Subida ao vulcão Lonquimay é destaque do sul do Chile

Vulcão Lonquimay, no sul do Chile foto: Corralco Resort de Montaña/Divulgação

Por onde se olhe, o Lonquimay se exibe do alto de seus 2.865 metros de altitude.

Localizado na Reserva Nacional Malalcahuello, no sul do Chile, esse vulcão não é só endereço de casais e famílias que esquiam em suas ladeiras íngremes, na temporada de neve.

É ali que acontecem as exclusivas subidas até a sua cratera, uma atividade com mais de cinco horas de duração.

VEJA VÍDEO

LEIA TAMBÉM: “Corralco Resort de Montaña é o Chile em versão para o verão”

Esse vulcão está em uma área mais baixa do cordão montanhoso dos Andes,  o que facilita a alta visibilidade e garante imagens panorâmicas da região.

No topo, uma cratera de mais de 800 metros de extensão recebe os poucos visitantes que conseguem chegar ali, considerada uma das maiores sobre vulcões austrais do Chile. Do alto, outras formações vulcânicas se exibem ao longe, como o Llaima, Villarrica, Lanín, Quetrupillán e Sierra Nevada.

São os Andes a seus pés, literalmente.

Vulcão Lonquimay, visto da área externa do Corralco Resort de Montaña, no sul do Chile (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “Chile no verão: Reserva Nacional Malalcahuello”

* O Viagem em Pauta viajou ao Chile a convite do Corralco Resort de Montaña e com o apoio da GoPro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*