Começa temporada de avistamento de baleias, na Patagônia argentina

A temporada de baleias-francas na patagônica Chubut, província argentina que abriga cidades como Puerto Madryn e Puerto Pirámides, vai de junho a dezembro. Mas, desde o mês passado, os primeiros visitantes temporários dos mares já começaram a dar as caras nesses destinos da costa atlântica da Argentina.

Seja a partir das praias de Puerto Madryn ou a bordo de catamarãs que saem de Puerto Pirámides, pequeno povoado da Península Valdés, esses gigantes marítimos já se exibem com seus tradicionais saltos aéreos que podem ser observados de longe.

Pioneira nas práticas de conservação do patrimônio natural, a província de Chubut abriga 3 parques nacionais e 12 áreas naturais protegidas.

Confira atrações da região:

Península Valdés

Elefante marinho, na Península Valdés, na Patagônia argentina (foto: David/Flickr-Creative Commons)
Elefante marinho, na Península Valdés, na Patagônia argentina (foto: David/Flickr-Creative Commons)

Localizado no extremo nordeste de Chubut, esse é o endereço certo para ver a baleia franca austral, declarada Monumento Natural.

A cidade base para visitar essa área protegida, declarada Patrimônio Natural da Humanidade, é Puerto Pirámides, a 100 km de Puerto Madryn.

Com cerca de 400 mil hectares, esse braço do Atlântico abriga também animais patagônicos como pinguins, aves e lobos e elefantes marinhos

⇒ Área Natural Protegida Municipal El Doradillo

Baleias em El Doradillo (foto: Jorge Gobbi/Flickr-Creative Commons)
Baleias em El Doradillo (foto: Jorge Gobbi/Flickr-Creative Commons)

Localizada a 15 km de Puerto Madryn, essa região semidesértica é endereço certo para a observação da baleia-franca-austral que utiliza o local para reprodução e amamentação, entre junho e outubro, a poucos metros da praia.

⇒ Yellow Submarine

Yellow Submarine (foto: Divulgação)
Yellow Submarine (foto: Divulgação)

Entre junho e dezembro, esse submarino argentino construído, especialmente, para avistar baleias e lobos marinhos, navega pela região da Península Valdés. A embarcação conta com 40 janelas que ficam abaixo do nível do mar e é equipada com hidrofones que permitem que os passageiros ouçam os sons emitidos pelos animais. SAIBA MAIS

⇒ Punta Tombo

Punta Tombo (foto: Don Faulkner/Flickr-Creative Commons)
Punta Tombo (foto: Don Faulkner/Flickr-Creative Commons)

Anualmente, entre agosto e abril, mais de 400 mil simpáticos pinguins desembarcam nessa que é considerada a maior colônia de pinguins-de-magalhães do mundo, a 170 km de Puerto Madryn.

Declarado Área Natural Protegida, o local surpreende pela quantidade dessas pequenas aves cruzando, aos montes, o caminho dos vistantes e caminhando entre guanacos, uma espécie de camelídeo parecido às lhamas andinas.

LEIA TAMBÉM: “Conheça a maior colônia de pinguim-de-magalhães do mundo”

⇒ Bosques Petrificados del Chubut

Vista da área dos bosques petrificados da província de Chubut, na costa leste da Argentina (foto: Nestor Galina/Flickr-Creative Commons)
Vista da área dos bosques petrificados da província de Chubut, na costa leste da Argentina (foto: Nestor Galina/Flickr-Creative Commons)

A 32 km de Sarmiento, ao sul da província de Chubut, se localiza esse impressionante bosque de árvores milenares petrificadas, entre rochas basálticas cobertas por cinzas vulcânicas.

Antigo fundo do mar, há 62 milhões de anos, o local guarda troncos que se petrificaram, após a formação da cordilheira dos Andes que impediu a passagem das correntes de ar úmido provenientes do Pacífico que faziam com que aquela fosse uma região rica em vida. O processo de transformação orgânica é acelerado também com as diversas erupções vulcânicas que espalharam cinzas sobre a região.

⇒ Parque Nacional Los Alerces

Parque Nacional Los Alerces, próximo a Esquel, na Patagônia argentina (foto: .Luc./Flickr-CreativeCommons)
Parque Nacional Los Alerces, próximo a Esquel, na Patagônia argentina (foto: .Luc./Flickr-CreativeCommons)

Considerado um dos mais importantes da Argentina, essa área protegida abriga bosques milenário de alerces com mais de 3 mil anos e 70 metros de altura. Essa região lacustre é conhecida também pelos rios e lagos para prática de rafting e canoagem.

Com quase 260 mil hectares, esse parque na fronteira com o Chile se localiza no setor oeste da província de Chubut, a 52 km de Esquel. SAIBA MAIS

⇒ Ruta 40

Construída a partir de 1935, a Ruta 40 é um produto criado pela Secretaria de Turismo argentina para promover o trecho oeste do país e já teve seu trajeto modificado diversas vezes para incluir pontos turísticos de interesse internacional, como El Calafate e seu impressionante glacial Perito Moreno, e San Carlos de Bariloche (foto: Javier González/Flickr-Creative Commons)
Construída a partir de 1935, a Ruta 40 é um produto criado pela Secretaria de Turismo argentina para promover o trecho oeste do país e já teve seu trajeto modificado diversas vezes para incluir pontos turísticos de interesse internacional, como El Calafate e seu impressionante glacial Perito Moreno, e San Carlos de Bariloche (foto: Javier González/Flickr-Creative Commons)

A cordilheira de Chubut é um dos cenários argentinos por onde passa a icônica Ruta 40, considerada a maior estrada do país.

Atualmente, esta estrada entre o sul da Argentina e a fronteira com a Bolívia, cruza 11 províncias de três grandes regiões do país: o norte da Argentina, conhecido pelo cenário árido e pela forte influência indígena; a região de Cuyo, onde se localizam destinos famosos pela produção de vinhos como Mendoza e San Juan; e a Patagônia, uma sequência de experiências que dispensam explicações. Conheça as atrações da Ruta 40

SAIBA MAIS
Site oficial do turismo de Chubut
www.disfrutachubut.gob.ar

1 Comentário

  1. Belíssima matéria sobre esse lugar em que a vida selvagem é abundante!!
    Estive nesse paraíso a tempo atrás e pude testemunhar todo esse encanto de ver animais extraordinários tão de perto! Fiquei com o sonho de retornar algum dia para aproveitar melhor!! Gostaria de compartilhar um video das baleias em puerto madryn que tive a felicidade de filmar de um Drone a partir da praia.
    https://youtu.be/VFPxTMdJSd4

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*