Terra de vulcões, ilha de Lanzarote é a versão surreal da Espanha

No dia 1º de setembro de 1730, entre 9 e 10 da noite, a terra sob os pés de Lanzarote se entreabriu de repente, dando origem a uma montanha que emergiu do chão, cujo topo cuspia chamas ardentes.

Nos seis anos seguintes, entre 1730 e 1736, uma área de 200 km² foi atingida, ininterruptamente, por erupções que deram origem a mais de 30 cones vulcânicos, destruindo 26 povoados e arrasando terras de cultivos de 600 famílias.

Lanzarote nunca mais seria a mesma. E quem visita esse destino espanhol, quase três séculos depois, também não.

Localizada a mil quilômetros da Espanha, nas Ilhas Canárias, Lanzarote é um dos destinos mais surreais em território espanhol e, atualmente, abriga 200 vulcões.

Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)
Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)

Com origem, há 180 milhões de anos, essa ilha é a mais oriental das Canárias, considerada também a mais antiga de todas as porções de terra desse arquipélago formado por 7 ilhas, entre elas Tenerife e Gran Canaria.

Aonde quer que se vá, nessa Reserva da Biosfera da Unesco, vulcões de diferentes formatos e um mar de lavas sobre extensas áreas abertas são o cenário mais provável. Só para se ter uma ideia, das duas centenas de cones vulcânicos de toda a ilha, apenas duas não são vulcões: o Lomo Camacho e o Lomo S. Andrés.

O resto parece pura inspiração saída de capítulos de livros de ficção científica.

Tem bar que funciona dentro de lavas vulcânicas, parque nacional que abriga montanhas de fogo, vulcões com praias que são cenário de cinema (literalmente) e até um impressionante labirinto subterrâneo de cavernas, formado por bocas naturais que dão acesso a diferentes salões.

Confira as atrações e descubra por que esse pedaço de terra, a 140 km da costa da África, é conhecida também como a ‘Ilha Diferente’:

Bar dentro de um corredor de lava vulcânica
Jameos del Agua

Interior do restaurante do Jameos del Agua, em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, Espanha (foto: Eduardo Vessoni)
Interior do restaurante do Jameos del Agua, em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, Espanha (foto: Eduardo Vessoni)

Jameos del Agua são túneis naturais produzidos pela erupção do vulcão Corona, um imenso corredor rochoso com 6 km de extensão que corre em direção ao mar.

Mas em Lanzarote isso não é tudo. Entre escadarias naturais de pedras vulcânicas e jogo de luzes artificiais que revelam e ocultam detalhes da atração, o local abriga um bar e um restaurante.

Às terças, o local conta com jantares (39,90 euros, por pessoa), acompanhados de apresentações de timple canario,  instrumento de 5 cordas, típico das Ilhas Canárias.

SAIBA MAIS: “Espanha tem bar e restaurante dentro de corrredor de lava vulcânica”

Corredor vulcânico
Cueva de los Verdes

Interior da Cueva de los Verdes (foto: Eduardo Vessoni)
Interior da Cueva de los Verdes (foto: Eduardo Vessoni)

Considerada uma das mais extensas do mundo e também formada a partir dos trabalhos do La Corona, essa impressionante sequência de labirintos vulcânicos permite ao visitante caminhar por galerias com até 50 metros de altura, entre lagos interiores.

O ‘Túnel de la Atlántida’, como também é conhecido, tem mais de 6 km até o mar e abriga por dezesseis entradas diferentes a grutas que dão acesso a salões vulcânicos.

Montanhas de Fogo
Parque Nacional de Timanfaya

Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)
Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)

O Parque Nacional de Timanfaya, no sudoeste da ilha, abriga a sugestiva Rota dos Vulcões, um caminho de 14 km com 25 crateras vulcânicas, em que os visitantes fazem um tour, a bordo de um ônibus.

Considerado um dos processos eruptivos mais significativos do planeta, o parque impressiona pela concentração de vulcões, em diferentes tons – do avermelhado ao negro -, e pelo cenário que remete às erupções do século 18.

LEIA TAMBÉM: “Casa de José Saramago é atração emocionante da Espanha”

Praia no pé do vulcão
Playa de la Cocina

Playa de la Cocina, praia aos pés do vulcão Montaña Amarilla (foto: Eduardo Vessoni)
Playa de la Cocina, praia aos pés do vulcão Montaña Amarilla (foto: Eduardo Vessoni)

A Isla Graciosa é a atração natural mais popular de Lanzarote.

Mas a experiência mais impressionante (e inusitada) por ali é a parada que os barcos fazem, a partir do povoado de Órzola, até a Playa de la Cocina, uma enseada minúscula de apenas 50 metros que fica aos pés do vulcão Montaña Amarilla, cujo nome é uma referência ao calcário de tons amarelos.

VEJA TAMBÉM: “[vídeo] Confira como se faz um museu submarino, a 12 metros de profundidade”

Mirante
Mirador del Río

La Graciosa, vista do Mirador del Río (foto: Eduardo Vessoni)
La Graciosa, vista do Mirador del Río (foto: Eduardo Vessoni)

Outra atração próxima à ilha Graciosa é esse mirante que funciona dentro de uma construção que se debruça sobre um penhasco, a mais de 400 metros de altitude.

Com vistas exclusivas da Graciosa e do Parque Natural del Archipiélago Chinijo, a construção é considerada uma das criações arquitetônicas mais importantes de César Manrique, artista que fez dos vulcões de Lanzarote a sua maior inspiração.

Vulcão a la Almodóvar
Volcán El Golfo

Lagoa no interior do vulcão El Golfo (foto: Eduardo Vessoni)
Lagoa no interior do vulcão El Golfo (foto: Eduardo Vessoni)

Localizado no município de Yaiza, no sul de Lanzarote, o local é uma cratera com abertura para o mar que forma um anfiteatro que abriga um lagoa de águas esverdeadas, devido à presença de organismos vegetais.

Foi ali que o cineasta espanhol, Pedro Almodóvar, gravou uma das cenas de ‘Abraços Partidos’, em que Penélope Cruz (Lena) abraça o ator Luís Homar (Mateo), enquanto observam a praia no interior do vulcão, do alto do mirante.

LEIA TAMBÉM: “Fazendo a executiva: como é viajar na nova Business Plus da Iberia”


SAIBA MAIS
Turismo oficial de Lanzarote
www.turismolanzarote.com

Centros Turísticos de Lanzarote
www.centrosturisticos.com

Site do turismo da Espanha
www.spain.info

(*O Viagem em Pauta visitou Lanzarote com os apoios do Escritório de Turismo da Espanha e da Iberia)

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*