Viagem ao Japão, inspirada nos filmes de Akira Kurosawa

Uma viagem ao Japão deve ser como um filme de Akira Kurosawa. Longa, sem pressa e voltada para dentro.

Neste post, você conhece alguns dos endereços do Japão que serviram de cenário para a filmografia do cineasta, considerado um dos profissionais mais influentes do cinema mundial.

Morto há 20 anos, em setembro de 1998, seus filmes eram viagens visuais não só pela mente humana mas também por cenários impressionantes do Japão. Para a sorte de cinéfilos sua carreira de pintor não deu certo, nos anos 30, e logo o cineasta estrearia na indústria do cinema japonês.

Foram-se os pinceis, mas ficaram os matizes que deram novas cores ao cinema mundial.

Himeji Castle (foto: Wei-Te Wong/Flickr-Creative Commons)

Sua estreia como diretor foi em 1943, com o filme ‘A Saga do Judô’. Ao longo da carreira de mais de 50 anos, Akira Kurosawa dirigiu 30 filmes, entres eles, clássicos como ‘Sonhos’ e ‘Ran’. Seu último trabalho foi ‘Depois da Chuva’, com roteiro de Kurosawa.

Para viajar nos filmes de Kurosawa, literalmente, o Viagem em Pauta selecionou alguns dos cenários presentes na obra do cineasta (e que podem ser inspiração para uma viagem ao Japão).

LEIA TAMBÉM: “Conheça ilhas do Japão onde os gatos são maioria”

VEJA DESTINOS

* as fotos do álbum são, meramente, ilustrativas

  • Com roteiro de Akira Kurosawa, ‘Depois da Chuva’ foi o último trabalho do cineasta, morto em 1998. Na foto, detalhe do Castelo de Hikone, patrimônio histórico do século 17 e um dos cenários do filme no Japão (foto: bryan…/Flickr-Creative Commons)



  • Localizada no centro-sul do Japão, Kyoto é um dos endereços mais cenográficos do país e alguns dos locais de filmagem do diretor Akira Kurosawa, como os filmes ‘Depois da Chuva’ e ‘A Saga do Judô’, primeiro filme do diretor, em 1943 (foto: Pedro Szekely/Flickr-Creative Commons)



  • Primeiro filme do diretor japonês Akira Kurosawa, ‘A Saga do Judô’ tem a cidade de Kyoto como um dos cenários dessa obra de 1943. Com roteiro do próprio Kurosawa, baseado no romance homônimo de Tsuneo Tomita, o enredo conta a história do jovem Sugata, quem luta para aprender judô e, ao fazê-lo, aprende sobre o próprio significado da vida, no melhor estilo  Akira Kurosawa de fazer cinema (foto: Pedro Szekely/Flickr-Creative Commons)



  • No filme ‘Ran’ (1985), um dos clássicos da filmografia de Akira Kurosawa, o Castelo de Himeji serviu como uma das locações. O atrativo é considerado um das construções mais impressionantes do Japão. Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, o castelo abriga um conjunto de mais de 80 edifícios de madeira e é um dos mais belos exemplos da arquitetura palaciana japonesa, datado do século 14 (foto: Wei-Te Wong/Flickr-Creative Commons)



  • Localizada em uma região conhecida como Alpes Japoneses, a cidade de Nagoya abriga construções como o Castelo de Nagoya, réplica que substitui a obra original, destruída na 2ª Guerra Mundial. Essa cidade do centro do Japão foi uma das locações de ‘Ran’, um dos clássicos do cineasta Akira Kurosawa (foto: Marufish/Flickr-Creative Commons)



  • Localizada na província de Kumamoto, no sul do Japão, a cidade de Aso é endereço do Aso-san, considerado uma das maiores crateras vulcânicas do mundo. A cidade serviu de cenário para o filme ‘Ran’, de Akira Kurosawa (foto: Kimon Berlin/Flickr-Creative Commons)



  • Epicentro da bomba atômica, no final da 2ª Guerra Mundial, Nagasaki é outro destino japonês, onde Kurosawa filmou ‘Rapsódia em Agosto’. Esse filme de 1991 tem Richard Gere no elenco e a própria bomba de Nagasaki como eixo da história (foto: Peter Enyeart/Flickr-Creative Commons)



LEIA TAMBÉM: “Macau: a Ásia com legendas em português”

* com informações do Estúdio Mawaca e do IMDB

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*