Fuja das aglomerações em destinos no Brasil para se comemorar o Ano Novo

Celebrar a virada do ano em um destino diferente pode ser uma experiência tão fascinante quanto… traumática. Ou será que só você pensou em esperar o próximo ano nas areias de Copacabana ou sob o frio intenso de Nova Iorque?

Para fugir das aglomerações do período de festas e ver chegar 2016 em locais tranquilos, o Viagem em Pauta preparou essa lista com destinos nacionais de paisagens preservadas que fazem a gente se sentir o único.

Conheça os lugares menos comuns para se passar o Reveillon no Brasil:

LEIA TAMBÉM: “Conheça destinos brasileiros para visitar em dezembro”

GALOS E GALINHOS

foto: Eduardo Vessoni
foto: Eduardo Vessoni

A 160 km de Natal, Galinhos, no Rio Grande do Norte, é um vilarejo deserto e bucólico. O mar é calmo e quase sem ondas, que somado às dunas de areia, criam uma paisagem ainda pouco explorada pelo turismo.  O vilarejo foi fundado por pescadores e tem cerca de 2 mil habitantes, que vivem da pesca do peixe-galo, daí a origem do nome.

No Ano Novo, as pousadas da região oferecem ceias e, na areia, acontece até um luau com queima de fogos. O destino ainda oferece praias com natureza selvagem, trilhas, passeios de barco e kitesurfe, em um local tranquilo para relaxar.

Para quem busca ainda mais sossego, a vizinha Galos é outra boa pedida, onde existe apenas uma pousada.

ILHA DE BOIPEBA

foto: Danielle Pereira/Flickr-Creative Commons
foto: Danielle Pereira/Flickr-Creative Commons

No sul da Bahia, Boipeba fica no Arquipélago de Tinharé, no município de Cairu. A ilha é cercada de um lado pelo oceano e do outro pelo Rio Inferno, em uma região que foi reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera, e possui diversos ecossistemas: restingas, mata atlântica, dunas, coqueirais e manguezais.

A virada do ano é marcada por uma festa na praia, mas simples e com som baixo, respeitando as leis locais de silêncio, devido à fauna nativa. A organização tem como participantes comerciantes, lancheiros, guias e moradores locais.

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

Final de tarde em Tourinhos, ao lado de São Miguel do Gostoso (foto: Eduardo Vessoni)
foto: Eduardo Vessoni

Localizado no Rio Grande do Norte, São Miguel do Gostoso fica a 110 km da capital do estado, Natal. Em 9 km de praias de águas calmas, o cenário é formado por coqueirais e falésias. Além disso, é muito procurada para esportes de vela, devido aos ventos intensos.

É um lugar em que é possível fazer tudo a pé ou aproveitar para andar um pouco de bicicleta, experimentar a culinária típica da região, rica em opções de peixes e frutos do mar, e conhecer a cultura ribeirinha dessa vila de pescadores. Ideal para quem quer um pouco de tranquilidade para o ano que vai chegar.

LEIA TAMBÉM: Pousada em São Miguel do Gostoso é inspirada na geografia do sertão

BONITO

Abismo Anhumas, em Bonito (foto: Wikimedia Commons)
foto: Wikimedia Commons

Bonito é uma cidade calma no interior do Mato Grosso do Sul, formada por grutas com lagos, cachoeiras, rios de água transparente e florestas. Destaque para a prática de ecoturismo como flutuação em lagoas e esportes radicais, como rapel e rafting.

A chegada do Ano Novo pode ser aproveitada com ceias nos hotéis fazenda ou pousadas da cidade e, ainda, terá uma pequena festa organizada no centro, com forró e comidas locais. É uma opção para quem quer uma virada relaxante, com bastante natureza e um pouquinho de aventura.

SUPERAGUI

foto: Eduardo Vessoni
foto: Eduardo Vessoni

No município de Guaraqueçaba, Superagui é um parque nacional do litoral do Paraná, ainda bastante desconhecido, que abriga ilhas, canais, rios e terras continentais. O local é habitado por animais ameaçadas de extinção, como o mico-leão-da-cara-preta e a suçuarana.

Em um local simples, com praias extensas e desertas, uma paisagem que compensa, o reveillon lá é calmo, com poucas opções de onde festejar, como o Bar Akdov, espécie de balada local onde se pode dançar ao som de fandango, mas com a garantia de descanso e contato com a natureza.

LEIA TAMBÉM:Desconhecido do brasileiro, Parque Nacional de Superagui é surpresa do litoral do Paraná

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*