Companhias aéreas de Dubai e da Europa voltam a voar para o Brasil

O

setor turístico em todo o mundo deve demorar para voltar à normalidade e brasileiros ainda se sentem inseguros para viajar. Mas companhias aéreas internacionais começam a divulgar novas datas de retorno de seus voos.

Em nota enviada para o Viagem em Pauta, a Emirates informou esta semana que volta a operar a rota Dubai-São Paulo, no próximo dia 2 de agosto. Com a retomada dessa e de outras cinco rotas, a empresa passa a voar para 58 cidades até meados de agosto.

“Continuamos (…) garantindo que todas as medidas necessárias para salvaguardar a saúde e a segurança de nossos clientes e colaboradores estejam em vigor”, explica Adnan Kazim, diretor comercial da Emirates.

LEIA TAMBÉM: “No pós-pandemia, Nordeste é preferência dos brasileiros: veja destinos diferentões”

O destino voltou a abrir suas fronteiras no último dia 7 de julho. Saiba mais sobre as regras de acesso a Dubai.

Para estimular os passageiros a voltarem a voar, a companhia dos Emirados Árabes Unidos vem apostando em “termos e opções generosos” como flexibilidade na remarcação de bilhetes emitidos até 31 de julho e retorno de serviços para clientes premium, como sala vip e serviço de motorista particular.

foto: Emirates/Divulgação

LEIA TAMBÉM: “Com medo e desconfiado, brasileiro ainda deve demorar para viajar”

Mais voos

No início de julho, a Swiss também voltou a voar entre Zurique e São Paulo, inicialmente, com três opções de voos semanais.

As viagens partindo da capital paulista serão às terças, sextas e domingos (às 18:10); e de Zurique, às segundas, quintas e sábados, às 13:30 (horário local).

Com a retomada, essa empresa do Lufthansa Group volta a conectar passageiros brasileiros a 107 destinos no mundo.

De acordo com a empresa, com esses três voos, o grupo passa a oferecer oito voos semanais entre o Brasil e a Europa, a partir de julho.

Tripulação da Swiss, em Guarulhos, após retorno de voos da companhia para o Brasil (foto: Divulgação)

LEIA TAMBÉM: “Os erros da retomada do turismo no Brasil”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*