Airbnb inova com turismo virtual de experiências

foto: Reprodução

Enquanto muitos empresários do setor turístico ainda quebram a cabeça com planilhas e oferecem, por enquanto, não mais do que descontos para viagens futuras, o Airbnb saiu na frente com um cardápio de experiências para viajar… em casa.

Em tempos de pandemia de coronavírus, é preciso se reinventar (e de forma rápida).

Segundo o WTTC (World Travel and Tourism Council), cerca de 75 milhões de postos de trabalho no setor estão em risco por conta da pandemia de coronavírus. Só nos Estados Unidos, ainda de acordo com aquele conselho mundial, a perda deve ser de quase 6,5 milhões de empregos.

Para garantir a renda dos diversos anfitriões, o Airbnb está investindo na divulgação do ‘Experiências Online’, um serviço com atividades virtuais que podem ser contratadas por qualquer pessoa no mundo.

“É uma forma de se conectar a atividades de lazer selecionadas e oferecidas por especialistas em mais de 30 países, interagir com os anfitriões sem fronteiras no universo digital e aprender sobre uma nova cultura”, descreve a empresa em nota.

Entre as opções de experiências é possível participar de um Treino HIIT com um atleta olímpico (R$ 100 por pessoa), aprender a fazer salsas mexicanas na cozinha de uma das anfitriãs (R$ 56 pp), ter uma aula de vinhos com um especialista português (R$ 76 pp) ou até mesmo ver um concerto em uma casa flutuante de Amsterdã (R$18 pp).

foto: Reprodução

LEIA TAMBÉM: “Artistas dão dicas de discos para viajar em casa, em tempos de pandemia”

As mais de 50 opções de atividades devem ser acessadas no site da empresa, onde o cliente encontra a agenda com as datas e horários disponíveis. As experiências duram em média uma hora, em salas virtuais com capacidade limitada e em diversos idiomas.

Curiosamente, a atividade mais procurada é a meditação em Playa del Carmen, no México, cujas vagas de R$47 por pessoa já se encontravam esgotadas, no fechamento deste texto.

O ‘Experiências Online’ acontece pelo aplicativo de videoconferência Zoom e propõe atividades únicas que vão muito além de passeios ou oficinas, desenvolvidas e organizadas por moradores locais.

VEJA TAMBÉM: “Confira dicas de entretenimento online (e como ajudar a produção cultural do país)”

* com informações da assessoria de imprensa

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*