Portugal reabre atrativos com novo selo de higiene e limpeza

A

partir de hoje, 1º de junho, Portugal entra em sua terceira etapa de abertura de atividades pós-coronavírus. Cinemas, teatros e casas de shows voltam a abrir ao público, mas com ocupação limitada e lugares marcados.

Nessa que é a última etapa do desconfinamento português serão contemplados também centros comerciais e lojas com mais de 400 m².

“Portugal tem sido reconhecido internacionalmente como um país que soube lidar com eficiência em tempos de pandemia e se preparar para o futuro”, definiu em uma rede social, o diretor do escritório de divulgação do turismo português no Brasil, Bernardo Barreiros Cardoso.

LEIA TAMBÉM: “Viagens incríveis para fazer, quando tudo isso passar”

Lisboa (foto: Ann Wuyts/Flickr-Creative Commons)

A exceção deve ser a Área Metropolitana de Lisboa, onde o governo pretende esperar até o próximo dia 4 de junho para reabrir os centros comerciais. Segundo o Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, “a evolução, na região de Lisboa e Vale do Tejo, distingue-se significativamente das restantes regiões, tendo um aumento muito significativo do número de casos.”

Porém a novidade é a criação do selo Clean & Safe. Definida pelo Turismo de Portugal, a série de medidas pretende “gerar maior segurança e confiança na utilização dos estabelecimentos de alojamento, serviços em geral e nas atrações turísticas”.

Os estabelecimentos que cumprirem com as recomendações da Direção-Geral da Saúde passarão a usar um selo que os certificam como um lugar seguro.

VEJA TAMBÉM: “10 atrações surreais da Europa”

Como vai ser o turismo em Portugal

A abertura das praias portuguesas está programada para o próximo dia seis de junho. As faixas de areia serão divididas por um sistema que indicará sua capacidade de ocupação, e atividades desportivas com duas ou mais pessoas estão proibidas.

Entre as novas regras do selo Clean & Safe estão medidas como renovação constante do ar em ambientes fechados; mudanças na conduta social, evitando contato físico; limpeza do local várias vezes ao dia; e reforço na higienização de utensílios, equipamentos e superfícies em bares e restaurantes.

Ilha da Madeira (foto: Eduardo Vessoni)

Foram decretadas também orientações gerais de comportamento em todo o país, como o uso obrigatório de máscara em lojas, supermercados e transporte público (que passa a ter lotação de até 2/3 da capacidade total).

Bares e restaurantes estão abertos, mas devem respeitar a lotação máxima de 50% da capacidade e limitação de horário até às 23 horas. Com relação a museus e atrativos turísticos, as regras são o distanciamento social de dois metros e uso de máscara facial.

Aeroportos portugueses adotaram medidas como proteções de acrílico nos balcões de atendimento, sistema de câmaras de medição de temperatura e reforço da limpeza com desinfetantes de nível hospitalar.

Portugal além-mar

Já os destinos portugueses insulares terão regras específicas.

Quem voa para o arquipélago da Madeira estará sujeito a uma quarentena de 14 dias, após a chegada. A exceção vale para passageiros que apresentarem teste de COVID-19 com resultado negativo até 72 horas antes do desembarque.

A quarentena obrigatória deve seguir até 1º de julho, quando os passageiros deverão apresentar teste negativo realizado nas últimas 72 horas ou se submeter a um exame rápido na chegada ao arquipélago.

Grutas de São Vicente, na Ilha da Madeira (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Terra natal de Cristiano Ronaldo, Ilha da Madeira tem atrações inusitadas”

Já no arquipélago dos Açores, os visitantes devem cumprir uma das seguintes opções: fazer quarentena voluntária por um período de 14 dias em hotel indicado, apresentar comprovante de realização de teste à COVID-19 até 72 horas antes da partida do voo ou realizar teste na chegada e ficar em isolamento profilático até à obtenção do resultado.

Voos para Portugal

Alinhada com as orientações de órgãos internacionais como a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) e a EASA (Agência Europeia para a Segurança da Aviação), a companhia aérea TAP também adotou medidas de segurança em seus voos.

foto: TAP/Divulgação

O Tap Clean & Safe inclui procedimentos como lounges fechados, obrigatoriedade do uso de máscaras no voos, desinfecção diária de aeronaves e redução do serviço de bordo, de acordo com a duração da viagem.

Em junho, a TAP conta com dois voos semanais entre Lisboa e São Paulo, e um outro com destino ao Rio de Janeiro. A empresa informa em seu site que, em julho, deve ampliar sua malha entre a Europa e o Brasil: São Paulo (3x por semana). Rio de Janeiro (1x), Recife (2x) e Fortaleza (1x).

LEIA TAMBÉM: “10 atrações diferentonas na Europa”

* com informações do Visit Portugal, ANA e TAP

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*