Vai ao Peru pela primeira vez? Veja 10 dicas para planejar sua viagem

Definitivamente, uma viagem pelo Peru não combina com improvisações.

Recortado por vales, rios e os Andes, esse país de mais 1,2 milhão de km², às margens do Pacífico, exige planejamento do viajante.

Estradas estreitas e sinuosas, povoados isolados atendidos por empresas alternativas de transporte e atrações, mundialmente, famosas que ficam lotadas, durante a alta temporada. Eis a combinação de fatores que podem frustrar sua visita a um dos países mais procurados, na América do Sul.

LEIA TAMBÉM: “Cartões postais imperdíveis da América do Sul”

Confira algumas dicas básicas para quem desembarca por ali pela primeira vez:

1) Planeje bem a sua viagem
O Peru não fica na Europa e nem em nenhum outro destino bem desenvolvido do Hemisfério Norte do planeta, o que significa dizer que uma viagem por esse país particular da América do Sul exige paciência e planejamento do viajante.

Não há trens confortáveis que cubram as longas distâncias entre atrações, as estradas nem sempre seguem os padrões mínimos de estrutura (uma travessia entre cidades andinas pode ser uma aventura digna de Indiana Jones), os ônibus não contam com aquela pontualidade britânica (ou alemã ou suíça) e não é raro o pinga-pinga em pequenos povoados até o destino final.

E talvez esse seja um dos charmes do destino. Mas ainda assim, vale se planejar para não ficar na mão (ou na estrada, para ser mais específico)

2) Muito além de Machu Picchu
Diferente do que pensa muita gente de primeira viagem, o Peru vai muito além do congestionado (e super inflacionado) sítio arqueológico de Machu Pichu.

O país conta com outras regiões turísticas surpreendentes que valem ser incluídas em um roteiro menos óbvio como as Linhas de Nazca, nas Pampas de Jumana, no sul do Peru; a bela Arequipa, entre o litoral e o planalto sul do país; os imponentes sítios arqueológicos de Chan Cha, em Trujillo; e a distante Amazônia peruana, no norte.

3) Quando ir?
Com clima mais ameno, a temporada peruana vai de abril a novembro, embora os meses de julho e agosto sejam considerados de alta temporada e as atrações estão mais cheias e os preços mais elevados.

Para quem visita a costa, uma faixa estreita de desertos e vales férteis, às margens do oceano Pacífico, a região é marcada pelo clima temperado quente (nada de frio extremo ou calor sufocante). No verão, a temperatura atinge 30°C e o período curto de chuvas vai de novembro a dezembro. Já a costa sul e a central têm duas estações bem definidas: inverno (abril a outubro) e verão (novembro a março).

A serra é a região montanhosa do país, cujo cenário é marcado pela presença da Cordilheira dos Andes. A região tem duas estações: o verão (de abril a outubro) com dias ensolarados, noites frias e pouca chuva; e o inverno (de novembro a março), marcado pelas chuvas abundantes.

Localizada no leste do Peru, a região de floresta é coberta por vegetação na bacia do rio Amazonas. Formada pela selva alta ou selva de montanha, caracterizada pelos bosques enevoados e mata baixa, essa área tem duas estações bem marcadas: durante os meses de novembro a março, as chuvas são abundantes; e, entre abril e outubro, o visitante encontra o clima ideal para viajar pela região, quando os rios diminuem sua vazão e as estradas são facilmente transitáveis.

foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação
foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação

4) Idioma
Nunca é demais lembrar, né? A língua oficial do Peru é o espanhol, embora em muitos povoados do interior do país seja mais fácil se comunicar em quíchua e aimará, uma vez que não é raro encontrar moradores locais que mal se comunicam no principal idioma do Peru.

Em destinos mais turístico como Cusco, a principal porta de entrada para Machu Pichu, o inglês é, facilmente, utilizado.

5) Quais os documentos necessários para entrar no Peru?
RG original com menos de 10 anos de emissão ou passaporte com validade mínima de seis meses da data de saída do Brasil são os documentos aceitados para a entrada de brasileiros no Peru. 

LEIA TAMBÉM: “9 países para viajar apenas com RG”

6) Voltagem e fuso horário
O padrão peruano de voltagem é 220V, embora alguns hotéis contem com tomadas 110 V nos quartos ou transformadores (no entanto, não conte com a sorte e carregue sempre uma tomada universal).

Com relação ao fuso horário, o país está a menos duas horas do horário de Brasília. Porém, essa diferença pode aumentar em alguns estados brasileiros durante o Horário de Verão.

foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação
foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação

7) Como fazer o câmbio no Peru
A regra vale não só para o Peru, mas também para qualquer outro país do planeta: os locais mais seguros para fazer a troca de dinheiro são aeroportos (ainda que o câmbio seja desfavorável para o cliente) ou casas de câmbios locais.

