Confira atrações turísticas do Velho Chico, em Sergipe

Desde que viu surgir cânions navegáveis, após a construção da Hidrelétrica de Xingó, no extremo noroeste de Sergipe e em pleno rio São Francisco, o município de Canindé de São Francisco virou uma espécie de meca do turismo sergipano e passou a atrair grupos que fazem bate e volta, a partir de Aracaju.

Nesse destino a quase 200 km da capital sergipana, é possível navegar até o Paraíso do Talhado, um cenográfico trecho de rio onde o visitante também pode se banhar e fazer esportes de aventura; e até realizar sobrevoos de helicóptero sobre a Hidrelétrica de Xingó,Cânion do São Francisco e centro histórico de Piranhas, em Alagoas.

Navegação no rio São Francisco, em Canindé do São Francisco (foto: Eduardo Vessoni)
Navegação no rio São Francisco, em Canindé do São Francisco (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Principal destino do turismo sergipano, Velho Chico tem experiências únicas”

Por ali, o cangaço também é motivo para fazer turismo.

A região do Velho Chico abriga trilhas, como a do Cangaço Eco Parque que segue até a Grota do Angico, onde Lampião e seu bando foram mortos pela polícia alagoana, em 1938.

A 30 km do centro de Canindé de São Francisco, a Fazenda Mundo Novo é endereço de outra trilha relacionada com a história do Rei do Cangaço. A ‘Trilha do Cangaço’ é uma caminhada de 557 metros de extensão que passa por locais que serviram de refúgio para Lampião.

VEJA VÍDEO

LEIA TAMBÉM: “Conheça Laranjeiras e São Cristóvão, cidades históricas de Sergipe”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*