Nordeste é preferência dos brasileiros, nos próximos meses. Veja destinos

A notícia nem parece novidade (afinal de contas, que brasileiro não pensou em desembarcar em uma prainha de águas claras do Nordeste brasileiro, nas próximas férias?).

Segundo pesquisa do Ministério do Turismo (Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem), realizada em setembro, o Nordeste brasileiro deve ser o destino de 50,7% dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses.

O Sul é outra região que figura entre as preferências dos brasileiros, que deve receber 18,5% dos potenciais viajantes, ainda de acordo com a pesquisa. Pela primeira vez, nos últimos meses, o Sul supera o Sudeste como destino de preferência dos entrevistados nas sete maiores capitais do país.

LEIA TAMBÉM: “Países da América do Sul, Centro-Oeste e Norte do Brasil são destinos mais procurados, em 2017”

CONHEÇA DESTINOS

BAHIA

Eterna terra de Tieta e última faixa de areia do litoral norte da Bahia, Mangue Seco fica a 74 km de Sergipe e abriga 30 km de praias.

Localizado em uma península, a 220 km de Salvador (BA), Mangue Seco é o destino pé na areia com melhor infraestrutura e que vive sob as sombras de coqueiros e de Tieta, a personagem de Jorge Amado que deu fama à região.

No entanto, é no sul da Bahia que ficam as faixas de areia mais exclusivas do estado.  Piscinas naturais que emergem bem na beira da praia, falésias imponentes que se erguem sobre nossas cabeças e uma sequência de outros cenários que só podem ser vistos por quem chega a pé ou de bicicleta.

De julho a novembro, o extremo sul da Bahia é destino de milhares de baleias jubarte que deixam as águas frias da Antártica para amamentar filhotes e se reproduzir. A 250 km de Porto Seguro, Caravelas serve como base para quem embarca nos passeios de observação de baleias, em direção ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

SAIBA MAIS: “Praias isoladas do litoral sul da Bahia se exibem em viagem de bicicleta”

SERGIPE

Aracaju é, sim, daqueles lugares que surpreendem forasteiros com opções que a gente não esperava em terras nordestinas. Tem museu com salas multimídia que fazem o visitante viajar o estado sem sair da capital; banco de areia que vira praia, em dias de maré baixa; e até pôr do sol, diante do mangue.

Ilha dos Namorados, próximo a Aracaju (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Aracaju, capital do Sergipe, é a pequena notável do litoral do Nordeste”

Outro destino sergipano que vale  a visita (ainda que seja um bate e volta, a partir da capital), é  o município de Canindé de São Francisco, a quase 200 km da capital sergipana. A região é conhecida pela navegação até o Paraíso do Talhado, um cenográfico trecho de rio para banhos e esportes de aventura. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Confira roteiros para conhecer Sergipe, o menor estado brasileiro”

ALAGOAS

Ponta Verde é uma das praias urbanas de Maceió e abriga águas com tons azulados e piscinas naturais de fácil acesso (foto: Eduardo Vessoni)

Tudo começa em Maceió, onde não precisa ir muito longe para ter diante dos olhos um dos cenários urbanos mais belos do Nordeste. Está tudo ali mesmo, do outro lado da rua, em forma de mar de tons esverdeados com piscinas naturais de águas mornas protegidas por barreiras de corais e uma sequência de coqueiros que reforça todos os (bons) estereótipos que a gente espera de um destino nordestino.

SAIBA MAIS: “Aos 200 anos, capital de Alagoas tem uma das melhores orlas urbanas do Nordeste”

O litoral alagoano tem 230 km de extensão e opções que vão de praias urbanas a endereços de areias virgens, frequentadas apenas por moradores locais. A partir da capital, é possível seguir rumo aos litorais norte e sul de Alagoas, onde visitantes chegam a endereços como a pouco frequentada Praia do Marceneiro e a de Antunes, na Costa dos Corais.

VEJA ROTEIRO: “Cinco praias de Alagoas que você não pode deixar de visitar”

Maragogi, no litoral norte de Alagoas, em um ponto equidistante entre Recife e Maceió,  é dona das maiores barreiras de corais do Brasil, possui uma das melhores visibilidades marinhas do País e se orgulha de ser considerada o Caribe brasileiro.

Praia de Antunes, em Maragogi (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Passeio de bugue em Maragogi é experiência única do litoral de Alagoas”

PERNAMBUCO

Esse estado, espremido entre Alagoas e a Paraíba, guarda algumas das praias paradisíacas no Brasil, como Fernando de Noronha, um dos destinos mais isolados e exclusivos do litoral brasileiro.

Por ali, os custos são bem altos, diga-se de passagem, mas é possível, sim, visitar esse arquipélago, a mais de 540 km do Recife, sem estourar o orçamento.

SAIBA MAIS: “Fernando de Noronha para mãos de vaca: dicas para economizar”

PARAÍBA

Engenho Martiniano, no Brejo Paraibano (foto: Eduardo Vessoni)

Muito além dos roteiros de praias e outras velhas imagens litorâneas da Paraíba existe um caminho a ser trilhado pelos amantes da cachaça.

Conhecida como Caminho dos Engenhos, a rota cruza antigos casarões e engenhos de cana-de-açúcar dessa microrregião do agreste paraibano, formada por cidades minúsculas do interior como Areia, Bananeiras, Pilões, Serraria e Alagoa Grande.

SAIBA MAIS: “Caminho dos Engenhos é rota obrigatória para amantes de cachaça, na Paraíba”

Cabaceiras, no interior da Paraíba (foto: Antonio David/Divulgação)

A 166 km de João Pessoa, em pleno semiárido, Cabaceiras é outro destino inusitado da Paraíba. O destino ficou famoso em todo o Brasil como cenário de mais de 30 produções, entre documentários e longas nacionais, como ‘Cinemas, Aspirinas e Urubus’ e ‘O Auto da Compadecida’ e ‘Canta Maria’.

SAIBA MAIS: “Conheça Cabaceiras, a ‘Roliúde’ nordestina, na Paraíba”

RIO GRANDE DO NORTE

Baía Formosa, no Rio Grande do Norte (foto: Eduardo Vessoni)

Democrático e exibido, o litoral potiguar é para todos. Na costa norte do Brasil, esse estado ainda guarda vilarejos rústicos capazes de fazer qualquer visitante querer mudar de CEP; tem praias para os esportistas do vento, onde o país faz a curva; e destinos ainda pouco conhecidos do turista nacional.

SAIBA MAIS: “10 destinos imperdíveis do Rio Grande do Norte”

CEARÁ

A cearense Jericoacoara, local de preservação (foto: Ministério do Turismo)

Canoa Quebrada e Jericoacoara ainda são os destinos cearenses mais conhecidos dos turistas que desembarcam por ali.

Mas como a gente gosta mesmo é ir na direção contrária, nossa aposta é no Parque Nacional de Ubajara, a 348 km de Fortaleza, uma área de seis mil hectares com trilhas e cavernas para visitação.

LEIA TAMBÉM: “Parques Nacionais pouco conhecidos dos brasileiros”

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*