Documentário sobre Caminho de Santiago é viagem sobre superação

A

os 70 anos e com uma artrite degenerativa, Sue Morris, 70 anos, mal consegue reagir aos elogios dos outros peregrinos do Caminho de Santiago, depois de percorrer 400 quilômetros.

– “Você nos inspira, Sue”, diz um deles.

Todos os caminhos levam a Compostela, mas no documentário “Caminho da Superação” os diretores Fergus Grandy e Noel Smyth apontam as lentes para a travessia de seis peregrinos que cruzam o norte da Espanha.

Ao longo de 80 minutos, caminhantes da Nova Zelândia e Austrália não só dão prova de superação, mas também relatam seus motivos para darem uma pausa na vida e seguirem por 800 km até a catedral que dá nome a essa tradicional travessia do ano 830.

VEJA TAMBÉM: ‘Camino Norte’ é opção litorânea do Caminho de Santiago de Compostela

Em tempos de isolamento e perdas, “Caminho da Superação” ensina que nunca é tarde para recomeçar, assim como os personagens do documentário, com idades que vão de 50 a 80 anos e um trauma para digerirem.

Com cajado na mão e mochila nas costas, aqueles caminhantes vão deixando para trás o peso das dores físicas, da perda de familiares e da separação.

Grandy e Smyth teriam todos os elementos para um filme cheio de clichês e excesso de sentimentalismos, mas o que se vê é um elenco forte, bem-humorado e decidido a dar novos rumos às suas próprias histórias.

É um filme de introspecção, dores e questionamentos. Mas é também sobre abraços, encontros e planos para o futuro.

Cena do documentário “Caminho da Superação” (foto: Reprodução)
Perrengues cinematográficos

Se “o caminho é vida”, como descreve um dos peregrinos do documentário, fazer cinema tem lá seus perrengues, como carregar câmeras durante todo o trajeto e seguir 40 dias com a mesma roupa.

“Caminho da Superação” foi filmado em 42 dias e contou com uma equipe de apenas três pessoas: Noel Smyth (diretor, produtor e diretor de fotografia), Fergus Grady (diretor, produtor e técnico de som direto) e Phoebe Curran (diretora de produção e técnica de som direto).

Vencedor do festival Doc Edge nas categorias “melhor diretor” e “cineasta revelação da Nova Zelândia”, o documentário tem distribuição no Brasil pela Lança Filmes e chega às principais plataformas de streaming no final deste mês.

“Caminho da Superação”
estreia:
30 de outubro
onde ver: Youtube Filmes, Google Play, Itunes, Net Now, Vivo Play e Looke.
www.caminhodasuperacao.com.br

SAIBA MAIS: “Dicas de sobrevivência para encarar o Caminho de Santiago de Compostela”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*