10 cachoeiras imperdíveis para visitar em Guapimirim, na Serra Verde Imperial (RJ)

O cenário brasileiro mais famoso ao redor do mundo fica logo ali. Mas a 70 km do Rio de Janeiro existe um cenário que pouca gente conhece.

“Guapi” para os iniciados, Guapimirim tem pouco mais de 50 mil habitantes e fica entre o ponto mais alto da Serra dos Órgãos e a Baía de Guanabara – o que a torna única tanto por sua geografia quanto pelos atrativos naturais.

Poço do Escorrega, uma das atrações naturais de Guapimirim (foto: Visite Guapimirim/Divulgação)

LEIA TAMBÉM: “Conheça as cachoeiras da Chapada dos Veadeiros, em Goiás”

Localizada na Serra Verde Imperial, região que abriga também Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu, a cidade é destino de turistas que buscam natureza e esportes de aventura.

Endereço de manguezais e áreas protegidas, daí seu título de Pantanal Fluminense, Guapimirim é conhecido por suas cachoeiras.

O site Visite Guapimirim fez uma seleção de dez fotos das melhores cachoeiras da cidade que podem ser conhececidas ainda neste verão, todas postadas no Instagram por moradores e visitantes da região.

Poço Verde

Essa piscina natural do Rio Soberbo, localizada na Sede Guapimirim do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, é considerada uma das mais bonitas da cidade pelo tom esverdeado de suas águas e pelo visual ao redor.

Acesso fácil por uma trilha de 30 minutos,aproximadamente, a partir do Museu Von Martius, centro de visitantes instalado em casarão histórico do século 19.

Poço da Concórdia

Uma foto publicada por Terra (@liviacouto) em

Até pouco tempo, nem os moradores de Guapi conheciam essa maravilha, recém descoberta.

O trajeto até o final do bairro Limoeiro, pela Estrada da Concórdia, é mais recomendado para veículos off road.

Curte elevar o nível da adrenalina? Aproveite a profundidade dessa parte do Rio Iconha para pular de uma grande pedra, símbolo local por abrigar uma árvore em seu topo.

LEIA TAMBÉM: “Cachoeiras e mistérios da Serra do Roncador, no Mato Grosso”

Poço do Escorrega

Um dos cartões-postais mais famosos da cidade foi também cenário para produções da TV, como ‘Uga-Uga’ e ‘Presença de Anita’.

Seu nome verdadeiro é Poço do Padre, mas a pedra inclinada e escorregadia tornou seu apelido mais famoso por ser a diversão dos banhistas.

LEIA TAMBÉM: “Presidente Figueiredo: “Terra das Cachoeiras”, em plena Floresta Amazônica”

Cascata do Canivete


Localizada na comunidade do Socavão, esse belo e estreito véu da noiva tem cerca de 50 metros de altura e está localizado nos limites do Parque Estadual dos Três Picos, no bairro Caneca Fina.

Produtores orgânicos da região que atuam também como guias comunitários fazem um percurso chamado Trilha das Cascatas, com direito até a um café da manhã. SAIBA MAIS

Poço da Capela

Uma foto publicada por Roberta 🐾 (@betajs) em


Cravado ao lado da Capela de Nossa Senhora da Conceição, erguida em 1713, este pedacinho do Rio Soberbo fica nos fundos da Sede Guapimirim do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

A histórica construção construída em estilo barroco fica situada em uma pequena ilha fluvial e ajuda a remontar a ocupação colonial ocorrida no recôncavo da Baía de Guanabara.

LEIA MAIS: “Rapel, trilhas e cavernas são destaques de cachoeiras de Goiás”

Véu da Noiva do Garrafão

Uma foto publicada por @jota_frazao em


Localizada no último bairro habitável da Serra de Guapimirim, aos pés do famoso Dedo de Deus, essa linda queda d’água de 20 metros de altura, aproximadamente, fica ao longo do Rio Iconha, que nasce nos pés do principal cartão-postal da cidade e também símbolo do montanhismo brasileiro.

É possível praticar rapel numa cascata mais acima.

Poço do Sossego


Esse recanto quase todo coberto por árvores é só calmaria.

Também localizado na Sede Guapimirim do Parnaso, fica próximo ao Poço da Capela.

Mas, atenção: o Rio Soberbo é o único da cidade onde ocorre o fenômeno natural chamado cabeça d’água. Por isso, fique atento às nuvens carregadas no alto da serra, à sirene de alerta e ao chamado dos guardas ambientais.

Poço Maria da Paz

Além de ajudar a contar um pouco da história sobre o antigo trem que subia a serra, a Associação Cultural Estação Maria da Paz ainda ajuda a preservar um trecho do Rio Soberbo, no popular trecho conhecido como Estrada da Barreira.

Daí o nome do poço, onde a instituição espalhou placas coloridas com frases sobre conscientização ambiental.

Poço da Hidromassagem


Localizado no bairro Garrafão, em plena Serra de Guapimirim (na BR-116 ou Rodovia Santos Dumont), este poço acaba passando despercebido pela maioria dos banhistas que visitam o local, atraídos pelas cascatas do Iconha ou pelo Poço Sem Fundo.

Cachoeira do Monte Olivete


Também localizado na Serra de Guapimirim, o bairro resguarda inúmeros poços relativamente desconhecidos.

A dica é pedir aos moradores para entrar pelas casas e sítios que ficam às margens da cachoeira ou então acessar uma pequena trilha na rodovia, ao lado da ponte onde fica a placa de sinalização referente ao Rio Bananal – o que demanda mais cuidado e atenção.

SAIBA MAIS
Visite Guapimirim
www.visiteguapimirim.com.br
* Este conteúdo, bem como as imagens, foram fornecidos pelo site Visite Guapimirim.

6 Comentário

  1. Tem muito mais essas cachoeiras estão localizadas apenas em um trecho, uma vertente das montanhas !a serra verde imperial tem mais! Mas essas realmente estão entre as melhores! Atenção visitantes está eh uma área meuito sagrada que continua bem preservada,cuide desse paraíso! Leve o q levou e deixe o que encontrou! Aprecie e sinta a magia deste lugar ~ ~ ~

    • &#20I8;2’ll get back to you.” One practice that has helped me is adding the date when I will follow up with them in the text of my “waiting for” task, in case they forget to get back. Then I’ll catch this in my weekly review (assuming I’m not slacking on that. ^_^)

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*