10 atrações diferentonas na Europa

Imaginemos que essa será sua primeira vez no continente e, assim como nós do Viagem em Pauta, você também gosta de experiências inusitadas em destinos conhecidos.

Neste post, você conhece um bar que fica dentro de um corredor vulcânico, uma loja de bolsas em um prédio feito com contêineres e até um mergulho em Budapeste (sim, em plena capital da Hungria, com cilindro e tudo).

ILHA DA MADEIRA
(Portugal)

Carro de cesto da Ilha da Madeira, em Portugal (foto: Eduardo Vessoni)

Com uma mistura de climas tropical e mediterrâneo, a Madeira está a 600 km da costa africana e a mil km de Portugal continental.

Uma das atrações inusitadas é o passeio em um carro de cesto. Puxado por homens vestidos de branco e chapéu de palha, esse carrinho de vime desce dois quilômetros pelas ladeiras da ilha, em dez minutos.

SAIBA MAIS: “Terra natal de Cristiano Ronaldo, Ilha da Madeira tem atrações inusitadas”

LANZAROTE
(Espanha)

Parque Nacional de Timanfaya, em Lanzarote (foto: Eduardo Vessoni)

A mil km da Espanha, nas Ilhas Canárias, Lanzarote é um dos destinos mais surreais em território espanhol e, atualmente, abriga 200 vulcões.

Tem bar que funciona dentro de lavas vulcânicas, parque nacional que abriga montanhas de fogo, vulcões com praias que são cenário de cinema (literalmente) e até um impressionante labirinto subterrâneo de cavernas, formado por bocas naturais que dão acesso a diferentes salões.

LEIA TAMBÉM: “Terra de vulcões, ilha de Lanzarote é a versão surreal da Espanha”

MUSEU ATLÁNTICO
(Espanha)

Localizado em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, o local é considerado o primeiro museu submarino da Europa e fica a 14 metros de profundidade.

O museu abriga cerca de 12 trabalhos, assinados pelo escultor Jason Decaires Taylor.

SAIBA MAIS: “Primeiro museu submarino da Europa”

PARIS
(França)

Sob as ruas da capital francesa, o visitante encontra um dos endereços mais inusitados da cidade.

Les Catacombes (em português, “As Catacumbas”) é um antigo ossário criado no final do século 18 com dois quilômetros de corredores, onde se localizam os restos mortais de seis milhões de pessoas que começaram a ser depositados no local a partir de 1785.

SAIBA MAIS: “Saiba como é o tour nas Catacumbas de Paris, na França”

BONN
(Alemanha)

Essa cidade do oeste da Alemanha é endereço de um hostel diferente.

No BaseCamp, os quartos ficam em trailers temáticos como os que remetem ao mundo dos clássicos do rock, das corridas de Fórmula 1 e até ao de Júlio Verne, autor do clássico ’20 mil léguas submarinas’.

Sobre o teto do galpão de 1.200 m², um helicóptero repousa ao lado do letreiro escrito ao contrário, onde se lê Hotel. Na entrada direita, um antigo vagão de trem avança pelas paredes, em direção ao pátio interno que guarda trailers decorados.

SAIBA MAIS: “Alemanha tem hospedagem inusitada em trailers”

VIENA
(Áustria)

Sarcófago duplo com os corpos de Maria Teresa e seu esposo, o imperador Francisco I Estevão de Lorena (foto: Eduardo Vessoni)

Sob os pés de quem circula pelo cenográfico centro histórico de Viena, a capital da Áustria guarda uma de suas atrações mais inusitadas: a Cripta Imperial (Kaisergruft, em alemão).

Localizado no subsolo da Igreja dos Capuchinos, esse museu abriga caixões imponentes com restos mortais de imperadores, princesas e arquiduques da antiga dinastia austríaca dos Habsburgo, a família de soberanos que, por mais de 600 anos, esteve no comando na Europa Central.

SAIBA MAIS: “Cripta Imperial é atração inusitada (e mórbida) de Viena, na Áustria”

BUDAPESTE
(Hungria)

Pouca gente sabe, mas sob os pés de quem passa pelas antigas avenidas da capital húngara se esconde um labirinto de corredores subterrâneos, onde é possível fazer mergulho (com cilindro e tudo!).

foto: www.selmeczidaniel.com

A Molnár János Cave, em pleno centro de Budapeste, é um impressionante sistema de cavernas alagadas que, desde 2015, é explorado por uma operadora que organiza mergulhos para visitantes intrépidos (e certificados).

SAIBA MAIS: “Debaixo da terra: conheça o curioso mergulho nas cavernas de Budapeste”

POSTOJNA
(Eslovênia)

O país inteiro é uma experiência inusitada e reúne, em apenas 20 mil km², cavernas escondidas, um castelo que parece flutuar entre paredões rochosos, salões naturais de 3 milhões de anos e uma igreja do século 17 construída em uma ilha sobre um lago de origem glacial.

Esse castelo aí da foto tem mais de 700 anos e foi esculpido no interior de uma rocha a 123 metros de altura.

Castelo de Predjama, na Eslovênia (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “Conheça atrações da cenográfica Eslovênia, no Leste Europeu”

ZURIQUE
(Suíça)

A Freitag seria apenas mais um endereço de compra de bolsas, não fosse sua localização.

Dividida em quatro andares, essa loja funciona no interior de um edifício construído com 19 contêineres empilhados a 26 metros do nível da rua.

foto: Eduardo Vessoni

De longe, os caixotes coloridos que abrigam a loja são uma extensão daquele setor do Distrito 5 que ainda parece em construção e se fundem entre viadutos e galpões cortados por um labirinto confuso de trilhos de trens.

SAIBA MAIS: “Zürich West é a versão descolada da Suíça”

GRUYÈRES
(Suíça)

Interior do HR Giger Museum Bar, na Suíça (foto: Eduardo Vessoni)

Localizado em Gruyères, uma cidade medieval sobre uma colina, o Museum HR Giger abriga o acervo permanente de obras de Hans Ruedi Giger, artista plástico que criou o Alien.

O espaço de exposições é endereço das peças de traços sombrios e surrealistas de Giger, como pinturas e esculturas, realizadas pelo artista desde os anos 60; e desenhos originais feitos à mão pelo próprio artista, na época das gravações dos filmes do Alien.

SAIBA MAIS: “Conheça o museu dedicado às obras sombrias do criador do Alien”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*