10 roteiros e experiências imperdíveis da Espanha, de norte a sul

Pouco menor do que Minas Gerais, a Espanha é daqueles destinos que sempre cabem numa próxima viagem à Europa.

Neste post, reunimos algumas das experiências mais inusitadas desse país da Península Ibérica.

A seguir você conhece roteiros para aprender a cozinhar paellas, em Valência; percorre um Caminho de Santiago de Compostela diferente, pelo litoral; e passa por endereços literários, dedicados ao personagem Dom Quixote e ao escritor José Saramago.

Entre outras atividades diferentes em terras espanholas, você também conhece a Terra dos Vulcões, nas Ilhas Canárias; e uma praia com arcos rochosos de até 30 metros de altura, em plena areia.

CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA PELO LITORAL

Vista do trecho Arenal de Moris-La Isla, uma caminhada curta de 4,5 km de extensão, na comunidade de Astúrias (foto: Eduardo Vessoni)

Lotado de turistas fantasiados de peregrinos (conhecidos como ‘turisgrinos’) e com  hospedagens superlotadas, sobretudo na alta temporada do verão europeu, o tradicional Caminho Francês pode se tornar um inferno para quem decide cruzar os 775 km de extensão, entre a francesa Saint Jean de Pied de Port e Santiago de Compostela, na Espanha.

Mas ao norte da Espanha, caminhantes dispostos a seguirem outras rotas contam com o ‘Caminho do Norte’ ou também ‘Caminho da Costa’, versão litorânea até Compostela, que cruza extensas faixas de areia sobre o Mar Cantábrico e penhascos rochosos. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Dicas de sobrevivência para encarar o Caminho de Santiago de Compostela”

PRAIA ‘AS CATEDRAIS’

Vista da Praia das Catedrais, na Galícia, no norte da Espanha (Wikimedia Commons/Pxhere)

Com 880 metros de extensão, no município de Ribadeo, na Galícia, é conhecida pelos arcos rochosos de até 30 metros de altura que emergem das areias dessa praia do norte da Espanha, resultado da ação do vento e das águas do mar.

E só pelas descrições já dá para ter uma ideia do que vem pela frente: Catedral do mar, arcos dentro de outros arcos e cavernas de cúpulas cobertas por agulhas. SAIBA MAIS

AULA DE PAELLA

O visitante até tenta se concentrar na sequência de edifícios históricos do centro de Valência, mas a cidade parece ter olhos voltados para panelas, mariscos e açafrões.

Paella preparada pelos clientes/alunos da Escuela de Arroces, em Valência, na Espanha (foto: Eduardo Vessoni)

Criada nessa cidade a 357 km de Madri, a paella é quase como um patrimônio e virou uma das principais atrações turísticas e gastronômicas do destino.

E uma das atrações imperdíveis de Valência são as aulas de culinária em que se aprende a preparar uma autêntica paella valenciana. CONHEÇA A EXPERIÊNCIA

 

ROTA DOS POVOADOS BRANCOS

Zahara de la Sierra, uma das cidades que forma a Rota dos Povoados Brancos, no sul da Espanha (foto: Turismo de Cádiz/Divulgação)

Na província de Cádiz, no sul da Espanha, os tons claros do cal das fachadas das construções locais são o visual mais conhecido daquelas terras andaluzas.

A experiência é como voltar na época da Idade Média, quando muçulmanos conquistaram a região da Península Ibérica e deram novos tons à região, como o traçado urbanístico de suas ruas e a gastronomia.

SAIBA MAIS: “Conheça a ‘Rota dos Povoados Brancos’, na Espanha”


CAMINHADA A MAIS DE 100 METROS DE ALTURA

O que era a trilha mais perigosa do mundo se transformou em uma premiada atração de ecoturismo e conservação do patrimônio.

Caminito del Rey, em Málaga, na Espanha (foto: Domínio Público/Flickr-Creative Commons)

Realizado no sul da Espanha, a Caminito del Rey é conhecida como a vertiginosa trilha sobre passarelas, em abismos a mais de 100 metros de altura, no Desfiladero de los Gaitanes, uma cânion formado pelo Rio Guadalhorce. CONHEÇA DETALHES

TERRA DOS VULCÕES

A mil quilômetros da Espanha, nas Ilhas Canárias, Lanzarote é um dos destinos mais surreais em território espanhol e, atualmente, abriga 200 vulcões.

Só para se ter uma ideia, das duas centenas de cones vulcânicos de toda a ilha, apenas duas não são vulcões: o Lomo Camacho e o Lomo S. Andrés.

Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)

O resto parece pura inspiração saída de capítulos de livros de ficção científica, como o bar que funciona dentro de lavas vulcânicas, o parque nacional que abriga montanhas de fogo, vulcões com praias que são cenário de cinema (literalmente) e até um impressionante labirinto subterrâneo de cavernas, formado por bocas naturais que dão acesso a diferentes salões. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Espanha tem bar e restaurante dentro de lava vulcânica”

CASA DE JOSÉ SARAMAGO

Está tudo lado lá, como se o Prêmio Nobel português estivesse para chegar a qualquer momento, naquela casa que emprestou seus cômodos para abrigar um museu que até hoje serve como residência da família, em Lanzarote.

Destaque da galeria da Casa de José Saramago, nas Ilhas Canárias, onde os relógios marcam sempre 4 da tarde (foto: Eduardo VessonI)

A gente nunca sabe se está em uma casa que virou museu ou se é um museu com alma de casa.

E o Viagem em Pauta esteve nesse destino das Ilhas Canárias para visitar ‘A Casa’, como o local é conhecido, e foi recebido por Juanjo, filho de Pilar del Río, esposa de Saramago.

SAIBA COMO FOI A EXPERIÊNCIA 

PRIMEIRO MUSEU SUBMARINO DA EUROPA

A 14 metros de profundidade, esse museu abriga 12 instalações que criam um arrecife artificial, unindo arte e natureza, em um mesmo endereço.

Localizado em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, o local reúne peças criadas pelo britânico Jayson Decaires Taylos. SAIBA MAIS

VEJA VÍDEO

MÚSICA EM MADRI

Para cada experiência em Madri tem uma trilha sonora diferente.

Jazz para amantes das artes clássicas, no Paseo del Arte; flamenco para comer tapas nas ruas da região de Lavapiés; música indie para fazer compras no bairro Malasaña; e som eletrônico para curtir a vida noturna.

Bogui Jazz, em Madri (foto: Divulgação)

A pedido da prefeitura da capital espanhola e de uma companhia aérea, quatro madrilenhos dão sugestões de locais para escutar música, em uma espécie de experiência turística-musical com trilha sonora para cada tipo de atração. SAIBA MAIS

ROTA DO DOM QUIXOTE

Mais de 400 anos depois do lançamento das aventuras do cavaleiro andante pelas terras de La Mancha, escrita por Miguel de Cervantes no século 17, o livro é inspiração desse roteiro que passa por 13 cidades e povoados relacionados com Cervantes.

Vista dos moinhos de Consuegras (foto: Hugo Díaz Regañón/Wikimedia Commons)

A viagem por Alcalá de Henares, Patrimônio da Humanidade e cidade natal de Miguel de Cervantes; Consuegra e Campo de Criptana, conhecidas pelos moinhos que Dom Quixote confundiu com gigantes; entre outros destinos. SAIBA MAIS 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*