5 motivos para visitar Quito, capital do Equador

montagem: ecuador.travel/Divulgação
montagem: ecuador.travel/Divulgação

Porta de entrada para destinos como o arquipélago de Galápagos e Cuenca, a capital do Equador é daqueles lugares que poucos brasileiros incluem em roteiros de viagens pela América do Sul.

Situada em um vale a 2.800 metros sobre o nível do mar, Quito abriga um dos mais belos centros históricos do continente (que, por sinal, é o primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco); fica na metade do mundo, na latitude 0°0’0’’; e é dona de uma cozinha que conseguiu equilibrar ingredientes em excelentes pratos de origens andinas e ibéricas.

A vida noturna da cidade não chega aos níveis de Buenos Aires ou São Paulo, mas caminhar pelo bem policiado centro da cidade e encontrar bares localizados em ruas estreitas exclusivas para pedestres são algumas das opções para quem quer ir além da pegada histórica da capital equatoriana.

LEIA TAMBÉM:
“10 motivos para você conhecer Galápagos”

Confira 5 motivos para visitar Quito:

CENTRO HISTÓRICO PREMIADO

foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação
foto: quito.com.ec/Divulgação

Primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, o setor histórico da capital do Equador é considerado o maior e em melhor estado de conservação das Américas.

Aquelas ruas estreitas de arquitetura bem preservada já foram a Joia da Coroa espanhola, em tempo coloniais, e abriga atrações obrigatórias como a Compañía de Jesús, obra máxima do Barroco na América Latina, erguida com pedras de origem vulcânica e com interior feito com 52 kg de ouro espalhados no altar e corredores; e a Catedral Metropolitana de Quito, na Plaza Mayor, templo religioso de estilo ortodoxo, considerada a mais antiga da América do Sul, erguida entre 1562 e 1567.

NA METADE DO MUNDO

foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação
foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação

Considerada a capital mais perto do Sol, a 2.850 metros sobre o nível do mar, a capital do Equador é aquele lugar único onde é possível colocar os pés, ao mesmo tempo, nos hemisférios Norte e Sul.

Uma das experiências em Quito é o Centro del Mundo e a linha equatorial traçada pela Misión Geodésica que determina o ponto da latitude 0°0’0’’.

Decepcionante para alguns pela pouca variedade de atividades que justifiquem o preço da entrada, o Mitad del mundo abriga atrações como a Ciudad Mitad del Mundo – réplica de uma antiga cidade colonial equatoriana; um planetário com apresentações diárias; e o Monumento Ecuatorial, uma espécie de pirâmide quadrangular que tem seus lados voltados para os quatro pontos cardiais. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM:
“Conheça 8 experiências inusitadas para fazer na América do Sul”

COZINHA ANDINA

foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação
foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação

De influência andina e ibérica, a variada cozinha de Quito inclui opções como locro, seco de chivo, fritada, empanadas, molhos picantes e o sorvete de paila, encontrados em restaurantes e mercados da capital.

De tradições incas, o Equador usa ingredientes como o milho e a batata. A banana verde é usada em pratos como o ‘verde con queso’ (bolinho feito com massa de banana e recheado com queijo. Se a ideia for elevar o grau alcoólico, prove o canelazo, aguardente quente preparada com canela, cravo e naranjilla, uma típica fruta dos países andinos.

LEIA TAMBÉM:
“Conheça a história por trás de pratos típicos ao redor do mundo”

LOCAIS E SEUS OFÍCIOS

foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação
foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação

Antigo centro cultural e artístico das Américas, em tempos coloniais, Quito abriga até hoje artesãos que abrem as portas de suas oficinas e estabelecimentos para forasteiros, no Centro Histórico, como as casas de artistas contemporâneos como Oswaldo Viteri, Oswaldo Guayasamín, Luigi Stonornaiolo e Eduardo Kingman.

VIDA NOTURNA

foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação
foto: quito-turismo.gob.ec/Divulgação

A noite de Quito não chega aos níveis de Buenos Aires ou São Paulo, mas caminhar pelo bem policiado centro histórico é uma das experiências obrigatórias nesse Patrimônio da Humanidade.

Tente La Ronda, uma histórica rua estreita exclusiva para pedestres e que conta com bares, cafés e galerias de arte, instalados em casas coloniais.
Destaque para os panelões de canelazo, preparados nas portas dos estabelecimentos locais.  As discotecas e bares mais animados ficam em bairros como La Mariscal, La Floresta, Guápulo e La Carolina.

LEIA TAMBÉM:
“Conheça a Avenida dos Vulcões, no Equador”

SAIBA MAIS
Site do turismo de Quito
www.quito.com.ec

Site do turismo do Equador
www.ecuador.travel

(*com informações da Empresa Metropolitana Quito Turismo)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*