Trilha passa por praias paradisíacas do Mar de Fora, em Ilha Grande

Todo mundo já passou por aquelas terras protegidas da Baía da Ilha Grande: piratas, negros a caminho de trabalhos escravos e até detentos famosos como o escritor Graciliano Ramos e o bandido Escadinha, só para citar alguns nomes conhecidos que estiveram no extinto presídio Cândido Mendes.

Curiosamente, a Ilha Grande é hoje uma das áreas mais isoladas da região, onde poucos se animam a fazer longas caminhadas até praias selvagens da costa oceânica, conhecida também como Mar de Fora.

Entre os dias 21 e 24 de abril, durante o feriado de Tiradentes, a região será cenário de um trekking no lado da ilha voltado para mar aberto.

“O acesso de barco a esses locais é bem mais complicado e depende de condições de navegação e tipo de embarcação. Por isso, a caminhada é a melhor maneira de conhecer as praias, mangues, cachoeiras, nativos e a história da face mais selvagem da ilha”, explica Tatiana Melo, uma das guias pioneiras a atuar nesse trecho da Ilha Grande.

LEIA TAMBÉM: “Saiba como é viajar em um ‘liveaboard’, na Ilha Grande, em Angra dos Reis”

Trekking em Ilha Grande (foto: Divulgação)
Trekking em Ilha Grande (foto: Divulgação)

Com um mínimo de preparo físico  e sem necessidade de ter experiência em trekkings de longa duração, os participantes caminharão uma média diária de 10 km, totalizando um trekking de 30 km de extensão, com descanso no último dia. A viagem terá barco de apoio, para que não seja necessário carregar mochilas.

A estrutura conta também com guias locais e cadastrados no Ministério do Turismo, kit de primeiros socorros em ambientes remotos, barco de apoio, rádio VHF de longo alcance, seguro viagem e apoio para preparação das mochilhas e kit de viagem. O pernoite é feito em casas de pescador ou pousadas, de acordo com o roteiro.

Eleita uma das 7 Maravilhas do Rio de Janeiro, essa é a maior ilha dessa baía de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, onde estão cem faixas de areia, distribuídas em 12 enseadas. O local tem acesso pela muvucada Ilha do Abraão, cuja movimentação turística pouco combina com as praias voltadas para o Mar de Fora, dono de alguns dos endereços mais selvagens e de difícil acesso em todo o destino.

Segundo informações da Marinha do Brasil, a baía da Ilha Grande se caracteriza pelo acentuado recuo da costa, margens montanhosas e baías interiores, como as de Sepetiba, Mangaratiba, Jacuacanga, Ribeira e Parati.

Mapa da Ilha Grande (imagem: Wikimedia Commons)
Mapa da Ilha Grande (imagem: Wikimedia Commons)

Confira a seleção de praias da costa oceânica de Ilha Grande:

LOPES MENDES

Praia de Lopes Mendes (foto: Wikimedia Commons)
Praia de Lopes Mendes (foto: Wikimedia Commons)

Considerada uma das mais belas faixas de areia da região, essa praia com quase 3 km de extensão é a maior da Ilha Grande, no setor leste.

Embora seja reduto de surfistas, devido a suas águas agitadas e correnteza forte, na parte direita da praia, Lopes Mendes tem mar calmo, bom para mergulho livre, no lado esquerdo.

E por ali, tudo segue no mesmo ritmo e cenografia da região: faixas de praia sob sombra de amendoeiras, mar de pouca profundidade, água cristalina e com boa temperatura, areia branca e fina, e nenhum sinal de civilização por perto.

COMO CHEGAR: O acesso costuma ser pelo mar, em passeios de barco que saem da Vila do Abraão, cujo desembarque é na praia do Pouso, de onde os visitantes fazem uma trilha leve de 1 km, conhecida como T11, até chegar a Lopes Mendes. A praia tem acesso também em passeios de lancha, a partir de Araçatiba, ou com uma caminhada mais longa pela trilha T12, que vai do Pouso ao Farol dos Castelhanos, com desvio à direita, na proximidade da Praia da Aroeira.

LEIA TAMBÉM: “25 praias brasileiras que você não deve deixar de conhecer neste verão”

CAXADAÇO

Caxadaço, em ILha Grande (foto: Fabian.kron/Flickr-Creative Commons)
Caxadaço, em ILha Grande (foto: Fabian.kron/Flickr-Creative Commons)

Com apenas 50 metros de extensão, essa praia oceânica localizada na ponta oposta à de Lopes Mendes, na mesma baía, tem areia fina e rodeada por vegetação densa.

