7 motivos para ir a Chapada dos Veadeiros

Localizada em Goiás, no centro do Brasil, a Chapada dos Veadeiros tem um pouco de cada bioma brasileiro.

Buritis crescem às margens de canais de águas em campos úmidos como os da Amazônia; florestas de árvores imponentes parecem trazidas da Mata Atlântica; e uma inusitada vegetação arbustiva rasga rochas milenares típicas do cerrado rupestre.

E no meio dessa variedade de cenários, essa chapada tem trilhas alternativas, uma tirolesa a 100 metros de altura e até um hotel onde os quartos são… espaçonaves.

LEIA TAMBÉM: “Atrações escondidas da Chapada dos Veadeiros, em Goiás”

Confira 7 motivos para você incluir a Chapada dos Veadeiros na sua próxima viagem:

JARDIM DE MAITREYA

Localizada na estrada entre São Jorge e Alto Paraíso, essa vereda de buritis ficou conhecida como o local onde Cristo desembarcaria, na virada do milênio.

Jardim de Maitreya, entre São Jorge e Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros (foto: Os Rúpias/Flickr-Creative Commons)

O local, muito procurado por místicos que visitam o destino, é conhecido também por ser um importante campo de força magnética.

Foi ali que a artista sérvia Marina Abramović esteve em busca de lugares de poder, cuja experiência está retratada no filme ‘Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil’.

 

TIROLESA SOBRE A CHAPADA

Localizada na Pousada Fazenda São Bento, na área rural de Alto Paraíso, a atividade é uma das experiências inusitadas desse estado do centro-oeste brasileiro que ainda é lembrado apenas por suas piscinas de águas aquecidas e fontes termais.

Tirolesa sobre a Chapada dos Veadeiros, em Goiás (foto: Ion David/Divulgação)

O ‘Voo do Gavião’, como a experiência é chamada, tem uma extensão de 850 metros e acontece a uma altura de 100 metros, entre a Serra Almécegas e o morro do Mirante da Fazenda São Bento.

SAIBA MAIS: “Tirolesas sobre a Chapada dos Veadeiros e cânions são experiências impactantes de Goiás” 

TRILHAS ALTERNATIVAS

As trilhas ‘da Janela’ e ‘do Abismo’, na borda oeste do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, são daquelas caminhadas que fazem a gente pensar em desistir logo na primeira descida íngreme em mata fechada, recortada por rochas.

Vista da queda de 120 metros do Salto do Rio Preto I, na Chapada dos Veadeiros, em Goiás (foto: Eduardo Vessoni)

Mas para cada sequência de degraus feitos com pedras uniformes, uma chapada exibida se deixa ser vista nestas que são conhecidas como uma das trilhas mais alternativas do destino, cujo início é no vilarejo de São Jorge, a 38 km de Alto Paraíso.

SAIBA MAIS: “Chapada dos Veadeiros abriga trilhas alternativas por cachoeiras e piscinas naturais”

TRAVESSIA DAS SETE QUEDAS

É na temporada de seca que o parque nacional mais místico do Brasil mostra sua versão profunda e isolada. Essa caminhada tem 23 km de extensão e só acontece na temporada de seca, no interior do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no nordeste de Goiás.

Cachoeira das Sete Quedas, na Chapada dos Veadeiros (foto: Wikimedia Commons)

A trilha, que pode ser feita em até dois dias, só está aberta para visita quando baixa o nível do Rio Preto, permitindo assim a passagem dos visitantes.

SAIBA MAIS: “Chapada dos Veadeiros abre inscrições para Travessia das Sete Quedas, em Goiás”

TURISMO QUILOMBOLA

Voltado para casais e famílias, o turismo do município de Cavalcante, acontece em torno da comunidade quilombola Kalunga, no Engenho II.

(foto: Eduardo Vessoni)

Localizado a 90 km de Alto Paraíso, o destino é ponto de partida para as trilhas de acesso a cachoeiras como a Santa Bárbara, famosa pelos tons esverdeados de suas águas, a cinco km do quilombo.

Os serviços de guia e de alimentação são encabeçados por moradores dessa comunidade quilombola de negros provenientes do Benim, na África ocidental.

LEIA TAMBÉM: “Conheça as cachoeiras da Chapada dos Veadeiros, em Goiás”

RISOTERIA

Essa casa envidraçada com vista para a Chapada surpreende não só pela decoração feita com objetos de demolição, mas também pelo cardápio.

Detalhe da decoração da risoteria ‘Santo Cerrado’, em São Jorge, na Chapada dos Veadeiros (foto: Eduardo Vessoni)

A inspiração para os pratos e bebidas vem do lado do fora, com ingredientes do Cerrado, como pequi, castanha de baru, mangaba, cagaita e cajuzinho do cerrado. SAIBA MAIS 

HOTEL EM NAVES ESPACIAIS

Em terras goianas consideradas o chacra cardíaco do planeta e com energia suficiente para atrair alienígenas, nada mais normal que até quartos de hotel fiquem dentro de… espaçonaves.

Hotel Espaço Naves Lunazen, em Alto Paraíso (foto: Jamille Queiroz/Divulgação)

Localizado em Alto Paraíso, cidade da Chapada dos Veadeiros na mesma latitude de Machu Picchu, o hotel Espaço Naves LunaZen abriga construções arredondadas feitas com ferro e cimento que, segundo os próprios proprietários, são resistentes “a qualquer fenômeno da natureza como ventos, tornados e chuvas”. CONHEÇA O HOTEL

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*