Veleiro em Ubatuba: como é e quanto custa

São mais de 20 ilhas e uma centena de praias, no último destino do litoral norte paulista, a poucos quilômetros de Paraty.  E para conhecer o que nem todo turista consegue ver, a dica é alugar um veleiro para chamar de seu (até pelo menos o dia da devolução).

Mas esquece aquela história de que esse tipo de embarcação é apenas para gente com muito dinheiro ou exclusividade de celebridades. A diária de um modelo Skipper 30 para quatro pessoas custa entre R$ 700 (baixa temporada) e R$ 900 (alta temporada).

VEJA VÍDEO

Como chegar em Ubatuba          Como chegar na Ilha Grande          Como chegar em Cunha

A viagem começa na Voga Marine, marina localizada no Saco da Ribeira, em Ubatuba, e segue no roteiro que você e o capitão definirem. No caso do Viagem em Pauta, saímos em direção ao Parque Estadual da Ilha Anchieta, na maior ilha de Ubatuba.

Endereço das ruínas de uma antiga colônia penal que funcionou no local, entre 1902 e 1952, essa área preservada tem trilhas auto-guiadas de fácil acesso e sete opções de faixas de areia.

Da Praia do Presídio, a faixa de areia de tombo que guarda a entrada principal da área de visitantes, é possível caminhar até Palmas, a maior praia da ilha e com águas rasas e tranquilas.

Veleiro na Ilha Anchieta. em Ubatuba (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Como é (e quanto custa) passar um fim de semana em um veleiro, em Ilhabela”

Mas se você der o azar de atracar o veleiro junto a uma escuna de turistas recém-chegados para a visita guiada no presídio, é hora de içar velas e seguir para rincões mais isolados da Ilha Anchieta, como a minúscula Praia do Leste que se esconde em uma fenda cenográfica, virada para mar aberto.

Sem muitas opções de baías abrigadas, Ubatuba exige programação para passar a noite em segurança e conforto, a bordo de um veleiro. Por isso, o próprio Saco da Ribeira ou a vizinha Praia do Flamengo são os pontos mais recomendados para atracar.

Voga Marine, marina no Saco da Ribeira, em Ubatuba (foto: Voga Marine/Divulgação)

Arquipélago norte
O conjunto de ilhas do norte de Ubatuba é um dos destinos mais cenográficos do litoral paulista e é ali, a cerca de 40 km de Paraty, que você se convence de que uma viagem sob medida é o melhor investimento que você pode fazer naquela região.

Endereço de atrações saturadas pelo turismo de massa, como a Ilha das Couves, o arquipélago  norte abriga também locais que merecem parada como a Ilha do Prumirim, conhecida pelo encontro das águas do mare da cachoeira de mesmo nome, e a Ilha dos Porcos, em área privativa, mas com acesso público.

Outra parada obrigatória, mas sem possibilidade de desembarque por conta das condições do mar, é na Selinha, uma ilha cenográfica, cortada por uma fenda interior que deu origem a uma praia dentro da ilha.

Picinguaba  também merece uma visita mais demorada. Localizado nas encostas da Serra do Mar, esse tradicional bairro de pescadores é um dos últimos exemplares de comunidades tradicionais do litoral paulista e seu casario é tombado como patrimônio histórico pelo Condephaat.

SAIBA MAIS: “Veleiro em Paraty: confira dicas e tarifas de aluguel”

Picinguaba, bairro ao norte de Ubatuba (foto: Eduardo Vessoni)

COMO FUNCIONA
Em embarcações movidas a vela, a sua única preocupação é com o roteiro da viagem. O resto fica a cargo do trabalho cuidadoso do skipper, o capitão responsável pelas questões técnicas.

Para dar mais privacidade aos clientes, o profissional pode desembarcar no final da jornada diária e retornar no dia seguinte para seguir comandando o veleiro, dependendo do ponto de ancoragem.

O veleiro é entregue ao cliente com roupas de cama e banho, utensílios de cozinha e tanques completo com água e diesel.

Interior de um dos veleiros para aluguel, em Paraty e Ubatuba (foto: Wind Charter/Divulgação)

Só não pode esquecer que o serviço funciona como em hotéis, com check-in ao meio-dia e retorno no mesmo horário. Por isso, planeje-se para ter tempo suficiente para estar de volta à marina de Ubatuba, no horário do check-out, no dia da devolução do veleiro.

LEIA TAMBÉM:
“Saco do Mamanguá, em Paraty, tem vista única do alto do Pico do Pão de Açúcar”
“Veleiro em Paraty: confira dicas e tarifas de aluguel”


Paraty ou Ubatuba?
É possível alugar veleiros em bases localizadas tanto na Marina do Engenho, em Paraty (RJ), como na Voga Marine, no Saco do Ribeira, em Ubatuba (SP), próximo à Ilhabela.

No entanto, é preciso considerar sua experiência em travessias pelo mar. Assim como explica o skipper Rodrigo Moreira, “Ubatuba é mar para velejar, mais do que para passear, sobretudo Ilhabela, onde venta mais”.

Veleiro em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo (foto: Wind Charter/Divulgação)

Por isso, se essa é a sua primeira vez em travessias marítimas a bordo de um veleiro, a melhor opção é começar por Paraty. A região é conhecida por baías de águas tranquilas, protegidas dos ventos, devido ao grande número de ilhas ao redor.

Para você ter uma ideia, só a Baía da Ilha Grande, onde se encontra essa cidade histórica do litoral sul do Rio de Janeiro, conta com cerca de 200 ilhas.

SAIBA MAIS: “Ilha Grande: confira guia do destino com dicas e roteiros”

VELEIRO EM ILHABELA

VELEIRO EM PARATY

* O Viagem em Pauta viajou a convite da Wind Charter

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*