Antigo local de esconderijo de piratas e de desembarque de escravos, esse pedaço de areia fica protegido por uma baía fechada, rodeada por pedras e mata fechada.

COMO CHEGAR: Caminhando pela T15 (Dois Rios – Praia do Caxadaço), trilha de dificuldade média, com 8 km de extensão por mata fechada. Para quem não tem disponibilidade para andar, passeios de barcos partem da Vila do Abraão e de Araçatiba.

DOIS RIOS

Dois Rios, em ILha Grande (foto: Senia L/Flickr-Creative Commons)
Dois Rios, em ILha Grande (foto: Senia L/Flickr-Creative Commons)

Essa praia com um quilômetro de extensão tem areias amarelas e mar de ondas fortes, ideal para a prática de surf.

Com opções de banhos em dois rios, daí o nome da praia, essa região ganhou fama por abrigar o temido presídio Cândido Mendes, onde ficaram detidos presos políticos como o escritor Graciliano Ramos. As ruínas de sua implosão, em 1994, são um dos principais atrativos da praia, onde se localiza também o Museu do Cárcere.

Acredita-se que seu isolamento e a existência da penitenciária teriam sido os motivos da preservação da ‘Ilha Presídio’, como a região ficou conhecida.

COMO CHEGAR: Acesso pela trilha T14 (Abraão – Vila de Dois Rios), única via a conectar as costas norte e sul, entre a Vila do Abraão e Dois Rios. Com 9 km de estrada, essa trilha era a única opção dos familiares que desembarcavam na Vila do Abraão para visitar parentes detidos no presídio.

PARNAIOCA

Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)
Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)

Considerada uma das mais selvagens e em melhor estado de preservação da ilha, essa praia de 1 km de extensão tem mar agitado, águas profundas e pouca sombra para refúgio.

Sem nenhuma estrutura turística, Parnaioca abriga um rio de mesmo nome e conta com uma lagoa, na extremidade oeste da praia. Destaque também para a singela Igreja do Sagrado Coração de Jesus e para as ruínas de antigas casas locais.

COMO CHEGAR: Acesso pela T16, uma trilha puxada e com pouco frequência de visitantes, entre Dois Rios e Parnaioca. É possível também chegar de barco, a partir da Praia do Aventureiro ou de Angra dos Reis.

AVENTUREIRO

Praia do Aventureiro, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)
Praia do Aventureiro, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)

Na ponta sudoeste da Ilha Grande, encontra-se essa praia que é considerada uma das mais belas de todo o destino, em área da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS).

Com 500 metros de extensão, aproximadamente, a praia tem areias finas, áreas de mar agitado em quase toda a sua extensão e setores mais tranquilos como a extremidade esquerda. Destaques para o “Coqueiro Deitado” que avança sobre aquelas águas esverdeadas e cristalinas, e para a pequena piscina natural.

Para vê-la de outra perspectiva, vá até os mirantes locais como o da Espia e o Sundara, acessados por escadaria e trilha.

COMO CHEGAR: Acesso pela T9, trilha que conecta Provetá e Aventureiro, com alto grau de dificuldade e duração aproximada de seis horas, entre ida e volta. De barco, é possível sair de destinos como Angra dos Reis, Provetá e Praia Vermelha.

LEIA TAMBÉM: “Veleiro em Paraty pode ser mais econômico do que diária de pousada”

SAIBA MAIS
Trilha oceânica, em Ilha
Contato: (19) 99825-0190 com Tatiana Melo

CONFIRA FOTOS

  • Praia do Aventureiro, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)
    Praia do Aventureiro, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)

  • Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)
    Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Tatiana Melo/Divulgação)

  • Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Monica/Flickr-Creative Commons)
    Parnaioca, em Ilha Grande (foto: Monica/Flickr-Creative Commons)

  • Dois Rios, em ILha Grande (foto: Senia L/Flickr-Creative Commons)
    Dois Rios, em Ilha Grande (foto: Senia L/Flickr-Creative Commons)

  • Caxadaço, em ILha Grande (foto: Fabian.kron/Flickr-Creative Commons)
    Caxadaço, em Ilha Grande (foto: Fabian.kron/Flickr-Creative Commons)

  • Praia de Lopes Mendes (foto: Wikimedia Commons)
    Praia de Lopes Mendes (foto: Wikimedia Commons)

(*com informações do site Ilha Grande)

Salvar

Salvar

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*