Temporada de praias do Rio Araguaia tem início, no oeste de Goiás

Praia no Rio Araguaia, em Aruanã, Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

Tudo começa em Mineiros, no extremo sudoeste goiano, a 420 de Goiânia.

É ali que o rio Araguaia nasce em uma fazenda de 720 hectares que abriga a RPPN Nascentes do Rio Araguaia e o monumento que indica a tríplice fronteira de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O local não conta com muitos atrativos, além de pequenas trilhas no Cerrado e do córrego inocente que vira aquela imensidão que é o Araguaia, mas serve como porta de entrada para outra atração da região.

A 12 km de distância fica o Parque Nacional das Emas, um setor preservado de 132 mil hectares, declarado Patrimônio Mundial da UNESCO.

O parque pode ser visitado com o automóvel do próprio visitante, que conta com 150 km de vias de terra, exclusivas para carros.

A observação de animais é atração fácil e (quase) garantida. Durante a temporada seca, dá para ver animais típicos do Cerrado, como emas, veado-campeiro e lobo-guará.

Parque Nacional das Emas, em Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

VEJA TAMBÉM: “Parque Nacional das Emas reabre, em Goiás. Confira atrações”

Para aumentar o grau de adrenalina e dar uma baixada no calorão típico do Cerrado, o PN das Emas abriga também o rio Formoso, onde a brincadeira pode ser uma flutuação nesse rio de águas geladas, ao longo de 1.200 metros de extensão; ou um boia cross por um setor de corredeiras leves, recortado pela vegetação do Cerrado e araras-canindé que se agitam quando passam os (raros) visitantes.

Confira vídeo

Para ver animais aos montes – só para você ter uma ideia, são mais de 600 espécies de aves -, a melhor época é entre o final de maio e o início de setembro.

Segundo o ICMBIO, esse parque nacional de 1961, localizado na Serra dos Caiapós, é “uma das poucas Unidades de Conservação que apresentam as diversas formas de cerrado dentro do Estado de Goiás”.

PRAIAS DO ARAGUAIA

Divisor natural entre o Cerrado, o Pantanal e a vegetação amazônica, o Araguaia tem mais de dois mil quilômetros de extensão.

De julho a outubro, na temporada de vazão, esse rio é responsável pela formação de praias de águas doce, no oeste de Goiás.

Baliza
410 km de Goiânia

Expedição em botes pelo Rio Araguaia, em Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

Em Baliza, próximo a Ribeirãozinho, no Mato Grosso, o Araguaia não tem pressa e se estreita em um cânion de 50 km de extensão com paredes rochosas que protegem praias de água doce.

De julho a outubro, expedições descem 70 quilômetros desse rio, durante quatro dias. O Jangadão Ecológico acompanha até 30 pessoas que viajam a bordo de botes infláveis e pernoitam em áreas isoladas das margens do rio.

Diariamente, são percorridos em média 17 km, em deslocamentos de até seis horas de remada. SAIBA MAIS

SAIBA MAIS: “Cânions do Rio Araguaia” 

Aragarças
380 km de Goiânia, aproximadamente

Praia na Pousada Água Santa, em Aragarças (foto: Eduardo Vessoni)

No limite com o Mato Grosso, esse antigo povoado de garimpeiros de diamantes abriga as únicas praias urbanas do Araguaia. Possui a melhor infraestrutura de todo o Vale do Araguaia, com avenida beira-rio com bares e restaurantes, na praia Quarto Crescente.

ONDE FICAR
Pousada Água Santa
www.complexothermalaguasanta.com.br


Aruanã
314 km de Goiânia, aproximadamente

Final de tarde em Aruanã, em Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

Só na alta temporada do Araguaia, em julho, essa cidade recebe cerca de 300 mil visitantes.

Principal porta de entrada para o Araguaia, o destino é famoso pelos acampamentos em bancos de areia na beira do rio. Os ranchinhos, como são conhecidos, contam com quartos sob estrutura de palha, equipados com banheiro e até ar-condicionado.

ONDE FICAR
Acampamento Lua Cheia
Tel.: (62) 9 8422-0297 / Facebook do local

Luiz Alves
530 km de Goiânia

Esse distrito de São Miguel do Araguaia faz turismo com varas, linhas e molinetes.

Considerado um dos mais piscosos do mundo, o rio Araguaia abriga alguns dos melhores pontos de pesca do Brasil, cuja temporada vai de março a outubro.

A estrutura local conta com hospedagem voltada para pescadores e barcos-hotéis que fazem roteiros mais longos até o vizinho Tocantins.

Vista da RPPN Portal do Jaburu, nos limites da APA Meandros do Araguaia, em Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

Para quem não vai para pescar, a região conta com a impactante Área de Proteção Ambiental Meandros do Araguaia, onde é possível fazer passeios de barcos para observação de animais como botos, cervos-do-pantanal, iguanas, jacarés e, com sorte, felinos como jaguatirica e  onça-preta.

ONDE FICAR
Pousada Rei das Piraíbas
www.pousadareidaspiraibas.com.br

Barco-hotel Arara Azul
www.barcohotelararaazul.com.br

VEJA TAMBÉM: “5 cenários surreais de Goiás que você não pode deixar de visitar”

SAIBA MAIS
Site oficial do turismo de Goiás
www.goiasturismo.go.gov.br

Nascentes do Araguaia
www.nascentesdoaraguaia.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*