Festival de cinema francês tem última semana de acesso grátis

J

á foram quase 500 mil visualizações de filmes e mais de dois milhões de conexões no site. Se a gente ainda não sabe quando será o fim da pandemia que paralisou o mundo, pelo menos não faltaram opções para ver cinema… em casa.

No próximo dia 27 de agosto termina o Festival Varilux Em Casa, evento com exibição gratuita de 50 produções do cinema francês, uma parceria com a produtora Bonfilm e patrocínio da Embaixada da França e da Essilor/Varilux.

Catherine Deneuve em “A última loucura de Claire Darling”, um dos destaques do Festival Varilux Em Casa (foto: Divulgação)

VEJA TAMBÉM: “Dez filmes e séries sobre viagens para ver na Netflix em tempos de pandemia”

“O grande número de filmes e a longa duração do festival permitiu ao público explorar mais a fundo a diversidade do cinema francês, filmes menos óbvios, de diretores jovens e com atores novos”, comentaram em nota enviada ao Viagem em Pauta os organizadores do festival, Emmanuelle e Christian Boudier.

LEIA TAMBÉM: “Viaje em casa com os filmes do cineasta Wim Wenders, 75 anos”

Com 50 produções disponibilizadas pelo público, em sua maioria das edições anteriores do Festival Varilux de Cinema Francês, o evento traz a diversidade de títulos e de gêneros, com obras legendadas em português.

E é claro que não poderiam faltar estrelas do cinema francês, como Catherine Deneuve (“A loucura de Claire Darling”, “O reencontro”, “O Ignorante”), Isabelle Huppert (“As falsas confidências” e “Branca como a neve”) e Gérard Depardieu (“Tour de France”).

Assim como avisa a produção do evento, o Varilux Em Casa não substitui o Festival Varilux de Cinema Francês nas salas de cinema, cujos organizadores esperam poder anunciar novas datas para um evento presencial ainda em 2020.

No ano passado, o festival completou dez anos e teve exibição de cerca de 200 longas-metragens e mais de um milhão de espectadores.

Divididos em oito categorias (de infantis a suspenses), os filmes podem ser vistos no evento do site.

Cena da animação “Abril e o mundo extraordinário”, um dos destaques do Festival Varilux Em Casa (foto: Divulgação)

VEJA TAMBÉM: “Dia da Fotografia: as incríveis imagens de Frank Hurley na Antártica”

2 Comentário

  1. O Festival Varilux em casa foi uma excelente oportunidade de distração e aproximação do idioma francês. O período de disponibilização dos filmes, deveria ser estendido, já que a Pandemia ainda traz riscos a sociedade.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*