Autorização eletrônica de R$16 substituirá visto para brasileiros que viajam ao Canadá

Eis a notícia que muito brasileiro sonhou em ler, em todos esses anos.

A partir do próximo dia 1º de maio, o governo do Canadá passará a substituir a emissão de visto canadense para brasileiros. A eTA (Autorização Eletrônica de Viagem) custará CAD$ 7 (R$16, aproximadamente) e, segundo informou o consulado do país, será um processo concluído em poucos minutos.

A autorização será válida por até cinco anos e permitirá entradas múltiplas, em curtos períodos (em média, seis meses por viagem).

No entanto, ainda de acordo com nota enviada pela assessoria do país, só poderão ser contemplados com a nova regra os brasileiros que tiveram um visto canadense emitido nos últimos 10 anos ou que já tenham um visto americano de não imigrante válido.

VEJA TAMBÉM: “Canadá debaixo da terra: conheça o bunker de Ottawa que virou museu”

Saiba como fica sua viagem para o Canadá

SUA VIAGEM

DOCUMENTAÇÃO
EXIGIDA
Voando para ou transitando por um aeroporto canadense e é elegível a solicitar um eTA eTA ou um visto
Voando para ou transitando por um aeroporto canadense, mas você não é elegível a um eTA visto
Voando para o Canadá com sua família. Você é elegível para solicitar um eTA mas sua familia não é. Você pode solicitar um eTA. Os membros de sua familia deverão solicitar um visto
Dirigindo dos EUA para o Canadá, chegando por ônibus, trem ou barco, incluindo cruzeiros marítimos para o Alasca (mesmo se não planeja desembarcar em porto canadense) visto
Viajando entre o Canadá e os EUA em uma combinação de avião, trem, carro ou barco Um visto proporcionará mais flexibilidade
Voando para o Canadá e você tem um visto canadense válido Você pode viajar com esse visto até a data de sua expiração
Voado para o Canadá para estudar ou trabalhar por mais de seis meses

Você precisará solicitar uma permissão de estudos ou de trabalho

LEIA TAMBÉM: “Viagem inédita fará primeira volta ao mundo de trem”

VEJA FOTOS DO CANADÁ

  • Rocky Montaineer, o trem que abriga o clássico vagão panorâmico, ideal para observar as montanhas rochosas canadenses (foto: Divulgação)

  • Rocky Montaineer, o trem que abriga o clássico vagão panorâmico, ideal para observar as montanhas rochosas canadenses (foto: Divulgação)

  • Rocky Montaineer, o trem que abriga o clássico vagão panorâmico, ideal para observar as montanhas rochosas canadenses (foto: Divulgação)

  • Na ‘Volta ao mundo de trem’, os passageiros embarcam também no trem The Canadian e cruzam todo o país até a costa oeste, do outro lado do Canadá, em Toronto (foto: Divulgação)

  • Jardins de tulipas de Ottawa, no Canadá (foto: Eduardo Vessoni)

  • Distillery District, bairro de Toronto, no Canadá (foto: Eduardo Vessoni)

  • Distillery District, bairro de Toronto, no Canadá (foto: Eduardo Vessoni)

  • Vista das Cataratas de Niagara, uma das mais famosas atrações naturais do Canadá

  • Ottawa, a capital do Canadá, possui uma rede de ciclovias com mais de 300 km de extensão que cruzam atrações locais como museus e jardins de Ottawa e Gatineau, na região metropolitana da cidade

* fonte: assessoria de imprensa do Canadá e Governo do Canadá no Brasil

 

1 Comentário

  1. Que maravilha, esses Canadenses são muito honestos, olha a diferença de preço do visto Americano, vou pedir para conhecer o Canada que deve ser lindo.obrigada,Ivanilda

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*