Conheça atrações de aventura em Cunha, a 230 km de São Paulo

Nem só com cerâmica e comida da roça se faz turismo em Cunha.

Localizada a 230 km de São Paulo, no Alto Vale do Paraíba, essa cidade do interior paulista não só inspira com seus famosos trabalhos feitos em cerâmica e campos de lavandas como também faz a gente transpirar.

Um dos destaques da região é o Parque Estadual da Serra do Mar, uma área de Mata Atlântica com mais de 330 mil hectares, cujo Núcleo Cunha (13,3 mil hectares) oferece opções de caminhadas que vão de 1,7 km (Trilha do Rio Paraibuna) a 14,4 km (Trilha das Cachoeiras).

Autoguiada, a primeira trilha passa por pequenas quedas d’água e piscinas naturais para banho. Já a puxada Trilha das Cachoeiras, que pode ser combinada com trechos de carro ou bike, leva a seis cachoeiras e exige contratação de guia do próprio parque.

LEIA TAMBÉM: “Entre a serra e o mar, Cunha é destino de artes e aventura”

Para ver outras quedas d’água, tente a Cachoeira do Pimenta, com acesso pela Estrada do Monjolo, e a Cachoeira do Desterro, com acesso pelo km 11 daquela mesma estrada e por uma trilha a pé de 300 metros de extensão até a cachoeira.

Vista do alto da Pedra da Macela (foto: Eduardo Vessoni)

Outro destaque é a Pedra da Macela, no km 66 da SP-171, cujo acesso é por uma caminhada de dois km por terreno íngreme. A 1.840m de altitude, no Parque Nacional da Serra da Bocaina, esse pico tem vista panorâmica de Paraty, da baía de Ilha Grande e de Angra dos Reis.

O local não permite o acesso de carros particulares e a entrada também é gratuita.

Estrada Parque, entre Cunha e Paraty (foto: Eduardo Vessoni)

Fora do circuito aventureiro, mas tão cenográfico quanto os atrativos anteriores, a Estrada-Parque é uma via de 9,4 km sobre paralelepípedos, entre Cunha e Paraty, no litoral fluminense.

Sem nenhuma atração turística, a estrada passa pelo Velho Caminho do Ouro e pelo interior do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Ainda assim, prepare-se para cruzar uma das mais belas estradas brasileiras, uma continuação da SP-171, entre Guaratinguetá e Paraty.

VEJA TAMBÉM: “Conheça os lavandários de Cunha, a 230 km de São Paulo”

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*