a região de Gramado vem ganhando destaque em um setor impensável, há 15 anos: a cerveja artesanal.

As instalações das microcervejarias locais ainda são simples e não oferecem a variedade de atividades e produtos como em outros destinos cervejeiros do Brasil e do mundo. E é, justamente, essa a boa notícia para quem visita os produtores de cerveja em cidades gaúchas como Gramado, Canela e Nova Petrópolis.

A experiência é quase como chegar na casa de um velho amigo que, bem ali na sala, recebe forasteiros com cobiçadas torneirinhas de onde saem bebidas Pilsen, Weiss, Tripel e Dunkel, só para citar alguns dos tipos produzidos na região.

Alguns produtores até se inspiraram em ambientes multimídia de cervejarias internacionais como a Heineken de Amsterdã na hora de decorar as áreas de visita, como é o caso da Edelbrau, em Nova Petrópolis, mas a simplicidade daquelas antigas terras de imigrantes ainda é a melhor história que eles têm para contar.

“A produção de cervejas na Serra Gaúcha vem crescendo. E cresce com qualidade”, descreve o sommelier Márcio Teixeira, que acredita que a região não perde para nenhum outro mercado nacional, em termos de qualidade.

Cervejaria Farol, em Canela (foto: Eduardo Vessoni)
Cervejaria Farol, em Canela (foto: Eduardo Vessoni)

“A cerveja está deixando de atender o consumo massivo. O brasileiro tem se interessado mais em conhecer a cerveja artesanal”, analisa Paulo Augusto Soares, gerente de MKT da Farol, uma das primeiras cervejarias artesanais da região.

E se nomes como Farol e MF Taberna ainda são desconhecidos do público de outras bandas é porque essas cervejarias regionais não engarrafam suas bebidas para comercialização fora de suas dependências. Ou seja, a única oportunidade de prová-las é ali mesmo, no balcão ou nos jardins de cerveja inspirados nos tradicionais biergartens da Alemanha.

No mundo das cervejas artesanais recém-descoberto pelo brasileiro, Gramado e região estão produzindo as chamadas “cervejas de introdução”, como a Rasen e a Farol que fabricam bebidas mais próximas às consumidas até pouco tempo atrás.

“O Brasil não tem uma típica cerveja brasileira. Se fôssemos falar de uma bebida nacional, poderíamos citar a American Lager como as cervejas populares. A gente copia os estilos da Europa e da América do Norte. Mas a chegada das artesanais fez com que o País voltasse a ter mais opções”, explica Márcio Teixeira, há 3 anos dedicando-se ao mercado das artesanais.

LEIA TAMBÉM: “Rio de Janeiro lança rota cervejeira, em seis cidades da Serra Fluminense”

Conheça algumas das cervejarias artesanais da região de Gramado:

⇒ CERVEJARIA FAROL (em Canela)

ervejaria Farol, em Canela (foto: Eduardo Vessoni)
Cervejaria Farol, em Canela (foto: Eduardo Vessoni)

O nome dessa cervejaria, inaugurada em 2003, vem do farol de 32 metros de altura, cujos 135 degraus dão acesso a um mirante com vista panorâmica da Serra Gaúcha. Mas os destaques da casa são o biergarten que funciona do lado de fora nos dias mais quentes e os shows da Bier Rock Band que se apresenta no restaurante local.

Responsável por cervejas do tipo Pilsen, Weiss e Tripel, uma produção mensal de 10 mil litros, a cervejaria oferece visitas guiadas de 25 minutos às dependências da empresa como a sala de fermentação e degustação de três cervejas tiradas das torneiras do bar.

A visita é breve, mas dá para esquecer o tempo passar lá fora, no biergarten inspirado nos jardins alemães de cerveja.

SAIBA MAIS
Cervejaria Farol
Rua Severino Inocente Zini, 150 (Canela)
Tel.: (54) 3282-7007
www.cervejariafarol.com.br

Salvar

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*