Cervejaria do Pará leva floresta amazônica para dentro da garrafa

Bar da Amazon Beer, na Estação das Docas, em Belém (foto: Eduardo Vessoni)
Bar da Amazon Beer, na Estação das Docas, em Belém (foto: Eduardo Vessoni)

Naquele balcão comprido da Estação das Docas, em Belém, são servidas versões como Stout, Lager, Pilsen, Weissbier, Red Ale e Porter.

Os tipos de cerveja todo bom apreciador já conhece e até aí nenhuma novidade. Mas a empresa Amazon Beer decidiu ir além dos ingredientes básicos, como lúpulo  cevada, e levou a floresta amazônica para dentro da garrafa.

Fundada em 2000, essa empresa é considerada a única microcervejaria do Norte do Brasil e faz fama com cervejas que levam ingredientes amazônicos como açaí, bacuri, taperebá (conhecida também como cajá), priprioca e até cupulate, como é conhecido o chocolate amazônico feito com a semente do cupuaçu.

LEIA TAMBÉM: “Belém, capital do Pará, comemora 400 anos com o melhor do turismo amazônico”

Bar da Amazon Beer, na Estação das Docas, em Belém (foto: Eduardo Vessoni)
Bar da Amazon Beer, na Estação das Docas, em Belém (foto: Eduardo Vessoni)

É tanto sabor inusitado que a Stout Açaí, de teor alcoólico de 7.2%, foi eleita, em 2014, como a melhor cerveja artesanal do Brasil, durante o Concurso Brasileiro de Cerveja, na catarinense Blumenau. Dois anos antes, foi eleita também “a melhor cervejaria do Brasil” pela revista Prazeres da Mesa.

Último rótulo a ser criado pela empresa, em 2015, a Imperial Ipa leva outro ingrediente colhido no quintal de casa: a Erva Chama, usada por indígenas para atrair bons fluidos. Com quantidades maiores de malte e lúpulo, essa cerveja de teor alcoólico de 8,6% leva Erva Chama, usada pelos indígenas pra atrair bons fluidos.

E tudo é produzido ali mesmo, em tonéis de cobre e com vista para a Baía do Guajará.

Sobre a Estação das Docas

Estação das Docas, uma das atrações mais visitadas da capital do Pará (foto: Eduardo Vessoni)
Estação das Docas, uma das atrações mais visitadas da capital do Pará (foto: Eduardo Vessoni)

Esse complexo bares e restaurantes funciona em antigos armazéns de ferro inglês, em uma área de 32 mil m², em pleno porto de Belém. Assim como o Ver-o-Peso, mercado em funcionamento desde 1625. Tombado pelo IPHAN, a Estação é um dos clássicos turísticos da capital do Pará.

CONHEÇA AS CERVEJAS

  • STOUT: Cerveja escura feita com açaí e com sabor de café, chocolate e malte torrado (foto: Divulgação)
    STOUT: Cerveja escura feita com açaí e com sabor de café, chocolate e malte torrado (foto: Divulgação)

  • RIVER LAGER: Apresenta aroma de biscoito, mel, cereais e um toque herbáceo. Essa cerveja dourada é, ligeiramente, encorpada e com caráter maltado (foto: Divulgação)
    RIVER LAGER: Apresenta aroma de biscoito, mel, cereais e um toque herbáceo. Essa cerveja dourada é, ligeiramente, encorpada e com caráter maltado (foto: Divulgação)

  • FOREST PILSEN: Aroma de cereais, biscoito e pão, além de leves notas de lúpulo. Essa cerveja foi Medalha de Ouro no International Beer Challenge, realizado em Londres (foto: Divulgação)
    FOREST PILSEN: Aroma de cereais, biscoito e pão, além de leves notas de lúpulo. Essa cerveja foi Medalha de Ouro no International Beer Challenge, realizado em Londres (foto: Divulgação)

  • FOREST BACURI: Essa cerveja tem roma frutado, resultado da maturação com bacuri, fruta típica da Amazônia (foto: Divulgação)
    FOREST BACURI: Essa cerveja tem aroma frutado, resultado da maturação com bacuri, fruta típica da Amazônia (foto: Divulgação)

  • WITBIER TAPEREBÁ: Cerveja de origem belga que leva trigo em sua composição e tem caráter condimentado e cítrico. Sua receita leva também taperebá, fruta amazônica conhecida como cajá (foto: Divulgação)
    WITBIER TAPEREBÁ: Cerveja de origem belga que leva trigo em sua composição e tem caráter condimentado e cítrico. Sua receita leva também taperebá, fruta amazônica conhecida como cajá (foto: Divulgação)

  • RED ALE PRIPRIOCA: Cerveja da escola inglesa, maturada com a raiz Priprioca, típica da Amazônia. Apresenta notas herbais, frutadas e amadeiradas (foto: Divulgação)
    RED ALE PRIPRIOCA: Cerveja da escola inglesa, maturada com a raiz Priprioca, típica da Amazônia. Apresenta notas herbais, frutadas e amadeiradas (foto: Divulgação)

  • CUPULATE PORTER: Estilo tradicional inglês com adição de Cupulate, chocolate amazônico feito a partir da semente do cupuaçu. Possui notas de café, chocolate ao leite, cacau e amêndoas (foto: Divulgação)
    CUPULATE PORTER: Estilo tradicional inglês com adição de Cupulate, chocolate amazônico feito a partir da semente do cupuaçu. Possui notas de café, chocolate ao leite, cacau e amêndoas (foto: Divulgação)

  • IMPERIAL IPA: Com maior quantidadede malte e lúpulo, eesa cerveja é feta com Erva Chama, usada pelos indígenas pra atrair bons fluidos (foto: Divulgação)
    IMPERIAL IPA: Com maior quantidade de malte e lúpulo, essa cerveja é feita com Erva Chama, usada pelos indígenas pra atrair bons fluidos (foto: Divulgação)


SAIBA MAIS
Amazon Beer
www.amazonbeer.com.br

Estação das Docas
www.estacaodasdocas.com.br

Site do turismo do Pará
www.paraturismo.pa.gov.br

LEIA TAMBÉM: “Gastronomia de Belém é experiência inusitada da Amazônia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*