Conheça os 10 monumentos mais visitados da Espanha

A Espanha é daqueles lugares apegados à tradição.

Dono de 15 cidades declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, esse país da Península Ibérica reúne em um mesmo território cidades medievais, castelos históricos e destinos que souberam conjugar tantas culturas em um mesmo endereço.

Sem falar nas desgastadas imagens que sempre aparecem quando lembramos da Espanha, como o flamenco, touradas, paella e Almodóvar, só para citar algumas.

LEIA TAMBÉM: “Espanha tem bar e restaurante dentro de corredor de lava vulcânica”

Nesta lista elaborada pelo Turespaña, órgão oficial de promoção do país, você encontra os 10 monumentos obrigatórios para quem desembarca naquelas terras espanholas.

As sugestões vão desde cartões-postais como a eterna basílica em construção de Barcelona e La Giralda, em Sevilha, até monumentos menos conhecidos do público brasileiro como o cenográfico Teatro Romano de Mérida e a imponente catedral de Maiorca, nas Ilhas Baleares.

Confira as atrações:

BASÍLICA DE LA SAGRADA FAMILIA (Barcelona)

Detalhe do teto da Sagrada Familia, em Barcelona (foto: Jose Hidalgo/Flickr-Creative Commons)
Detalhe do teto da Sagrada Familia, em Barcelona (foto: Jose Hidalgo/Flickr-Creative Commons)

Considerada a atração mais visitada da cidade (para não dizer de toda a Espanha), essa basílica de Barcelona continua em constante construção, desde que o arquiteto catalão Antoni Gaudí assumiu a obra, em 1883.

O projeto inicial contava com um edifício neogótico, que Gaudí só pôde concluir a Capilla de San José, a Cripta e a Portada del Nacimiento. Das 18 torres projetadas por Gaudí, apenas oito foram concluídas (quatro na Fachada del Nacimiento e outras quatro na Fachada de la Pasión). SAIBA MAIS

MEZQUITA DE CÓRDOBA (Córdoba)

foto: Gonzalo Castán/Flickr-Creative Commons
Interior da bela Mezquita de Córdoba (foto: Gonzalo Castán/Flickr-Creative Commons)

Com diferentes estilos sobrepostos, como muçulmano e católico, a Mezquita de Córdoba reúne nove séculos de trabalhos arquitetônicos e é considerado um dos mais belos exemplos de arte muçulmana de toda a Espanha.

A atração começou a ser construída no ano 785 por Abderrahman I e, nos séculos seguintes, sofreu diversas alterações, como a de 1523, em que católicos incluíram uma catedral no interior da construção original. SAIBA MAIS

CATEDRAL DE SANTIAGO DE COMPOSTELA (Santiago de Compostela)

Vista noturna da Catedral de Santiago de Compostela, na Galícia (foto: Nacho Castejón Martínez/Flickr-CreativeCommons)
Vista noturna da Catedral de Santiago de Compostela, na Galícia (foto: Nacho Castejón Martínez/Flickr-CreativeCommons)

Parada final dos peregrinos que percorrem os mais de 800 km do tradicional Caminho de Santiago, no norte da Espanha, essa construção é conhecida também pelas emocionantes missas diárias dedicadas aos que concluíram a longa caminhada.

Diversos estilos arquitetônicos fazem parte dessa construção românica, que começou a ser erguida no ano 1075, cujo interior conta com três naves e planta em forma de cruz latina. Destaque para a completa visita guiada com uma hora de duração, em que os visitantes sobem até o telhado da catedral. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “‘Camino Norte’ é opção litorânea do Caminho de Santiago de Compostela”

CATEDRAL DE BURGOS (Burgos)

Vista da fachada da Catedral de Burgos (foto: Mario Martí/Flickr-Ceative Commons)
Vista da fachada da Catedral de Burgos (foto: Mario Martí/Flickr-Ceative Commons)

Embora predomine o gótico, essa catedral de Castilla y León foi erguida com diferentes estilos artísticos, entre 1221 e 1765.

Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, desde 1984, essa construção é reconhecida por suas torres de 84 metros de altura e pela Puerta del Sarmental, com a imagem de Cristo, ao lado de apóstoles. SAIBA MAIS

ALCÁZAR DE SEGOVIA (Segóvia)

Vista noturna do Alcázar de Segovia, a 90 km de Madri (foto: Divulgação)
Vista noturna do Alcázar de Segovia, a 90 km de Madri (foto: Divulgação)

De estilo gótico, erguido sobre uma rocha, entre os séculos 12 e 13, esse palácio teve função militar e funcionou também como a residência de Alfonso VIII.

Assim como tantas outras construções espanholas, essa obra sofreu diversas alterações em sua arquitetura, cuja última fase é do ano 1587.

Seu edifício abriga diversas passagens secretas que se conectam com outros palácios dessa cidade, localizada na Comunidade Autônoma de Castilla y León, a 90 km de Madri. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Conheça rota dedicada a Dom Quixote, na Espanha”

CATEDRAL DE MALLORCA (Palma de Maiorca)

Vista noturna da Catedral de Maiorca, nas Ilhas Baleares (foto: Andrés Nieto Porras/Flickr-Creative Commons)
Vista noturna da Catedral de Maiorca, nas Ilhas Baleares (foto: Andrés Nieto Porras/Flickr-Creative Commons)

Construída sobre as muralhas do centro antigo de Palma de Mallorca, essa catedral é o símbolo arquitetônico das Ilhas Baleares, em pleno Mediterrâneo e erguida a partir de 1229.

Entre suas reformas, uma delas foi encabeçada por Gaudí, cuja intervenção arquitetônica durou dez años, entre 1904 e 1914. Destaque para os nove sinos como a N’Eloicom 2 metros de diâmetro e mais de 4.500 quilos. SAIBA MAIS

BASÍLICA DE NUESTRA SEÑORA DEL PILAR (Zaragoza)

Basílica de Nuestra Señora de Pilar, em Zaragoza (foto: Juanedc.com/Flickr-Creative Commons)
Basílica de Nuestra Señora de Pilar, em Zaragoza (foto: Juanedc.com/Flickr-Creative Commons)

Esse templo barroco do século 17 é uma homenagem à Virgen del Pilar e, assim como a Catedral de Santiago de Compostela, é um dos templos religiosos mais importantes de toda a Espanha.

Destaques para o Retablo Mayor de alabastro, o coro renascentista e os afrescos pintados por Francisco de Goya.

TEATRO ROMANO DE MÉRIDA (Mérida)

Teatro Romano de Mérida, em Badajoz, na Espanha (foto: Ángel M. Felicísimo/Flickr-Creative Commons)
Teatro Romano de Mérida, em Badajoz, na Espanha (foto: Ángel M. Felicísimo/Flickr-Creative Commons)

Inaugurado entre os anos 16 e 15 a.C., no Cerro de San Albín, cujo destaque é a boca de palco com duas colunas de mármore.

LA ALHAMBRA (Granada)

foto: Julián Rejas De Castro/Flickr-Creative Commons
foto: Julián Rejas De Castro/Flickr-Creative Commons

Esse palácio árabe do século 14 é a principal atração dessa cidade, localizada na Andaluzia, no sul da Espanha.

Maior centro político do período muçulmano da região, o local é conhecido por seu belo conjunto arquitetônico árabe, jardins e pátios retangulares. Destaques para a Alcazaba, a construção mais antiga, para a Torre de la Vela e o Patio de los Leones. SAIBA MAIS

LA GIRALDA (Sevilha)

La Giralda, em Sevilha(foto: Gapito/Flickr-Creative Commons)
La Giralda, em Sevilha(foto: Gapito/Flickr-Creative Commons)

De estilo árabe, como não poderia ser diferente naquelas terras andaluzas, a construção da catedral de Sevilha foi concluída, no século 16, e seu campanário oferece vistas panorâmicas da cidade.

Um dos espaços mais visitados é o Patio de los Naranjos, onde ficavam o claustro e o cemitério até as obras do século 20. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Casa de José Saramago é atração emocionante da Espanha”

(* com informações do Turespaña)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*