Argentina reabre fronteiras para brasileiros

A normalidade ainda parece uma realidade distante, mas este final de ano começa a trazer novidades para quem já se sente seguro para viajar.

A partir da meia-noite desta sexta-feira, a Argentina abre suas fronteiras para a entrada de visitantes estrangeiros. Porém, apenas cidadãos de países limítrofes estão liberados para entrar no país, como Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai.

Com a medida, de acordo com o jornal O Globo, já são cerca de 70 países do mundo abertos para brasileiros.

Buenos Aires (foto: Nestor Galina/Flickr-Creative Commons)

VEJA TAMBÉM: “Confira dicas e roteiros para ir de carro até Buenos Aires, na Argentina”

Nessa primeira fase, algumas medidas foram tomadas.

Segundo o Ministério do Turismo da Argentina, a entrada estrangeira será permitda apenas por vias aéreas (exceto o Uruguai, que voltará a ter conexão com o país por barco).

“Acreditamos que as condições estão estabelecidas para receber turistas na Argentina, nesta nova etapa em que teremos que conviver com o vírus. Sabemos a importância que isso representa para o setor”, afirmou em nota, Matías Lammens, ministro de Turismo e Esportes da Argentina.

Outra medida adotada é que a entrada de estrangeiros está autorizada apenas via Aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires.

E as exigências não param por aí.

Trekking no Perito Moreno, na Patagônia argentina (foto: Eduardo Vessoni)

LEIA TAMBÉM: “Patagônia argentina ou chilena? Saiba quais são as diferenças e programe-se”

O estrangeiro deverá apresentar um seguro de saúde que cubra possíveis gastos com Covid-19, preencher uma declaração eletrônica e apresentar teste PCR negativo feito até 72h antes da viagem.

Com céus fechados desde o dia 20 de março, o país contará com mais de 30 rotas nesse momento de retomada, operadas por 23 companhias aéreas internacionais.

Com a abertura das fronteiras na Argentina, o país passa a contar com voos da Iberia, British Airways, LATAM, Avianca, Air Europa, Ethiopian, Turkish Airlines, Boliviana de Aviación, Lufthansa, Sky Airlines, Gol, Air France/KLM, United, Copa Airlines, American Airlines e Aeroméxico, entre outras.

A única má notícia é os turistas, inicialmente, só podem permanecer na Região Metropolitana de Buenos Aires.

LEIA TAMBÉM: “Conheça a Rota dos Quadrinhos, em Buenos Aires”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*