Aérea conecta Nova Zelândia e América do Sul com voos, a partir de US$ 1.216

A atual situação econômica do Brasil não anda muito animadora para cruzar o planeta e viajar até a Nova Zelândia. Mas para quem já estava pensando em fazer investimentos para passar as próximas férias por lá ou encarar um intercâmbio nessa ilha da Oceania, essa notícia vem em boa hora.

Com opções de passagens que chegam fácil aos R$ 10.000, entre São Paulo e Auckland, o destino exige planejamento e folga no orçamento.

A companhia aérea Air New Zeland inaugurou, no início de dezembro, sua primeira conexão direta com a América do Sul, entre Auckland, a principal porta de entrada para o país, e Buenos Aires, capital da Argentina. O voo NZ30 partiu às 19h20 (hora local) do Aeroporto Internacional de Auckland e chegou às 15h (hora local) no Aeroporto Internacional Ministro Pistarini (Ezeiza), em Buenos Aires, após doze horas cruzando o Pacífico.

(foto: JamesZ/Flickr-Creative Commons)
(foto: JamesZ/Flickr-Creative Commons)

Desde o dia 1º de dezembro, a aérea faz a rota três vezes por semana com uma aeronave Boeing 777-200, em parceria com a Aerolíneas Argentinas, que fará code sharing na rota Buenos Aires-Auckland.

LEIA TAMBÉM: “Site divulga lista dos destinos dos sonhos dos brasileiros”

Em uma pesquisa de voos para março de 2016, no site da Air New Zeland, o Viagem em Pauta encontrou opções de passagens ida e volta por US$ 1.216 (R$ 4.568, aproximadamente, no câmbio de 4 de dezembro), com embarque dia 3 de março e retorno no dia 24 do mesmo mês.

companhia aérea, Air New Zealand, Oceania, Nova Zelândia

LEIA TAMBÉM: “Site lista os 25 destinos menos visitados do mundo”

CONFIRA IMAGENS DA NOVA ZELÂNDIA

  • Queenstown, na Ilha do Sul, é uma espécie de meca dos esportes radicais, na Nova Zelândia (foto:Tom Hall/Flickr-Creative Commns)
    Queenstown, na Ilha do Sul, é uma espécie de meca dos esportes radicais, na Nova Zelândia (foto:Tom Hall/Flickr-Creative Commns)

  • Marlborough é a famosa região dos vinhos Sauvignon Blanc, responsável pela produção de até 3/4 dos vinhos da Nova Zelândia (foto: Phillip Capper/Flickr-Cretive Commons)
    Marlborough é a famosa região dos vinhos Sauvignon Blanc, responsável pela produção de até 3/4 dos vinhos da Nova Zelândia (foto:
    Phillip Capper/Flickr-Cretive Commons)

  • Águas termais e cultura Maori são os destaques de Rotorua, na Ilha do Norte, na Nva Zelândia (foto: Giiku/Flickr-Creative Commons)
    Águas termais e cultura Maori são os destaques de Rotorua, na Ilha do Norte, na Nova Zelândia (foto: Giiku/Flickr-Creative Commons)

  • Capital da NOva Zelêndia, a bela e pequena Wellington fica no sul da Ilha do Norte e é conhecida por seus cafés e restaurantes (foto: Phillip Capper/Flickr-Creative Commons)
    Capital da Nova Zelêndia, a bela e pequena Wellington fica no sul da Ilha do Norte e é conhecida por seus cafés e restaurantes (foto: Phillip Capper/Flickr-Creative Commons)

  • Bay of Island, na costa leste da Ilha do Norte, é um dos belos destinos turísticos da Nova Zelândia (foto: Andrea Lai/Flickr-Creative Commns)
    Bay of Island, na costa leste da Ilha do Norte, é um dos belos destinos turísticos da Nova Zelândia (foto: Andrea Lai/Flickr-Creative Commns)

  • Auckland, na Ilha do Norte, é a principal porta de entrada para quem vem da América do Sul. Na foto, vista da Westhaven Marina (foto: Siyamalan/Flickr-Creative Commons)
    Auckland, na Ilha do Norte, é a principal porta de entrada para quem vem da América do Sul. Na foto, vista da Westhaven Marina (foto: Siyamalan/Flickr-Creative Commons)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*