Navio é transformado em hospital flutuante para afetados pelo coronavírus, na Itália

Em parceria com o sistema de saúde da Ligúria, cuja capital é Gênova, na Itália, a Grandi Navi Veloci do Grupo MSC transformou o ferry Splendid em um hospital flutuante para o atendimento de pacientes com COVID-19.

Serão 25 leitos em cabines individuais e possibilidade de equipar a embarcação com cabines adicionais para até outros 400 leitos.

O barco foi uma das soluções a ser implementada em um período tão curto, nesse país que tem recordes de infectados pelo novo vírus, e aumentar a capacidade hospitalar dessa região no noroeste italiano.

foto: MSC Cruzeiros/Divulgação

LEIA TAMBÉM: “Sites, blogs e revistas de turismo para tempos de coronavírus”

A instalação conta também com um heliponto e áreas dedicadas ao pessoal e equipes de saúde.

A empresa de cruzeiros com sede em Genebra, na Suíça, afirma que o hospital flutuante só foi possível, graças ao apoio do Registro Italiano Navale.

“A RINA verificou que o novo hospital flutuante cumpria as regulamentações vigentes, identificando o equilíbrio correto entre a proteção de segurança, regulamentações navais e as necessidades médicas”, declara em nota para a imprensa a que o Viagem em Pauta teve acesso.

VEJA TAMBÉM: “Dez filmes e séries sobre viagens para ver na Netflix em tempos de pandemia”

* com informações da assessoria de imprensa

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*