Confira roteiros para conhecer Sergipe, o menor estado brasileiro

foto: Turismo Sergipe/Divulgação

Por conta da influência de rios, o mar sergipano não tem os mesmos tons de águas como o dos destinos vizinhos, mas fazer turismo no menor estado brasileiro pode ser uma boa surpresa para quem já conhece outras paragens nordestinas.

Navegação e esportes de aventura no Velho Chico, cidades históricas e cenográficas praias de água doce são algumas das opções de roteiros no Sergipe.

Confira atrações:

ARACAJU

Orla Pôr do Sol, em Aracaju (foto: Eduardo Vessoni)

Seja qual for a sua pegada, a capital sergipana é a sua primeira parada.

Aracaju tem bancos de areia que viram praias, em dias de maré baixa; tem pôr do sol no mangue; e até um museu com salas multimídia que fazem o visitante viajar o estado sem sair da capital.

Conhecida como a pequena notável do Nordeste, a cidade tem uma das orlas mais bonitas do Brasil, conhecida como Orla de Atalaia.

Embora tenha apenas 35 km de extensão, o litoral de Aracaju guarda endereços surpreendentes, como a Ilha dos Namorados e a Croa do Goré. Esses bancos de areia surgem e desaparecem, de acordo com o nível do rio Vaza Barris.

Aracaju, capital do Sergipe, é a pequena notável do litoral do Nordeste

CIDADES HISTÓRICAS

Distantes do mar e do rio São Francisco, mas próximos da capital Aracaju, os municípios de Laranjeiras e São Cristóvão são as versões históricas do turismo sergipano.

Essas duas cidades souberam preservar seu passado histórico em forma de praças, igrejas e museus.

A apenas 20 km de Aracaju, Laranjeiras é tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e costuma ser destino de tours de um dia que fazem bate e volta, a partir da capital.

Praça São Francisco, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em São Cristóvao, Sergipe (foto: Eduardo Vessoni)

Já São Cristóvão, na Região Metropolitana de Aracaju, esconde um dos mais belos cenários arquitetônicos do estado: a Praça São Francisco, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Conheça Laranjeiras e São Cristóvão, cidades históricas do Sergipe

PRAIA DO SACO

A 74 km da capital Aracaju, no município de Estância, essa praia é considerada uma das mais belas de Sergipe.

O turismo por ali segue no mesmo ritmo da vizinha Mangue Seco, na Bahia.

A Praia do Saco é conhecida pela cenográfica Ilha da Sogra, um banco de areia temporário com um km de extensão, entre o rio e o mar; e pelos passeios de bugue, entre praias e dunas.

Mangue Seco e Praia do Saco são destinos paradisíacos, entre Bahia e Sergipe

RIO SÃO FRANCISCO

Desde que viu surgir cânions navegáveis, após a construção da Hidrelétrica de Xingó, no extremo noroeste de Sergipe e em pleno rio São Francisco, o município de Canindé de São Francisco virou uma espécie de meca do turismo sergipano.

Rapel no Cânion do Xingó, em Sergipe (foto: Eduardo Vessoni)

A 200 km da capital sergipana, a região conta com atrações como a navegação até o Paraíso do Talhado, um cenográfico trecho de rio onde o visitante também pode se banhar e fazer esportes de aventura; e até realizar sobrevoos de helicóptero sobre a Hidrelétrica de Xingó, Cânion do São Francisco e centro histórico de Piranhas, em Alagoas.

Confira atrações turísticas do Velho Chico, em Sergipe

SAIBA MAIS
Turismo oficial de Sergipe
www.turismosergipe.net

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*