Poço Azul é atração imperdível da Chapada das Mesas, no Maranhão

Trilhas, cânions e turismo rural. Se você gosta de tudo isso, o seu destino é a Chapada das Mesas.

Mas se você preferir poços de águas, extremamente, cristalinas, escondidas entre paredões rochosos e mata fechada, a sua próxima parada é em Riachão, um dos dez municípios que formam essa chapada, no sul do Maranhão.

A cidade fica a 135 km de Carolina, a principal porta de entrada para a Chapada das Mesas, cujo setor rural guarda algumas das atrações mais famosas do destino.

Tudo isso devido à alta concentração de carbonato de cálcio, uma espécie de filtro mineral que deixa as águas locais, extremamente, cristalinas e de tons azulados.

E quando você chega em um deles o titulo de ‘Paraíso das Águas’ começa a fazer sentido.

Encanto Azul,um dos poços de águas cristalinas de Riachão, município da Chapada das Mesas, Maranhão (foto: Eduardo Vessoni)

“São águas de altíssima qualidade e de grande abundância na região”, explica Leonardus Borges, secretário de turismo de Carolina, durante a visita do Viagem em Pauta.

Só para você ter um ideia, a Chapada das Mesas abriga 22 rios perenes, mais de 400 nascentes catalogadas e 89 cachoeiras oficiais (13 delas só no interior do Parque Nacional da Chapada das Mesas).

VEJA TAMBÉM: “Parque Nacional da Chapada das Mesas: cachoeiras do Prata e de São Romão”

QUANDO IR

Para não se desencantar com o excesso de visitantes que costumam lotar o Poço Azul, procure chegar cedo ou evitar, na medida possível, finais de semana e feriados.

Os tons azulados ficam mais intensos com a incidência de luz no interior dos poços. Por isso, programe-se para visitar o local nos horários de sol.

No Encanto Azul, por exemplo, a luz costuma entrar entre às 9h30 e às 11h30. Já no inverno local, que vai de janeiro a abril, aproximadamente, a luz é melhor das 12h às 15h30, segundo guias locais.

Embora a alta temporada costume ser durante feriados prolongados e nos meses de férias (julho, dezembro e janeiro), a melhor época  para visitar a região vai de maio a setembro, quando o fim das chuvas deixa as águas locais mais cristalinas.

Pôr do sol no rio Tocantins, próximo a Carolina, no Maranhão (foto: Eduardo Vessoni)

COMO CHEGAR

Os atrativos não contam com linhas de ônibus regulares, por isso é necessário alugar carro ou contratar serviços de transfers, em Carolina.

A melhor opção para visitar a região é o aeroporto de Imperatriz, a 220 km de Carolina, a cidade com melhor infraestrutura da Chapada das Mesas.

O terminal local recebe voos diretos de São Paulo ou com escalas, em Brasília, operados apenas pela Azul e pela Gol. Uma alternativa é o voo que parte de São Paulo para Araguaína, no norte de Tocantins e a cerca de 120 km de Carolina, com a Passaredo.

De ônibus até Carolina (www.jr4000.com.br), são cerca de quatro horas de viagem ou três horas, em transfers particulares, a partir de Imperatriz.

PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DAS MESAS
Com 160 mil hectares de área preservada, foi criado em 2005 e é um dos parques nacionais do Brasil, na divisa do Maranhão com o Tocantins.

Cachoeira de São Romão, no Parque Nacional da Chapada das Mesas, no Maranhão (foto: Eduardo Vessoni)

No entanto, o parque conta com apenas duas atrações, oficialmente, abertas ao público: a Cachoeira do Prata e a de São Romão.

Localizados a pouco mais de 80 km de Carolina, cidade que serve como base para quem visita a região, os atrativos só devem ser visitados com carros 4×4, devido ao terreno irregular que dificulta (e atola) a passagem de carros sem tração nas rodas.

VEJA TAMBÉM: “Parque Nacional da Chapada das Mesas: cachoeiras do Prata e de São Romão”

CONHEÇA A CHAPADA DAS MESAS

LEIA TAMBÉM: “Cachoeira do Santuário é atração emocionante da Chapada das Mesas (MA)”

SAIBA MAIS
Turismo oficial de Carolina
www.seturcarolina.com.br

Quem leva
Cia do Cerrado

Transfers do aeroporto de Imperatriz até Carolina e pacotes de 2 a 6 dias de duração, com acomodação na Pousada do Lajes
www.ciadocerrado.com.br

Atrações
Poço Azul
É o mais famoso e com a melhor estrutura entre os poços azuis da região, com serviços como restaurante por quilo, área infantil e hospedagem e chalés.
Mas o mais impressionante desse complexo turístico é a Santa Bárbara, considerada uma das cachoeiras mais altas da Chapada (76 metros).

Poço Azul, em Riachão, na Chapada das Mesas, Maranhão (foto: Eduardo Vessoni)

Rodovia MA-334, km (zona rural de Riachão)
Diariamente, das 8h às 17h
ingresso: R$ 60 por pessoa

Encanto Azul
Com estrutura mais simples e menos procurado, o Encanto Azul é a versão mais rústica dos famosos poços azulados da Chapada das Mesas.

Em meio a uma fenda rochosa, escondido entre a mata fechada, esse poço de águas claras tem cerca de 10 metros de profundidade e fica a cerca de 6 km do Poço Azul.
ingresso: R$ 20 por pessoa

Onde ficar
Pousada do Lajes
www.pousadadolajes.com.br

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*