Campanha capta mais de R$ 1 milhão para criação de brigada no Pantanal

No menor bioma do Brasil, tamanho não é documento: o Pantanal é a maior planície alagável do planeta, abriga quase mil espécies de animais e é endereço do maior refúgio de onças-pintadas do planeta.

Mas o que não dá para medir é a urgência desse Patrimônio Natural da Humanidade que há meses vem ardendo em chamas.

Lançada em 12 de setembro, a campanha para a criação da Brigada Alto Pantanal Haroldo Palo Jr. captou mais de R$ 1 milhão, em pouco mais de um mês, por meio de doações na plataforma Catarse e depósitos bancários.

foto: André Zumak/Divulgação

VEJA TAMBÉM: “Projeto leva alimentos a animais famintos do Alto Pantanal”

Em nota enviada ao Viagem em Pauta, a assessoria da iniciativa informou que foram mais de 2.100 pessoas colaborando para a criação dessa brigada que terá duas equipes permanentes e aparelhadas para atuação na prevenção e no combate ao fogo.

O projeto foi criado para atuação na Serra do Amolar, uma das mais afetadas pelos incêndios dos últimos meses, na divisa do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

“Essa ajuda que está chegando nos permitirá ampliar nossa capacidade operacional, sobretudo para podermos atuar na prevenção para que desastres como esses não ameacem jamais áreas sagradas desse ecossistema”, descreve Angelo Rabelo, um dos idealizadores da campanha e diretor de Relações Institucionais do Instituto Homem Pantaneiro (IHP)

Entre as doações diretas para o IHP, destaque para o apoio da modelo Gisele Bündchen que, solidária à questão ambiental, contribuiu com R$ 100 mil por meio do seu Fundo Luz Alliance na BrazilFoundation, e a ONG SOS Pantanal que fez uma doação R$ 70 mil, dos quais R$ 20 mil serão aplicados, imediatamente, na compra de equipamentos que serão utilizados na localidade de Porto Jofre.

foto: André Zumak/Divulgação

Neste mundo, estamos todos conectados e o que acontece em um lugar tem reflexos em outros. Por isso, precisamos aprender a viver em equilíbrio com a natureza e honrar todas as dádivas que ela nos provê.”

- Gisele Bündchen

Já a Fundação Grupo Boticário, que há 30 anos trabalha pela proteção ambiental, doou recursos para a aquisição da embarcação motorizada “Alto Pantanal”, capaz de transportar equipes de até sete brigadistas, além do piloto e de todos os equipamentos necessários no combate ao fogo.

O PANTANAL

Maior do que Portugal, Suíça, Holanda e Bélgica juntos, a região vem sofrendo um dos piores incêndios das últimas décadas. De acordo com o SOS Pantanal, esta é a pior seca dos últimos 47 anos.

Segundo o SOS Pantanal, o fogo destruiu grande parte das fontes de recursos, por isso trabalhos de reposição estão sendo feitos para garantir a vida de animais como ariranhas, jacarés, antas e onças, só para citar algumas das espécies que dependem do Pantanal em pleno funcionamento.

QUANDO IR

COMO CHEGAR

O QUE FAZER

Observação de onças, no Pantanal Norte, no Mato Grosso (foto: Eduardo Vessoni)

VEJA TAMBÉM: “Como está a situação no Pantanal e o que você pode fazer por ele”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*