Descoberta das Cataratas do Iguaçu completa 475 anos. Veja atrações

(foto: Rodrigo Soldon/Flickr-Creative Commons)

A primeira vez que um europeu deu de cara com uma das mais fascinantes quedas d’água do planeta foi em 1542. E desde então as cataratas mais famosas do continente nunca mais deixaram de ser visitadas.

Descobertas por Álvar Nuñez Cabeza de Vaca, explorador espanhol que seguia da costa leste do continente em direção a Assunção, no Paraguai, as Cataratas do Iguaçu são uma das atrações turísticas mais procuradas e com melhor infraestrutura do Brasil.

A região, que abriga 275 quedas d’água, é parque nacional desde 1939, criado para preservar a maior área de floresta Atlântica do sul do Brasil.

Nem todo mundo sabe, mas Santos Dumont não só é o Pai da Aviação como também ajudou na criação desse parque.

(foto: Yojan Agui/Flickr-Creative Commons)

Essa atração no extremo oeste do Paraná foi visitada pelo aviador, em 1916, quando o local era propriedade do urguaio Jesús Val. Indignado com tanta beleza escondida em terras particulares, Dumont teria pedido ao governo do Paraná a desapropriação da área das cataratas do Iguaçu.

O local possui, ao lado do Espaço Porto Canoas, uma estátua de Dumont colocada por Elfrida Engel Rios, filha do hoteleiro que mantinha o Hotel Brasil que hospedou o aviador, durante sua visita à cidade (que na época se chamava Vila Iguassú).

SAIBA MAIS: “Nos 110 anos do 14-bis, confira atrações turísticas relacionadas a Santos Dumont”

Em 2011, as cataratas foram declaradas uma das ‘7 Maravilhas Naturais do Mundo’, ao lado de atrativos naturais como a Floresta Amazônica, Baía de Ha Long (Vietnã), Parque Nacional de Komodo (Indonésia) e a Montanha da Mesa, na sul-africana Cidade do Cabo.

CONHEÇA ATRAÇÕES DO PARQUE

Macuco Safári
Esta é uma das atividades mais radicais do Parque Nacional do Iguaçu.

Após um percurso de 3 km a bordo de um carro elétrico e uma trilha curta pelo interior do parque, o visitante embarca em barcos infláveis, em direção às quedas d’água próximas à Garganta do Diabo.

Foz de Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)

O ponto alto do passeio é a parada nas cachoeiras “Três Mosqueteiros”, cujo batismo dos aventureiros é feito sob aquelas quedas de até 80 metros de altura. A experiência é uma mistura entre medo e fascínio de ficar, literalmente, debaixo de uma das quedas d’água mais impressionantes do planeta.

O passeio completo (R$ 215, por pessoa) dura, em média, duas horas e acontece, diariamente, das 9h às 17h30, com saídas a cada 15 minutos sem a necessidade de fazer reservas. SAIBA MAIS

Trilha das Bananeiras
Essa atividade pode ser realizada a pé ou em veículo elétrico.

Neste percurso de 1,5 km, aproximadamente, é possível ver pequenas lagoas e fazer navegação em barcos no alto do Rio Iguaçu, chegando ao cais do Poço Preto.

O passeio, que tem 2h30 de duração, pode ser combinado com remadas em caiaques infláveis.

LEIA TAMBÉM: “Conheça a versão espiritualizada de Foz de Iguaçu”

Trilha do Poço Preto

Declarada como um espécie de safári ecológico, essa trilha tem nove km de extensão e pode ser explorada a pé, de bicicleta ou em carro elétrico.

A atividade, acompanhada por um guia, passa pelo interior da floresta do Iguaçu, por uma ponte pênsil que leva a uma trilha rústica de 500 metros, por uma casamata de 10 metros de altura com vista panorâmica da floresta e pela Lagoa do Jacaré.

O passeio, que dura em média quatro horas, inclui também navegação em barco a motor pelo alto do rio Iguaçu,, passando pelo Arquipélago das Taquaras.

As saídas são diárias, às 9h30, 12h e 14h.

Sobrevoo de helicóptero

Sobrevoo em Foz do Iguaçu (foto: Helisul/Divulgação)

Para ver as cataratas do alto, a alternativa é o voo panorâmico de helicóptero com duração de 10 minutos.

O passeio inclui sobrevoo nas Cataratas e no Parque Nacional do Iguaçu. Já o sobrevoo de 35 minutos passa pelos rios Paraná e Iguaçu, Marco das Três Fronteiras, Usina de Itaipu, Parque Nacional e Cataratas do Iguaçu. SAIBA MAIS

As cataratas em números

⇒ O Parque Nacional do Iguaçu é Patrimônio Natural da Humanidade desde 1986. No último dia 10 de janeiro, o parque completou 78 anos.

⇒ A Garganta do Diabo é a queda mais alta, com impressionantes 85 metros de altura, em alguns pontos. A variação das quedas vai de 40 a 80 metros.

⇒ Em alguns trechos,  as quedas chegam a alcançar 2.780 metros de largura (800 metros, em território brasileiro; e 1.900, na Argentina).

Consideradas uma das Sete Maravilhas da Natureza, as cataratas se formaram há 200 mil anos devido a uma falha geológica no leito do Rio Paraná que faz com que a desembocadura do Rio Iguaçu se convertesse em impressionantes quedas de até 80 metros de altura (foto: Eduardo Vessoni)

⇒ Sua formação começou há 200 mil anos, aproximadamente.

⇒ Sobre as cataratas, o rio Iguaçu tem 1.200 metros de largura e, abaixo, se estreita em um canal de 65 metros.

⇒ Em 2015, o parque teve recorde de visitação e chegou a receber 1.642.093 pessoas de mais de 170 nacionalidades diferentes.

⇒ A vazão média do rio que alimenta as quedas varia de 500 m³ por segundo, na temporada seca, a 8.500 m³/s, na cheia. A maior quantidade de água é de outubro a março.

(fonte: Cataratas do Iguaçu S.A.)

VEJA IMAGENS

  • foto: Caio Coronel/Divulgação

  • Cataratas do Iguaçu, entre o Brasil e a Argentina (foto: AirPano/Divulgação)

  • Vista aérea da Garganta do Diabo, a maior das quedas d’água da região de Iguaçu, entre o Brasil e a Argentina (foto: Parque Nacional Iguazú/Divulgação)

  • (foto: Deni Williams/Flickr-Creative Commons)

  • (foto: Deni Williams/Flickr-Creative Commons)

  • Vista aérea das Cataratas de Iguaçu (foto: Parque Nacional do Iguaçu/Divulgação)

  • A região das cataratas abriga até 275 quedas d’água, de acordo com o nível de água na região, que podem ser vistas a partir de diversos mirantes espalhados ao longo da trilha leve que margeia o rio Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)

  • Foz do Iguaçu (foto: Eduardo Vessoni)

  • Cataratas vista durante Macuco Safári (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS
Parque Nacional do Iguaçu
Aberto, diariamente, das 9h às 17h
Ingresso: R$ 36
www.cataratasdoiguacu.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*