Fernando de Noronha tem procura de 115%, após anúncio de reabertura: veja atrações

F

echada ou aberta, com ou sem pandemia, o arquipélago de Fernando de Noronha continua sendo um dos destinos nacionais mais procurados por viajantes brasileiros.

Uma das provas disso é o levantamento divulgado hoje (1º de outubro) pela plataforma Kayak, cujas buscas registraram um aumento de 115.45%, comparadas aos cinco dias anteriores ao anúncio de reabertura da ilha.

“Temos observado que os destinos domésticos estão sendo mais procurados pelos brasileiros. Parte disso deve-se às restrições internacionais por conta da pandemia do coronavírus”, analisa Eduardo Fleury, diretor de Operações do KAYAK no Brasil.

LEIA TAMBÉM: “Fernando de Noronha para mãos de vaca: dicas para economizar”

Morro Dois Irmãos (foto: Eduardo Vessoni)

Realizada no último dia 29 de setembro, a pesquisa considera as buscas por voos de ida e volta, saindo de todos os aeroportos do Brasil com destino ao Aeroporto de Fernando de Noronha (FEN). Foram consideradas as pesquisas feitas entre os dias 18 e 22 de setembro e de 24 a 28 de setembro para viagens entre 1º de outubro de 2020 a 31 de março de 2021.

Ainda segundo o estudo, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Maceió e Campo Grande estão entre os destinos brasileiros mais procurados.

Nesta semana, a GOL anunciou também que retomará o voo Recife-Noronha, a partir do próximo dia 10 de outubro, com quatro frequências semanais. No início de setembro, a Azul já tinha anunciado o retorno à ilha, às quintas, sábados e domingos.

SAIBA MAIS: “9 motivos para conhecer Fernando de Noronha”

VEJA TAMBÉM: “No pós-pandemia, Nordeste é preferência dos brasileiros: veja destinos diferentões”

Novas regras

Fechada para turistas desde março, quando foram registrados os primeiros casos, Fernando de Noronha volta a reabrir no próximo dia 10 de outubro.

Mas não sem algumas novidades.

O acesso de turistas seguirá um novo protocolo, elaborado por autoridades de saúde de Pernambuco e pela administração. De acordo com as novas regras, será obrigatório realizar teste RT-PCR (nariz e garganta) para detecção da Covid-19 no dia anterior ao embarque ou na data da viagem.

Anúncio feito pela administração de Noronha

Outra medida adotada é o uso do aplicativo Dycovid – Dynamic Contact Tracing durante o período de estadia em Noronha. O serviço promete notificar o usuário da ocorrência de um contato de alto risco, dando melhor rastreabilidade e controle da doença.

Na saída da ilha, será necessário realizar ainda um novo RT-PCR para que haja um controle da Vigilância em Saúde sobre uma possível contaminação comunitária.

O visitante também deverá assinar o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta concordando com o cumprimento do protocolo e das orientações da Vigilância Sanitária do arquipélago. A assinatura do termo vale também para trabalhadores e prestadores de serviço.

LEIA TAMBÉM: “Fernando de Noronha, a Ilha Maldita”

O QUE FAZER EM NORONHA

2 Comentários

  1. Boa notícia sobre o turismo em Fernando de Noronha por pandemia, um sonho que tenho de conhecer e até, de repente, me fixar de vez nessa belíssima ilha. Sonho se pode ter, verdade?

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*