No Peru (e em todos os outros países da América do Sul), evite cambistas de rua, famosos pelos golpes com notas falsas.

Para quem quer usar o dinheiro da própria conta corrente, muitos caixas eletrônicos peruanos permitem saques em dólares ou soles, moeda local. Antes da viagem, basta solicitar no seu banco o desbloqueio para esse tipo de transação.

Procure equilibrar suas finanças com cartão de crédito internacional (sujeito à cobrança de IOF) e dinheiro para uso em cidades pequenas, onde quase nunca é possível usar cartão de crédito.

8) Mal de Altitude ou Soroche
Com atrações localizadas a mais de 3 mil metros de altitude, o Peru é conhecido pelo ar rarefeito e pelo clima seco que causam cansaço, falta de ar e dores de cabeça.

Para evitar o famoso Mal de Atitude ou Soroche, procure repousar após o desembarque, caminhar devagar, tomar o famoso (e legal) chá de coca ou até mesmo mastigar suas folhas. Evite também ingerir álcool no primeiro dia no Peru.

9) Viaje de ônibus e use táxi
Viajar de ônibus no Peru é barato e a melhor opção para explorar o país.

Porém, prepare-se para encarar estradas estreitas e sinuosas, e um pinga-pinga sem fim, entre povoados intermediários até seu destino final. Por isso, não programe nada que tenha hora marcada nos dias dos deslocamentos mais longos.

Esqueça o aluguel de carro em Lima (o trânsito local é capaz de fazer a gente sentir saudades dos congestionamentos de São Paulo) e se for tomar um táxi, negocie a tarifa antes do embarque.

10) Ingresso e tickets de trem para Machu Picchu

foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação
foto: machupicchubrasil.com.br/Divulgação

Não tem como escapar, o famoso sítio arqueológico ainda é a atração mais popular, entre viajantes que visitam o Peru.

Por isso, compre seus ingressos com antecedência. SAIBA MAIS

(*com informações da Machu Picchu Brasil e da Perú Travel, site oficial do turismo do Peru)

 

6 Comentário

  1. O seu operador turístico na agência de viagens Peru e Tour Operator em Cusco, Peru, especialistas em excursões no Peru e na Bolívia. Nós oferecemos uma grande variedade de passeios e serviços, desde caminhadas tradicional, viagens de aventura, passeios de grupo, excursões privadas e programas totalmente personalizados, tanto no Peru e na Bolívia. Parte da famosa Trilha Inca para Machu Picchu, tente um dos nossos passeios alternativos, como a selva Inca ou Rota Salkantay visitar Cusco e Vale Sagrado, Machu Picchu, desfrutar de um passeio do Lago Titicaca ou uma aventura na selva.

  2. Olá Pessoal
    Gostaria de acrescentar algumas recomendações importantes para as pessoas que estão preparando sua viagem para Machu Picchu e Peru.
    – Quem vai a Machu Picchu não pode deixar de fazer as trilhas que levam até lá como a trilha Salknatay, trilha inca clássica, lares, inka jungle!
    – Quem quer ter uma bela vista panorâmica deve subir até Huayna Picchu.
    – Faça a pernoite em Aguas Calientes, pois você estará logo cedo em Machu Picchu desfrutando o amanhecer.
    – Compre os bilhetes com antecedência, porque as vezes, se vc quer comprar um hoje para amanha, não tem mais.
    Espero que ajude alguém.
    Abraços

  3. Olá, é muito maravilhoso viajar ao Peru, viajar para Machu Picchu, e se fazer a Trilha Inca para Machu Picchu vai apreciar muitas belas paisagens, e uma experiência que você não vai esquecer

  4. Pessoal
    Primeiramente parabenizo pelos comentários do site Viagem em Pauta que são bem interessantes e ajudam muito a todas as pessoas que desejam viajar para Machu Picchu, Cusco, Lima, Arequipa, Puno, e todo o Peru.
    Nos da Viagens Machu Picchu estamos dispostos a ajudar a todas as pessoas que desejam viajar e conhecer a nossa cultura Peruana.
    Recomendamos a todas pessoas que antes de viajar ao Peru, se informem sobre a cultura, clima, estações de turismo (Temporada alta e baixa), distancias e sobre os destinos turísticos que estão querendo visitar.
    Peru possui uma paisagem diversificada desde o nível do mar até os 6000 e 7000 metros de altitude.
    Pessoal nos da Viagens Machu Picchu estamos dispostos a ajuda-lhes e ficamos a sua disposição.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*