Veja fotos do Abismo Anhumas, uma das atrações mais exclusivas de Bonito

 

Rapel de acesso ao Abismo Anhumas (foto: Eduardo Vessoni)
Rapel de acesso ao Abismo Anhumas (foto: Eduardo Vessoni)

Sem dúvida, o Abismo Anhumas é a versão mais radical de todo o destino, uma experiência em que são autorizados, por dia, apenas 20 (corajosos) viajantes.

A 23 km do centro de Bonito, no Mato Grosso do Sul, essa caverna com entrada vertical tem acesso obrigatório por um rapel negativo, quando não se coloca os pés em nenhum local de apoio, com 72 metros de profundidade até a plataforma flutuante sobre o lago dentro do abismo.

Radical e complexa, a experiência exige treinamento prévio, na sede da agência, no centro da cidade.

LEIA TAMBÉM: “Bonito: dicas no paraíso do ecoturismo no Brasil”

Considerado uma das maiores cavernas submersas do Brasil, o Buraco, como o local também é chamado, possui uma fenda de entrada, equivalente a um edifício de 26 andares.

Nesse interminável rapel negativo, os primeiros 15 metros são vencidos entre rochas lascadas que recortam a paisagem hostil daquelas terras interiores, formadas há milhares de anos.

Lá embaixo se vê a corda de rapel que se funde (e confunde) com as ranhuras das rochas e sustenta quem se esforça para alcançar a plataforma de madeira sobre boias.

Considerada uma das maiores cavernas submersas do mundo, onde estalactites pendem do teto alto do salão principal da caverna e cones calcários emergem do fundo do lago interno,
o Anhumas é a versão radicalizada de Bonito, destino que fez fama com inocentes flutuações em águas cristalinas.

Falta fundo, falta luz e às vezes parece até faltar ar. O Abismo fascina e assombra, mas nada do que foi escrito aqui será suficiente para descrever o que se experimenta no local.

Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)
Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)

A atividade é exigente e pode ser combinada com passeios de bote no interior da caverna e flutuações sobre cones naturais de até 20 metros de altura, localizados em um lago interior de 80 metros de profundidade.

Para os credenciados, é possível fazer também mergulho com cilindro, onde aquelas formações calcárias podem ser vistas em sua totalidade, bem como um esqueleto de um tamanduá, a 18 metros de profundidade.

LEIA TAMBÉM: “Conheça a Lagoa Misteriosa, próximo a Bonito, no Mato Grosso do Sul”

VEJA FOTOS

  • Rapel de acesso ao Abismo Anhumas (foto: Eduardo Vessoni)
    Rapel de acesso ao Abismo Anhumas (foto: Eduardo Vessoni)

  •  

  • Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)
    Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)

  • Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)
    Rapel de 72 metros, no Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul (foto: Eduardo Vessoni)

  • CAVERNA: Abismo Anhumas, em Bonito, no Mato Grosso do Sul (foto: Marcio Cabral/Abismo Anhumas)
    Abismo Anhumas, em Bonito, no Mato Grosso do Sul (foto: Marcio Cabral/Abismo Anhumas)

  • Abismo Anhumas, em Bonito (foto: Wikimedia Commons)
    Abismo Anhumas, em Bonito (foto: Wikimedia Commons)

SAIBA MAIS
Abismo Anhumas
www.abismoanhumas.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*