Site lista os 25 destinos menos visitados do mundo

Não importa qual seja a sua nacionalidade, mas turista parece mesmo gostar de visitar sempre os mesmos lugares.

Buenos Aires, Caribe, Miami, Nova Iorque ou Paris são daqueles destinos que sempre aparecem na lista dos endereços cobiçados de quem sai de férias (e que também sempre batem ponto nas capas das revistas especializadas do Brasil).

O site Business Insider elaborou uma lista em que aparecem os 25 países menos visitados do mundo, começando com a minúscula Nauru, uma ilha com pouco menos de 10 mil habitantes e 21 km², isolada na distante Oceania. Anualmente, o destino recebe (raros) 160 turistas.

É bem provável que você nunca desembarque em nenhuma dessas nações que aparecem no ranking, sobretudo por questões políticas e econômicas, mas vale a pena fazer uma viagem (ainda que sentado diante da tela do computador) por destinos inusitados como Kiribati, Tuvalu ou o Turcomenistão.

CONHEÇA OS DESTINOS

  • NAURU: Menos de 10 mil habitantes moram nessa ilha minúscula com pouco menos de 10 mil habitantes e 21 km², na Oceania. Anualmente, 160 turistas desembarcam por ali.(foto: Sean Kelleher/Flickr-Creative Commons)
    NAURU: Menos de 10 mil habitantes moram nessa ilha minúscula de 21 km², na Oceania. Anualmente, 160 turistas desembarcam por ali.(foto: Sean Kelleher/Flickr-Creative Commons)

  • SOMÁLIA: Segundo a reportagem do site Business Insider, 400 turistas visitaram a Somália, no último ano. E nem poderia ser diferente. Esse país localizado no Chifre da África, no nordeste africano, é conhecido pelas lei charia e pela presença de violentos muçulmanos extremistas.(foto: Utenriksdepartementet UD/Flickr-Creative Commons)
    SOMÁLIA: Segundo a reportagem do site Business Insider, 400 turistas visitaram a Somália, no último ano. E nem poderia ser diferente. Esse país localizado no Chifre da África, no nordeste africano, é conhecido pelas leis charia e pela presença de violentos muçulmanos extremistas.(foto: Utenriksdepartementet UD/Flickr-Creative Commons)

  • TUVALU: 1.200 visitantes desembarcaram nessa ilha da Polinésia. Localizada a 5 metros do nível do mar, essa nação de 26 km² costuma aparecer nas listas alarmistas de nações que podem desaparecer com a subida das águas dos oceanos (foto: Tomoaki INABA/Flickr-Creative Commons)
    TUVALU: 1.200 visitantes desembarcaram nessa ilha da Polinésia. Localizada a 5 metros do nível do mar, essa nação de 26 km² costuma aparecer nas listas alarmistas de nações que podem desaparecer com a subida das águas dos oceanos (foto: Tomoaki INABA/Flickr-Creative Commons)

  • ILHAS MARSHALL: Com mais de mil diferentes tipos de peixes e outros 250 de corais, a gente nem precisa dizer que o mergulho é um dos principais atrativos desse destino isolado do Pacífico. Segundo a reportagem do site Business Insider, o país recebe cerca de 4.600 visitantes por ano (foto: Christopher Michel/Flickr-Creative Commons)
    ILHAS MARSHALL: Com mais de mil diferentes tipos de peixes e outros 250 de corais, as Ilhas Marshall têm o mergulho como um dos principais atrativos desse destino isolado do Pacífico. Segundo a reportagem do site Business Insider, o país recebe cerca de 4.600 visitantes por ano (foto: Christopher Michel/Flickr-Creative Commons)

  • SUDÃO DO SUL: Ainda sob resquícios da divisão do Sudão, o Sudão do Sul é daqueles lugares que ainda não têm ideia do que significa receber turistas estrangeiros. Ainda assim, esse país do nordeste da África recebeu mais de 5 mil visitantes, no último ano (foto: Day Donaldson/Flickr-Creative Commons)
    SUDÃO DO SUL: Ainda sob resquícios da divisão do Sudão, o Sudão do Sul é daqueles lugares que ainda não têm ideia do que significa receber turistas estrangeiros. Ainda assim, esse país do nordeste da África recebeu mais de 5 mil visitantes, no último ano (foto: Day Donaldson/Flickr-Creative Commons)

  • GUINÉ EQUATORIAL: Para muitos, trata-se apenas de um país a ser conquistado no tabuleiro do War. Mas essa nação da África Ocidental é conhecida também pela total falta de estrutura turística e pelas duras regras impostas pelo ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo (foto: Embassy of Equatorial Guinea/Flickr-Creative Commons)
    GUINÉ EQUATORIAL:Essa nação da África Ocidental é conhecida também pela total falta de estrutura turística e pelas duras regras impostas pelo ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo (foto: Embassy of Equatorial Guinea/Flickr-Creative Commons)

  • KIRIBATI: Basta uma pesquisa rápida na internet para qualquer amante de praias paradisíacas querer incluir esse destino isolado da Micronésia, no Pacífico. Todos os anos, essa nação de 811 km² aparece nos noticiários como o primeiro lugar do planeta a celebrar o Reveillon. Anualmente, 6 mil felizardos desembarcam por ali (foto: OggiScienza/Flickr-Creative Commons)
    KIRIBATI: Basta uma pesquisa rápida na internet para qualquer amante de praias paradisíacas querer incluir esse destino isolado da Micronésia, no Pacífico. Todos os anos, essa nação de 811 km² aparece nos noticiários como o primeiro lugar do planeta a celebrar o Reveillon. Anualmente, 6 mil felizardos desembarcam por ali (foto: OggiScienza/Flickr-Creative Commons)

  • LÍBIA: 6.250 turistas desembarcaram, no último ano, nessa nação que ainda tenta se reerguer dos bombardeios que assolaram o país, em 2014 (foto: David Stanley/Flickr-Creative Commons)
    LÍBIA: 6.250 turistas desembarcaram, no último ano, nessa nação que ainda tenta se reerguer dos bombardeios que assolaram o país, em 2014 (foto: David Stanley/Flickr-Creative Commons)

  • GUINÉ-BISSAU: Esse país da África Ocidental tem o português como língua oficial e abriga o Bijagos Archipelago, conjunto de ilhas que ainda não descobriu a vida moderna para receber os raros 7.500 visitantes que chegam por ali, anualmente (foto: Ólafur Páll Geirsson/Flickr-Creative Commons)
    GUINÉ-BISSAU: Esse país da África Ocidental tem o português como língua oficial e abriga o Bijagos Archipelago, conjunto de ilhas que ainda não descobriu a vida moderna para receber os raros 7.500 visitantes que chegam por ali, anualmente (foto: Ólafur Páll Geirsson/Flickr-Creative Commons)

  • TURCOMENISTÃO: Pouco menos de 9 mil pessoas visitaram esse país conhecido por abrigar atrativos como a Cratera de Darvaz (conhecida também como ‘Porta para o Inferno’), um campo de gás natural cuja chama vem queimando, ininterruptamente, desde 1971 (foto: Tormod Sandtorv/Flickr-Creative Commons)
    TURCOMENISTÃO: Pouco menos de 9 mil pessoas visitaram esse país conhecido por abrigar atrativos como a Cratera de Darvaz (ou ‘Porta para o Inferno’), um campo de gás natural cuja chama vem queimando, ininterruptamente, desde 1971 (foto: Tormod Sandtorv/Flickr-Creative Commons)

 

Confira a lista completa com os 25 países menos visitados do mundo (site em inglês)

(*fonte: Business Insider)

Salvar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*