Melhor época para ir à Patagônia chilena

O Chile abriga a menor parcela patagônica do continente, uma região com 240 mil km² de superfície, entre o golfo do Reloncaví, ao norte, e o Estreito de Magalhães, ao sul; e uma densidade demográfica que não passa de um habitante por km².

A geografia local é conhecida pela abundância de áreas verdes e mais arborizadas, marcada também pela estepe (exceto na região de pampa de Punta Arenas).

O Chile abriga a geografia mais isolada e inóspita de toda a Patagônia, onde é possível navegar pela 3ª maior extensão de gelos continentais do mundo, uma área de 21 mil km² que inclui atrativos como o Parque Nacional Laguna San Rafael e o glaciar Exploradores, nos Campos de Gelo Norte.

LEIA TAMBÉM: “Travessia dos Lagos Andinos é viagem em território selvagem do Chile e Argentina”

Torres del Paine (foto: Douglas Scortegagna/Flickr-Creative Commons)

QUANDO IR
Durante os meses de outono, as temperaturas na região variam entre -2° a 4°, de acordo com a região visitada.

Porém, o clima instável, nevascas, chuvas torrenciais e o humor imprevisível de atrações naturais como montanhas de picos nevados podem isolar viajantes e a população local, durante dias. Por isso, evite roteiros engessados e vá preparado para imprevistos ou alterações de rotas.

Embora seja possível viajar pela região, durante todo o ano, a melhor época é a primavera, de outubro a abril, quando há probabilidade de dias com sol e sem chuva.

SAIBA MAIS: “Patagônia argentina ou chilena? Saiba quais são as diferenças e programe-se”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*