Onde ficar em Cambará do Sul (RS)

O brasileiro ainda não se deu conta, mas bem aqui no quintal de casa fica um dos cenários mais impressionantes do continente.

Dona do maior conjunto de cânions da América do Sul, a gaúcha Cambará do Sul vê crescer sob os pés uma cadeia de montanhas de 250 quilômetros de bordas de cânions, entre os Campos de Cima da Serra e o litoral, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

ONDE FICAR

⇒ no centro
A pousada Pôr do Sol tem quartos bem equipados, com calefação e ducha a gás. Diárias, a partir de R$ 180 (casal).

Já a Cabana Brisa dos Canyons conta com chalés simples com lareira e opções de hospedagem com cozinha. Diárias, a partir de R$ 210.

Outra opção é o Hostel Cape Town, com diárias a R$ 45 (R$ 50, nos finais de semana, em quarto compartilhado). O local possui também quarto privativo para casal (R$ 65, por pessoa).

Vista interna de uma das barracas de luxo do Parador Casa da Montanha, em Cambará do Sul (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “Como chegar em Cambará do Sul”

⇒ em área rural
Longe de tudo, mas perto dos cânions.

O setor rural é a melhor opção para quem quer ficar em hotéis de campo e com acesso mais rápido às entradas dos parques nacionais.

Em sua última visita à região, o Viagem em Pauta se hospedou no Parador Casa da Montanha, conhecido pelos chalés de alvenaria e pedras, e pelas barracas térmicas com jacuzzi na varanda, inspiradas nos lodges de luxo da África do Sul. Diárias, a partir de R$ 558 (casal).

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Cambará do Sul, a ‘Terra dos Cânions’

VEJA VÍDEO

Em plena Serra do Faxinal, no caminho para Praia Grande, em Santa Catarina, a Morada dos Canyons fica a 650 metros de altitude e tem vista parcial dos cânions e até do litoral. Diárias, a partir de R$ 755.

Já a Pousada do Engenho fica em São Francisco de Paula e tem hospedagem em cabanas, em uma área com floresta de araucárias e xaxins. As diárias por casal custam, a partir de R$ 830.

VEJA VÍDEO

SAIBA MAIS: “Guia de destinos: dicas e roteiros em Cambará do Sul, no Rio Grande do Sul”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*