Dia Mundial da Tapa é comemorado com feira gastronômica, em São Paulo

O dia oficial é 15 de junho, mas até o próximo domingo (18 de junho) acontece a 3ª edição do Dia Mundial da Tapa, no Unibes Cultural, em São Paulo.

O evento, organizado pelo Escritório de Turismo da Embaixada da Espanha, acontece em 31 países, simultaneamente, e conta com uma feira gastronômica com barracas de bebidas e de porções desses famosos aperitivos espanhóis, conhecidos como tapas.

‘Tapas’ servidas na 3ª edição do do Dia Mundial da Tapa, no Unibes Cultural, em São Paulo. Na foto, porção com cone de chouriço, lombo, fuet, secallona e sobrasada (foto: Eduardo Vessoni)

A programação da feira contará também com projeções de filmes espanhóis, oficinas de dança e palmas espanholas, contação de histórias e discotecagem de DJs.

A tapa faz parte da gastronomia e da forma de viver da Espanha. É uma forma de socializar.” - Juan Antonio Luiz Morales - diretor do escritório do turismo da Espanha no Brasil

Entre os destaque do evento, que o Viagem em Pauta acompanhou no dia da inauguração, estão os drinques feitos com o novo Freixenet Ice (uma combinação equilibrada das uvas Macabeo, Xarel-lo, Parellada e Chardonnay), lançado no Brasil no último mês de dezembro e servido com gelo e frutas.

Quindim com azeite de oliva e páprica, uma invenção da chef Kátia Baiana (foto: Eduardo Vessoni)

Outra curiosidade é a inusitada porção de quindim, servido com azeite de oliva e páprica, uma invenção da chef Kátia Baiana para esse evento espanhol.

Mas fica tranquilo que para os mais tradicionais também tem paella, embutidos espanhóis, sanduíche de tortilla ao alho e óleo, e, claro, tapas.

SAIBA MAIS: “Conheça a história por trás de pratos típicos ao redor do mundo”

Um prato, muitas versões
Sua origem ninguém sabe precisar, mas essas pequenas porções da ‘cozinha em miniatura’ é um dos pratos mais populares da Espanha.

Uma das versões é a de que o termo teria surgido na Idade Média, quando um pedaço de salame foi utilizado para tapar uma jarra de vinho rodeada por moscas em uma taberna onde se encontrava Fernando II de Aragão.

Alfonso 13 teria sido outro personagem da história que protagonizou o surgimento das tapas. Acredita-se que, a caminho de Cádiz, o rei teria parado em uma venda para tomar uma taça de vinho Jerez, cuja borda foi tapada com uma fatia de presunto para evitar a entrada de areia.

A ideia teria agradado não só Alfonso como toda a Corte.

A 3ª edição do Dia Mundial da Tapa acontece no Unibes Cultural, em São Paulo, até o próximo dia 18 de junho (foto: Eduardo Vessoni)

Outra versão se refere ao decreto dos Reis Católicos que obrigava servir bebidas alcoólicas acompanhadas de alimentos para evitar acidentes com carruagens, uma espécie de Lei Seca medieval. Valia de tudo: pedaços de presunto, linguiça, salame e até queijo.

E, atualmente, pouco importa qual é a explicação histórica. As tapas se tornaram uma espécie de símbolo gastronômico de toda a Espanha e podem ser encontradas receitas modernas nos diversos bares e gastrobares de grandes cidades espanholas, como a capital Madri e seus tradicionais bairros como Cavas Baja e Alta, Puerta de Sol e La Latina.

Clique no link para conhecer tapas famosas da Espanha. 

LEIA TAMBÉM: “Espanha tem bar e restaurante dentro de corrredor de lava vulcânica”

CONFIRA DICAS

Tapear é ir de um lugar ao outro e compartilhar a comida entre amigos. “É um hábito vivido nas ruas, em restaurantes ou em áreas ao ar livre, onde as pessoas saem para provar diferentes tipos de comidas que enriquecem a comida principal do dia”, resume Juan Antonio Luiz Morales.

⇒ As tapas podem ser degustadas com cerveja, vinho ou sidra, e podem ser frias ou quentes, servidas em torradas ou em pequenas porções no prato.

foto: www.spain.info/Reprodução

⇒ Em alguns estabelecimentos espanhóis as tapas podem ser servidas, gratuitamente, quando o cliente pede a bebida, algo como “la tapa del día”, o nosso famoso “por conta da casa”.

⇒ Os espanhóis não costumam ficar em um único estabelecimento e vão trocando de bar, provando um pouco de tudo pelas “zonas de tapas”, que normalmente se concentram nas ruas do centro histórico. Por ali, o hábito é conhecido como “ir de tapas”.

(*fonte: www.spain.info)
Día Mundial de la Tapa
QUANDO: 
De 15 a 18 de junho
HORÁRIOS: 15/6 (das 15h às 20h); 16/6 (das 17h às 21h); 17/6 (das 12h às 21h); 18/6 (das 12h às 18h)
ONDE: Unibes Cultural (rua Oscar Freire, 2500 – ao lado metrô Sumaré)
Entrada grátis
Confira programação

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*