Conheça atrações imperdíveis para amantes de vinhos, no Brasil

Se fazer as malas e cair no mundo já é um sonho de qualquer viajante, imagine então aliar algumas tacinhas de vinho à sua próxima viagem. E é por isso que o enoturismo faz tanto sucesso.

Esse tipo de turismo é a atividade realizada por visitantes entre vinícolas, cujas opções incluem desde uma simples visita às instalações até experiências como piquenique no vinhedo, passeio em um vapor, em pleno Rio São Francisco, e até hospedagem dentro de antigas barricas de… vinho.

Confira as dicas de destinos no Brasil para amantes de vinhos:

VAPOR DO VINHO

Vapor do Vinho, em Petrolina, Pernambuco Foto Dandy Marchetti

A parceria entre a Vinícola Terranova, do grupo Miolo, e a Barca Vapor do São Francisco deu origem à experiência de navegar o Rio São Francisco entre Petrolina (PE) e Casa Nova (BA)

Com 50 mil visitantes por ano e regada a espumantes Terranova, a viagem no Vale do São Francisco é feita a bordo do Vapor do Vinho e termina com visita e degustação na vinícola Miolo.


JARDIM DO VINHO

Localizado no pátio da vinícola Miolo, no Vale dos Vinhedos, esse wine garden é como um bar-móvel a céu aberto, onde é possível fazer um piquenique diferente, em meio aos vinhedos.

Em taça ou garrafa, as bebidas podem ser degustadas em bancos, pallets, almofadas, cadeiras e  ao redor de uma fogueira, durante o inverno. A experiência pode ser combinada com uma visita pelas instalações dessa empresa de 1897.

SAIBA MAIS: “Vindima gaúcha abre temporada de colheita e atrações para o verão”


MUSEU DO VINHO

No distrito Faria Lemos, em Bento Gonçalves (RS), o EcoMuseu da Cultura do Vinho Dal Pizzol é um pequeno espaço com um um acervo particular de mais de 230 garrafas históricas como um Cabernet Franc de 1937 e o Velho Capitão, um tinto produzido pela então viticultora Dreher em homenagem a Assis Chateaubriand.

Vista do ‘Eco Museu da Cultura do Vinho’, na vinícola Dal Pizzol, na Serra Gaúcha (foto: Eduardo Vessoni)

O local abriga também uma coleção de saca-rolhas, garrafões da década de 30 e ânforas italianas originais.

SAIBA MAIS: “Conheça o Museu do Vinho, em Bento Gonçalves”


1º CHAMPANHE DO BRASIL

‘Túnel à la glace’, na Vinícola Peterlongo, em Garibaldi (foto: Eduardo Vessoni)

A Peterlongo, em Garibaldi, é a primeira vinícola brasileira a obter o direito de uso do termo champagne no Brasil e produz a bebida desde 1913.

A visita guiada passa por uma construção nos padrões arquitetônicos da francesa Champagne, pela área dos tanques de inox e pelas cenográficas salas subterrâneas de fermentação, sob telhas originais da década de 30.

SAIBA MAIS: Responsável pelo 1º champanhe do Brasil, vinícola tem tour em cave subterrânea centenária”

DEGUSTAÇÃO ÀS CEGAS

Degustação às cegas na vinícola Dal PIzzol, em Farias Lemos, distrito de Bento Gonçalves (foto: Eduardo Vessoni)

Diferente das degustações sisudas que, por vezes, constrangem ou intimidam os menos entendidos no assunto, essa experiência no Vale dos Vinhedos (RS) tem tons lúdicos e descontraídos.

Com os olhos vendados, o participante passeia pelo mundo dos sentidos em atividades guiadas que estimulam o reconhecimento do vinho pelo tato, audição, olfato, paladar e visão.

CONHEÇA A EXPERIÊNCIA: “Degustação às cegas é experiência inusitada da Serra Gaúcha”


VINHEDO OFF-ROAD

Vinhedos da vinícola Família Geisse, em Pinto Bandeira, próximo a Bento Gonçalves (foto: Eduardo Vessoni)

A bordo de um 4×4, o visitante percorre caminhos históricos da Família Geisse, em  Pinto Bandeira, no Rio Grande do Sul.

Nessa visita off-road são feitas paradas em diferentes tipos de terroir da vinícola e em nascentes com pequenas quedas d’água, onde é feita a degustação em deques de madeira.

SAIBA MAIS: “Vindima gaúcha abre temporada de colheita e atrações para o verão”

HOTEL EM BARRICAS DE VINHO

Hotel Pampas, em Canela (foto: Hotel Pampas/Divulgação)

Os quartos de três andares desse hotel em Canela, no Rio Grande do Sul, ficam em pipas de até 110 mil litros, cujos móveis, pisos e paredes foram feitos com madeiras retiradas de barricas de araucária, grápia e carvalho.

As unidades são equipadas com cozinha completa, sala e banheiro, no primeiro andar; quarto com sacada, no segundo piso; e um mirante com vista para o Vale do Caracol, no último andar.

SAIBA MAIS: “Quartos de hotel da Serra Gaúcha ficam em antigas barricas de vinho”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*