Calor ou frio: onde é mais barato passar as férias de julho, no Brasil?

Não é só porque as temperaturas no Brasil estão mais baixas nas férias de julho que a gente precisa se meter em camadas de roupa e se enfiar em lojinhas de chocolate ou restaurantes de fondue.

De acordo com o buscador de hotéis trivago, os dois lugares mais procurados para as férias de julho no Brasil são Gramado e Campos do Jordão. Mas, na quantidade de lugares buscados, os brasileiros correm atrás de calor e sol, já que Fortaleza, Natal e Porto Seguro completam a lista dos 5 destinos mais procurados para o período.

Em tempos de grana curta, é fundamental saber quais são os melhores destinos, de acordo com a época do ano.

DESTINOS QUENTES

Para economizar, lugares quentes em pleno mês de julho podem ser uma boa pedida.

Segundo o site trivago, os preços em diversas cidades do Nordeste podem ser até 40% mais baixos. Em Fortaleza, por exemplo, os turistas encontram preços 21,9% mais baratos do que os da temporada de verão.

A maioria dos destinos mais buscados para as férias de julho fica no Nordeste, como Porto Seguro, campeão na queda de preços em julho. Por lá, a hospedagem é, em média, 42,3% mais barata. Em segundo lugar, está Maceió, capital de Alagoas, onde os hotéis têm queda de 38,8% nas diárias.

Não podemos deixar de lembrar que o risco de chuva é sempre maior em julho, no litoral do Nordeste, mas nada como aquelas tempestades do Sul e do Sudeste que acabam com as férias de janeiro, por exemplo.

LEIA TAMBÉM: “8 paraísos do Nordeste para você se esquecer da vida”

Fortaleza, capital do Ceará (foto: SeturCE/trivago)
Fortaleza, capital do Ceará (foto: SeturCE/trivago)

LEIA TAMBÉM: “Confira calendário para conhecer os melhores destinos brasileiros em 2016”

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, Fortaleza parece ser o ideal para quem quer praia e calor em julho. Na capital do Ceará, chove menos em julho e a média de temperatura no inverno é só 1,5ºC menor.

A cearense Jericoacoara também está em região privilegiada e tem temperatura média de 27ºC, com poucas chuvas, em julho.

Já destinos como Natal, Maceió, Maragogi, Porto de Galinhas e Porto Seguro sofrem com chuvas acima da média e ventos fortes, em julho, mas nada que dure uma semana inteira.

LEIA TAMBÉM: “Aracaju, capital de Sergipe, é a pequena notável do litoral do Nordeste”

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (foto: Setur-Maranhão/trivago)
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (foto: Setur-Maranhão/trivago)

É nessa época que dá para ir também para a região dos Lençóis Maranhenses. De junho a setembro, o destino recebe visitantes com águas cristalinas represadas e temperatura que vão de 27ºC  a 32ºC, em julho.

Entre julho e novembro, o Nordeste assiste também à emocionante temporada de baleias jubarte, no Parque Nacional Marinho de Abrolhos, no sul da Bahia. É nesses meses que os mamíferos aquáticos escolhem as águas quentes do mar baiano para reprodução e amamentação dos filhotes.

LEIA TAMBÉM: “5 experiências inusitadas em Alagoas”

Média de diárias em destinos brasileiros para julho de 2016 (fonte: trivago)
Média de diárias em destinos brasileiros para julho de 2016 (fonte: trivago)

(*os valores são a média de um quarto padrão para casal)

SAIBA MAIS: “Temporada nos Lençóis Maranhenses vai até setembro”

DESTINOS FRIOS

Mas não é todo mundo que quer estender a canga e passar o dia na praia (nem em julho e nem em nenhuma outra época do ano).

Para os viajantes do frio, destinos como as gaúchas Gramado e Canela; Campos do Jordão, em São Paulo; e a Serra da Mantiqueira são alguns dos destinos procurados.

Mas que fique bem claro que é nos meses de frio que os preços tendem a subir, na mesma velocidade em que descem os termômetros.

Bondinhos aéreos de Canela, na Serra Gaúcha (foto: Eduardo Vessoni)
Bondinhos aéreos de Canela, na Serra Gaúcha (foto: Eduardo Vessoni)

No mês mais frio do ano, os preços podem ficar até 39,3% mais caros. No caso de Canela, na Serra Gaúcha, a média de preços em julho é de R$ 394, cujas diárias tendem a ser mais baratas do que a vizinha superfaturada Gramado, cujos preços em julho giram em torno de R$ 615 .

Ainda no Sul, Foz do Iguaçu não é o que poderíamos chamar de destino de inverno, mas nessa cidade do Paraná os preços são amigáveis. A época é ideal para conhecer as Cataratas do Iguaçu, quando chove menos.

No Sudeste, Campos do Jordão, outra queridinha do inverno brasileiro, apresenta a maior alta do período com preços por volta de R$ 518; e Monte Verde, em Minas Gerais, apresenta preços 34,43% mais baixos.A cidade mineira fica no alto da Serra da Mantiqueira e tem construções em estilo alpino.

Média de diárias em destinos brasileiros de inverno para julho de 2016 (fonte: trivago)
Média de diárias em destinos internacionais e brasileiros de inverno para julho de 2016 (fonte: trivago)

(*os valores são a média de um quarto padrão para casal)

(*com informações do site trivago)

Salvar

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*