Por que o céu do Atacama é o lugar perfeito para ver o eclipse solar?

Logo mais, a partir das 15h23, o continente se voltará para ver (ou acompanhar de longe as primeiras imagens) o eclipse solar no entardecer, em destinos como Chile, Argentina e Uruguai.

No Chile, os felizardos poderão ver o fenômeno em locais como o Atacama, Domeyko e Cachiyoyo.

Localizado no norte do Chile, o Deserto do Atacama tem condições climáticas que garantem poucas chuvas e mais de 300 noites de céu aberto por ano.

imagem: http://eclipsesolaratacama19.cl/Reprodução

O deserto mais seco do mundo é considerado um dos melhores lugares do planeta para observação do céu, devido a suas condições favoráveis, como os mais de 2.400 metros de altitude, baixa umidade local e pouca luminosidade artificial.

No Brasil, o fenômeno poderá ser observado, parcialmente e a partir das 16h48, nas capitais do  Sul, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Campo Grande.

Projeto ALMA, no Atacama, no norte do Chile (foto: Babak Tafreshi – European Southern Observatory/Flickr-Creative Commons)

SAIBA MAIS: “Como é o impressionante tour astronômico do Deserto do Atacama, no Chile”

O que é um eclipse solar
Esse fenômeno acontece com a passagem da Lua, entre a Terra e o Sol.

É nesse momento em que o Sol pode ser visto da Terra, total ou parcialmente, escurecido, por conta do bloqueamento da luz solar direta. É como ver o dia virar noite, em plena tarde.

Segundo informou o site oficial do evento, esse eclipse total cobrirá uma faixa estreita de 200 km de largura.

* com informaçẽos do site eclipsesolaratacama19.cl

CONHEÇA O CHILE

LEIA TAMBÉM: “8 motivos para conhecer o Deserto do Atacama, no Chile”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*