Brasil No Instagram Últimas Viagens

Aeroporto de Congonhas (SP) pode ganhar voos para Buenos Aires

Em reunião na última sexta-feira (26/2), Marcelo Sampaio, secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, e o embaixador da Argentina, Daniel Osvaldo Scioli, se reuniram em Brasília para discutirem acordos relacionados às fronteiras aéreas e terrestres entre os dois países.

Entre os temas abordados foi discutida a ideia de uma ponte aérea entre o aeroporto de Congonhas, na capital paulista, e o Aeroparque Jorge Newbery, aeroporto central de Buenos Aires.

De acordo com nota divulgada pelo Ministério da Infraestrutura do Brasil, a Infraero já vinha discutindo ajustes para a internacionalização de Congonhas para receber jatos executivos. VEJA WEB STORIES

LEIA TAMBÉM: “Confira curiosidades do Aeroporto de Congonhas”

Já os voos comerciais entre o Brasil e a Argentina, a partir de seus aeroportos domésticos “dependeria de futura homologação, que caberia ser buscada pelos futuros operadores do aeroporto paulistano, previsto para ser leiloado na 7ª rodada de concessões, em 2022”.

Para o governo brasileiro, a entrada de novas companhias aéreas no Aeroparque, que reabre em março após reformas, dinamizam o turismo e a conexão entre os dois países.

A rota São Paulo – Buenos Aires é uma das maiores, em termos de números de voos, com cerca de 15 saídas em cada sentido.

Aeroparque Jorge Newbery, em Buenos Aires (foto: Airbus777/Flickr)

VEJA TAMBÉM: “5 destinos brasileiros mais procurados para o pós-pandemia”

Assim como informou a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos), a Aerolíneas Argentinas vêm retomando seus voos, após um dos lockdowns mais longos da pandemia, sem passarem por Buenos Aires.

Conhecida como Corredor Petrolero, a proposta abrange rotas exclusivas que unem destinos argentinos como Comodoro Rivadavia-Neuquén, Mendoza-Neuquén, Córdoba-Mendoza e Córdoba-Bariloche.

A partir de março, a Argentina ganha também voos entre Córdoba e Neuquén, e Córdoba – Salta, com duas frequências semanais.

VEJA TAMBÉM: “No pós-pandemia, Nordeste é preferência dos brasileiros: veja destinos diferentões”

CONFIRA WEB STORIES NESTE LINK

* com informações da IATA e do Ministério da Infraestrutura

Deixe um comentário